• Pinceis favoritos para pele da Macrilan – Corretivo, base, blush SLIDE
  • simple-responsive-slide-disney


1 Maio, 2018

Eu amo qualquer data que represente o início de um novo ciclo: meu aniversário, virada de ano ou o 1º dia de todo mês. Parece que as minhas forças se renovam (e as suas?). Eu sei que não podemos viver esperando que o dia 31 de dezembro ou 1º de maio resolvam todos os problemas, mas essa energia de renovação funciona muito bem quando é preciso correr atrás de algum objetivo ou planejar novas metas. A solução é: comece o mês bem e comece todos os outros dias como se fosse o primeiro 💫

 

Em O Milagre da Manhã, o Hal nos mostra como ao transformar as nossas manhãs em momentos produtivos e positivos você melhora o seu rendimento e humor ao longo do dia. Pensei, então, por que não fazer o mesmo com o primeiro dia de cada mês? Vamos fazer com que o dia 1 seja um spoiler dos vinte e nove (ou trinta) dias restante.

 

Nesse post, separei algumas dicas para que você comece o mês transbordando gratidão e tomando as melhores decisões para se tornar a pessoa que sempre desejou ser 🌻

 

Começando o mês bem, que mal tem?

Comece o mês bem – 5 dicas 🌻

Desenvolva uma rotina para sua manhã

 

É claro que a dica do Hal Elrod estaria aqui, porque, no fim das contas, ela faz muito sentido. Pense como seria a sua manhã ideal. Cafézinho fresco, música calma e ar puro? Meditação, mantras e yoga? Muitas frutas, livro na mão e pézinhos para o alto? Se você sabe como começar os seus dias bem, por que não está fazendo isso?

 

Acredite, sei bem como é acordar cedinho para ir para o estágio (ou trabalho) e chegar depois das 23h da faculdade. Você nem cogita a possibilidade de colocar o alarme para despertar quinze minutos mais cedo. Ponto final. Mas nós nos esquecemos de como esses primeiros minutos do dia são importantes. Começá-los na correria e confusão, talvez, não seja a melhor estratégia para ter um dia produtivo.

 

Teste por uma semana. Comece o mês com essa nova rotina. Vai ser difícil, mas perceba as melhorias ao não procrastinar e sorrir à toa. Hábitos saudáveis se formam apenas com consistência. E ter uma rotina da manhã é algo a se considerar.

 

Não precisa ser como o Hal mostra em O Milagre da Manhã: afirmação, meditação, leitura, escrita, exercício e visualização. Pode ser como você se sentir melhor. Aproveite o tempo que você tem disponível, seja 10 minutos ou 1 hora, para avançar em um livro que está parado, alongar esses músculos, fazer um suco verde, escrever em um diário, entre outras coisas que te fazem evoluir como pessoal, aquietam a mente e alimentam a alma ❤

 

Crie uma playlist inspiradora

 

E, durante essa nova rotina da manhã, nada melhor do que ter uma playlista delicinha ao fundo. Ou, mesmo sem uma rotina específica, colocar uma trilha sonora inspiradora durante o banho ou café da manhã fará diferença. Mas se você não gosta de músicas calmas, tudo bem, coloque Anitta para cantar ao fundo e rebole ao som de Indecente enquanto prepara seu pão na chapa.

 

Eu tenho uma playlist chamada mornings justamente com esse propósito. Aqui está ela para você aproveitar a voz da Gabriela Melim junto comigo:

 

Faça algo pela primeira vez

 

Permita-se. Todo dia 1 é uma oportunidade de se abrir para novas experiências e descobertas. Mantenha acesa essa paixão que você tem pela vida ao sair da sua zona de conforto. E não precisa ser algo grandioso, pelo contrário. Esqueça pular de paraquedas ou mergulhar no oceano. Estamos falando de coisas simples, pequenos prazeres e friozinho na barriga. Comece o mês buscando o fascínio, não o comodismo!

 

Já experimentou café com leite de coco? Fez um bolo? Foi ao cinema sozinha? Trocou uma fralda? Tomou a iniciativa com alguém? Leu um livro de autoajuda, economia ou terror? Doou sangue? Pintou o cabelo de uma cor fantasia? Não? Então, está aí a sua chance. Aproveite esse dia 1 e a energia dele para fazer algo que você sempre quis, mas sabe-se lá porque, deixou para lá.

 

Visualize como você deseja o mês

 

Pare uns minutinhos desse primeiro dia para visualizar como serão os próximos dias. O que você deseja alcançar? Onde quer ir? O que precisa mudar? Qual é o seu objetivo? Escreva se for preciso, desde as coisas mais pequenas até as complexas – com quem quer retomar contato, quanto de dinheiro pretende poupar, que traço da sua personalidade precisa trabalhar ou o que fará em prol da sua saúde.

comece o mês bem! rotina da manhã

Escolha ser gentil

 

Ninguém vai separar as suas roupas para doação, dar bom dia para o porteiro no seu lugar ou mandar um bilhete com a sua assinatura elogiando o novo corte de cabelo da sua amiga. Ser gentil é uma escolha. Como comentei em um outro post, em uma sociedade tão egoísta, ter alguém fazendo algo pelo outro é revolucionário.

 

Comece o mês agradecendo por todas as coisas boas da sua vida e espalhando esse bem por aí. E, como aprendi lendo Extraordinário, quando tiver que escolher entre estar certo e ser gentil, escolha ser gentil. Escolha ser melhor.

 

Como você prefere que comece o seu mês? Já faz algumas das coisinhas que citei? Tem outra dica? Vamos conversar nos comentários ❤

 

🌻 Outros posts que você pode gostar 🌻

 

10 dicas para reduzir a produção de lixo no dia a dia

Como ter sororidade em 10 passos

Não seja um one upper

Como fazer a diferença e não ser um babaca

Ei, se liga, você é um babaca com boas referências

Lembretes para 2018

Pare de perceber o erro

Eu não quero uma amiga para todas as horas

 

Vem passear na categoria Experiências ❤

Vamos começar todos os meses bem juntos:

Instagram l Facebook l Twitter l Pinterest l Youtube


TAGS:
comece o mês bem! rotina da manhã

Eu amo qualquer data que represente o início de um novo ciclo: meu aniversário, virada de ano ou o 1º dia de todo mês. Parece que as minhas forças se renovam (e as suas?). Eu sei que não podemos viver esperando que o dia 31 de dezembro ou 1º de maio resolvam todos os problemas, […]

Leia mais







16 Abril, 2018

Se eu precisasse elencar os cinco tipos de comidas que aquecem meu coração e alegram meu paladar, os itens expostos em um balcão de padaria entrariam para o ranking. Pão francês, pão doce, pães recheados, pão de queijo, pão na chapa, sonhos, carolinas, bomba de chocolate, mini tortinhas e outras infinidades de delícias que te deixam salivando só de pensar. Acontece que 98% das comidas de padaria levam na composição leite ou ovo. Isso significa que, quando eu visito a padaria do bairro, uma das minhas únicas escolhas é o bom e velho pão francês. Nada contra a casquinha crocante e o miolo macio, mas uma padaria vegana cairia bem.

 

Felizmente, esse sonho se tornou realidade. Tanto o meu sonho de tomar um café da manhã farto em uma padaria vegana quanto, literalmente, o sonho, aquela massa macia com um creminho doce e açúcar por cima – que, adianto, em sua versão vegana é idêntico ao tradicional. Graças à salvemandioca, perfil no instagram que sempre me apresenta lugares veganos novos em São Paulo, eu conheci a Padoca Vegan, uma padaria na Vila Madalena que não usa nenhum ingrediente de origem animal.

Eu e minha namorada, decidimos, então, passar nossa manhã de páscoa na Padoca Vegan. Andamos 40 minutos de transporte público em um domingo para ir da Zona Leste à Vila Madalena e saímos de lá com um sorriso no rosto e a barriga bem cheia. A Padoca Vegana, agora, compete com a Novos Veganos pelo posto de meu restaurante/lugar vegano favorito da vida. 

 

Padoca Vegan, uma padaria vegana para morrer de amores

 

A Padoca Vegan surgiu no início de 2018 e foi inaugurada pelas chefs e sócias Kamili Picoli e Denise Consolmagno, e Renata Altheman (tem uma fotinho das três perto do caixa!). A ideia de uma padaria vegana foi resultado da parceira entre a V.A.C.A, empresa de eventos gastronômicos veganos, e o Hostel Alice. Até o início de abril, a padaria funcionava apenas aos finais de semana, das 8h às 15h, mas agora ela fica aberta ao público de terça à domingo das 7h às 15h. Maravilha, hein? Se eu morasse naquela rua, iria falir, definitivamente.

 

O lugar

padaria vegana - padoca vegan

O lugar é, consideravelmente, pequeno, se considerarmos a demanda. Chegamos lá por volta das 10h e às 10h30 havia uma fila de espera para se sentar. No interior, há uma mesa bem grande e balcões (onde nos sentamos) e mesinhas distribuídas em um pequeno espaço ao lado de fora. Você pode pedir direto no expositor e levar para casa ou sentar e esperar ser atendido pela equipe simpática da Padoca Vegan. Nós, é claro, gastamos umas boas duas horas se deliciando no balcão com vista para rua.

 

A decoração é uma gracinha, assim como todo restaurante artesanal e/ou vegano. Com uma parede de tijolinhos, plantinhas e quadros fofos a Padoca Vegana te recebe acompanhada do cheiro de pão quentinho. Localizada na Rua Harmonia, nº1275, a padaria fica a uma caminhada de 5 minutos do metrô Vila Madalena, muito tranquilo! E, é claro, os pets são bem vindos.

 

O cardápio

 

Eu esqueci de tirar uma foto, mas tomei liberdade de compartilhar com vocês as fotos usadas no post do RotaVeg sobre a Padoca Vegan. No quesito bebidas quentes, você vai encontrar café, capuccino, chocolate com pimenta, chá e café vietnamita – o pingado versão vegan. Mas também tem a parte à la Satarbucks com o frapuccino e o freakshake, que faz muito sucesso com as suas guloseimas, caldas e chantily dignos de foto para o instagram.

 

CONTINUE LENDO ♥


TAGS:
padaria vegana - capa facebook

Se eu precisasse elencar os cinco tipos de comidas que aquecem meu coração e alegram meu paladar, os itens expostos em um balcão de padaria entrariam para o ranking. Pão francês, pão doce, pães recheados, pão de queijo, pão na chapa, sonhos, carolinas, bomba de chocolate, mini tortinhas e outras infinidades de delícias que te […]

Leia mais







9 Abril, 2018

Às vezes, cometemos erros. E alguns desses erros ficam marcados para sempre. Esse foi o caso do pônei, cavalo ou unicórnio, como que preferir, tatuado nas minhas costas, fruto de impulsividade e uma queda por promoções. Mas, ainda bem, que existem as coberturas de tatuagem! No meu caso, patinhas tortas e um rabo desproporcional se transformaram em um desenho incrível que representa veganismo, feminismo e muito amor. Quer saber mais sobre essa história? Então, dá o play que eu te conto tudo em detalhes!

 

 

Essa tatuagem representa uma série de coisas importantes na minha vida. Um cavalinho qualquer ganhou propósito por meio das mãos e agulhas da May. Toda vez que eu olho para essa tatuagem, lembro da Dara e do Fred, meus bichinhos que amo tanto. Lembro das coisas que acredito, das vidas pelas quais vale a pena lutar e do caminho que ainda preciso percorrer para fazer a diferença.

TATUAGEM VEGANA COBERTURA DE TATUAGEM

Logo após fazer l Uma semana depois

 

Em relação à cicatrização, devo admitir que minha pele é muito boa para tatuagem. É claro, eu cuido direitinho. Nos primeiros 15 dias, sempre deixo a tatuagem limpinha e bem hidratada. Ninguém pode colocar os dedinhos sujos e aproveito para suplementar o zinco, mineral que ajuda na cicatrização – falei sobre isso neste vídeo. Lembre-se de conversar com o seu tatuador e tirar todas as dúvidas.

 

A tatuagem desbotou bastante, principalmente, as flores, mas não senti a necessidade de retocar. Sim, tem uma bolinha aleatória apenas em uma bochecha. Por enquanto, vamos fingir que é um cabelinho e, na próxima tatuagem, eu arrumo, como se fosse um blush. Não é algo que me incomoda, então, não teria porque ir até a casa da May novamente, muito longe da minha, diga-se de passagem, só para arrumar.

 

Como fazer uma tatuagem vegana?

TATUAGEM VEGANA - FIZ UMA TATUAGEM E ME ARREPENDI

Para se certificar de que a sua tatuagem será 100% vegana, existem alguns cuidados a se seguir. Primeiro, confira com o estúdio ou tatuador se a tinta usada é vegana. Isso porque algumas marcas usam ossos queimados de animais e gordura animal na composição. Além da Eletric Ink, sei que a Ethernal, Skin Candy e Starbright são veganas.

 

A tinta é vegana? Oba! Agora, é preciso se preocupar com a lâmina. As reutilizáveis possuem uma camada de glicerina, para aumentar a hidratação. Essa glicerina, porém, pode ser de origem animal ou vegetal. As tirinhas lubrificantes também podem ter lanolina, obtida a partir da cera de lã. Não custa levar a sua lâmina, certo? Você pode optar pelas produzidas pela American Safety Razor.

 

Por fim, temos os cuidados pós tatuagem que envolvem higienização e hidratação. Invista em óleo de coco ou manteiga de cacau e sabonete com base vegetal, o mais neutro possível.

 

O que você achou da minha tatuagem vegana? Tem algum desenho no seu corpo que representa o veganismo? Também ama tatuagens? Vamos conversar nos comentários ❤

 

❤ Outros posts que você pode gostar ❤

 

Verdades sobre o veganismo que ninguém te conta

➳ O que eu como em um dia?

#BelezaVegana: marcas de maquiagem veganas (100%)

Como substituir leite?

Sorvete vegano em uma nuvem de algodão doce

Como saber se um produto é vegano?

➳ Lugares veganos para visitar em SP

O que você pode fazer pelo feminismo

 

Vem passear na categoria Experiências ou na tag veganismo 🌱

Também estou aqui: 

Instagram l Facebook l Twitter l Pinterest l Youtube


TAGS:
TATUAGEM VEGANA - FIZ UMA TATUAGEM E ME ARREPENDI

Às vezes, cometemos erros. E alguns desses erros ficam marcados para sempre. Esse foi o caso do pônei, cavalo ou unicórnio, como que preferir, tatuado nas minhas costas, fruto de impulsividade e uma queda por promoções. Mas, ainda bem, que existem as coberturas de tatuagem! No meu caso, patinhas tortas e um rabo desproporcional se […]

Leia mais









Veja o que acontece por aí