• Pinceis favoritos para pele da Macrilan – Corretivo, base, blush SLIDE
  • APLICATIVOS PARA COMPRAS BUNNY FREE SLIDE


9 setembro, 2016

person-690132_1280

Em um dia desses no metrô, graças à tatuagem de uma mulher sentada perto de mim, notei como estamos despreparados para receber elogios de pessoas estranhas. Isso porque a tatuagem dela, um manequim incrível cheio de detalhes, era igual a de um homem que vi no ano anterior também em um vagão de metrô. Eu achei o desenho tão lindo que decidi pará-lo para elogiar.

 

O homem estava distraído e eu coloquei a mão em seu braço para que ele me escutasse. É claro que a sua primeira reação foi um olhar bravo, desconfiado. Ninguém gosta de ser tocado de repente, até porque não sabemos a intenção alheia. Sua tatuagem é maravilhosa, eu disse. O olhar assustado, então, se transformou em um sorriso sem graça, que permaneceu com ele até o momento em que desceu na estação. E eu saí com a sensação de que fiz o dia de alguém mais leve.

 

Eu nunca me esqueço também do dia em que estava em uma loja qualquer no shopping e uma garota, que estava do lado de fora, entrou e me parou apenas para dizer o quanto tinha amado minha bota marrom de cano alto. Depois disso, eu passei a amar minha bota trinta vezes mais e elogiar os outros com frequência.

 

CONTINUE LENDO ♥


TAGS:
person-690132_1280

Em um dia desses no metrô, graças à tatuagem de uma mulher sentada perto de mim, notei como estamos despreparados para receber elogios de pessoas estranhas. Isso porque a tatuagem dela, um manequim incrível cheio de detalhes, era igual a de um homem que vi no ano anterior também em um vagão de metrô. Eu […]

Leia mais







30 agosto, 2016

Quem acompanha a fanpage do blog (você ainda não curtiu? Que feio!) sabe que, recentemente, eu tomei a decisão de me tornar vegana ou, na classificação certinha, vegetariana estrita. Isso significa que eu cortei de vez os alimentos de origem animal da dieta. Bye-bye leite, ovos e queijo. Olá, leite de amêndoa, chia hidratada e mandiocheese.

kaboompics-com_hands-holding-watermelon

Os outros aspectos da vida, como roupas e maquiagem, vão aos pouquinhos. Os meus cuidados com o cabelo e a pele, por outro lado, são 95% veganos e 100% cruelty free. Já tem vídeo e post sobre Low Poo Vegano no blog e para conferir é só clicar aqui. O vídeo sobre pele eu estou providenciando, prometo!

 

Fato é que o veganismo tem se mostrado mais fácil do que eu imaginava. Talvez por ser tão gratificante ou talvez porque melão e brócolis fazem tudo valer a pena. Tenho muito o que compartilhar sobre isso por aqui, mas dicas e reflexões ficam para um próximo post. Hoje, eu quero mostrar descobertas: 10 alimentos que eu achava que não eram veganos, mas, olhem só, são! 10 coisinhas que você encontra fácil no mercado e pode incluir no seu dia a dia para diminuir o sofrimento animal e tornar a rotina mais prática, já que todos são lanchinhos ou condimentos.

 

Gelatina Meu Lanchinho, Dr. Oeteker

 

Faz tanto, mas tanto tempo que não como gelatina! Essa linha da Dr. Oeteker, para alegria dos veganos, não tem nada de origem animal. Sim, gente, gelatinas normais têm, ok? O colágeno vem dos ossos, cascos e tecidos de ligação de vacas ou porcos. Mas não a Meu Lanchinho! Ela não é saudável, longe disso, mas dá para matar a vontade, não é?

 

Margarina Becel Azul

 

Outra descoberta que caiu do céu! Como comer milho sem margarina? Torrada e café? Pão na chapa? Ou fazer brócolis? Tortas? Estourar pipoca? Ok, tudo tem sua alternativa, mas a margarina becel azul (azul, azul, azul!) salva vidas sem matar bichinhos.

food-red-purple-green

Pão Sírio, Torrada, Pão Integral

 

Olha que mão na roda para o seu café da manhã e lanche da tarde! Pão sírio é sempre vegano e torradas, em sua maioria, também. A salgada e multigrãos da Bauducco moram no meu armário. Já com o pão integral é melhor se ater aos ingredientes, mas você não precisa ir até casas naturais para encontrar um vegano. Todos esses carboidratos com geleia de frutas, patê de soja de azeitona, Zatar, hm, amo!

 

CONTINUE LENDO ♥


TAGS:
kaboompics-com_hands-holding-watermelon

Quem acompanha a fanpage do blog (você ainda não curtiu? Que feio!) sabe que, recentemente, eu tomei a decisão de me tornar vegana ou, na classificação certinha, vegetariana estrita. Isso significa que eu cortei de vez os alimentos de origem animal da dieta. Bye-bye leite, ovos e queijo. Olá, leite de amêndoa, chia hidratada e […]

Leia mais







16 agosto, 2016

1 – Sim, é possível fazer um livro com um enigma central e diversos conflitos o rodeando sem se perder no meio.

2 – Esse é o primeiro young adult que eu li que se distancia da ideia de adolescência vitimizada e perfeita.

3 – Eu amo você, AN!

Resenha Três Coisas Sobre Você

Imagina uma pessoa surpresa e feliz? Fui eu ao descobrir que ganhei um sorteio do blog Coisinhas Aleatórias. Gente, eu nunca ganho nada (a dramática)! E o melhor: sortearam um livro. Quem não amaria receber um livro na sua casa de repente de presente? Obrigada Coisinhas Aleatórias, eu adorei o Três Coisas Sobre Você, da Julie Buxbaum, e cá estou eu para resenhar esta belezinha. Um spoiler: é diferente de todo young adult que li.

 

Vamos a um resumo breve da história, porque a intenção não é ficar contando detalhes sobre ela aqui. Jessie é uma garota de 16 anos que perdeu a mãe há 733 dias, ganhou uma madrasta há 45 e se mudou há 30 dias para Califórnia, seguindo os passos de seu pai atrás da nova mulher. Ah, faltam 7 dias para o começo do primeiro ano do ensino médio em uma escola totalmente nova. Como se não faltassem novidades, de repente, sem motivo aparente, chega um e-mail anônimo, do Alguém Ninguém, na caixa de entrada de Jessie.

 

O tal Alguém Ninguém se oferece para ser o guia espiritual virtual de Jessie em sua nova jornada no colégio Wood Valley. E, então, começamos o livro com a garota tentando lidar com esse anônimo, sua melhor amiga distante, o filho da madrasta arrogante, uma mansão onde não se sente em casa, garotos ricos diferentes de sua realidade e tudo isso sem uma mãe.

 

O que falar de Três Coisas Sobre Você que li em dois dias no transporte público e já considero muito? 😅 O livro é relativamente grande, são 283 páginas, mas a leitura é bem fluída. A escrita de Julie é como se eu estivesse conversando com uma amiga enquanto tomamos milk-shake (vegano, é claro). As páginas são amarelinhas e o espaçamento e fonte são ótimos. Sim, gente, acho isso de extrema importância na hora que estou lendo. Ninguém merece com dor de cabeça depois, não é?

Resenha Três Coisas Sobre Você Julie Buxbaum

Ao mesclar o estilo de Julie à história, temos muita ironia e muita realidade. Não há escrúpulos em relação aos palavrões e assuntos como homossexualidade, drogas, sexo, incertezas em relação ao futuro, relacionamentos efêmeros e outros elementos adolescentes. Sem um mundo de fantasias, ideias bonitas e moralismo. Eu adoraria ter lido Três Coisas Sobre Você aos meus 15 ou 16 anos, quando estava me descobrindo e, às vezes, os livros criavam uma imagem fantasiosa sobre o que é ser adolescente.

 

CONTINUE LENDO ♥


TAGS:
Resenha Três Coisas Sobre Você Julie

1 – Sim, é possível fazer um livro com um enigma central e diversos conflitos o rodeando sem se perder no meio. 2 – Esse é o primeiro young adult que eu li que se distancia da ideia de adolescência vitimizada e perfeita. 3 – Eu amo você, AN! Imagina uma pessoa surpresa e feliz? […]

Leia mais











Veja o que acontece por aí