• Pinceis favoritos para pele da Macrilan – Corretivo, base, blush SLIDE
  • simple-responsive-slide-disney


27 janeiro, 2016

Há alguns dias, passeando pelo instagram, me deparei com uma blogueira postando uma foto da Gabriela Pugliesi, contando como a sua meta era ter o corpo daquela mulher. Caso você esteja se perguntando Pugliesi who?, a baiana, que, agora, mora em São Paulo, é dona de um instagram fitness com mais de 2 milhões de seguidores, um canal no youtube com dicas de exercícios e entrevistas, uma tapiocaria e um Snapchat digno de um reality show. Ela é loira, alta, com tudo em cima, toda good vibes e com um namorado modelete. Feita as apresentações, fiquei me perguntando depois de ver aquele post no instagram: é saudável admirar a Pugliesi?

Gabriela Pugliesi - Feminismo

Eu me considero feminista, logo, assim como todo ser humano deveria, sou contra a imposição de padrões de beleza na sociedade. Sou contra gordofobia, apologia a distúrbios alimentares e qualquer regra que queiram ditar em relação ao nosso corpo. Mas admito que, por mais que eu considere toda a exaltação em torno da Pugliesi errada, eu me rendi à sua simpatia. Acabei encontrando seu canal no youtube, o Vendi Meu Sofá, por um acaso e fiquei horas assistindo às entrevistas – com a Fernanda Souza é sensacional! Ela é muito positiva, engraçada e fala sobre um estilo de alimentação que eu, de certa maneira, gosto.

 

É claro, peguei um receio depois dela falar no Snapchat que você deveria pedir para sua amiga vazar seus nudes caso saia da dieta. Realmente, foi uma fala muito infeliz, machista e que demonstra uma série de pensamentos errados no nosso cotidiano. Apesar disto, não podemos negar que a Pugliesi é, sim, linda. O problema é que as suas fotos na praia de bíquini não estão incentivando meninas a serem saudáveis e amarem a si mesmas, estão incentivando meninas a odiarem a sua imagem no espelho por não serem iguais.

 

A culpa disso também não é da Pugliesi. Longe disso. Ela é uma vítima dessa cultura que nos aprisiona. Vivemos em uma ditadura do corpo perfeito, que cultua as dietas restritivas e ela, infelizmente, com sua ascensão, acabou se tornando parte disso. Não sou contra instagrans fitness ou blogueiras que falam sobre emagrecimento. O que eu acho errado é a forma como esses assuntos são trabalhados e divulgados.

 

Dois exemplos bacanas de pessoas que falam sobre alimentação é a Jéssica, do Canal das Bee, com o Gorda de Boa e a Rawvana. Sem imposições, mas com informação. Elas são dois extremos: a Jéssica está tentando emagrecer a Rawvana segue uma dieta vegana, praticamente crudívora. Uma está se livrando dos hábitos ruins e a outra segue um estilo de vida mais saudável o possível.

 

Com a Pugliesi poderia ser assim também. Mas ela se tornou o que não deveria: um padrão a ser seguido. É claro, a sua fisionomia, seus discursos e seu estilo colaboram para isso, mas o principal culpado é esse sistema machista que cria modelos irreais, exaltados pela mídia e nos enfiados goela abaixo. Ela se tornou outra mulher presa ao sistema que acaba com a nossa autoestima.

Gabriela Pugliesi - Admirar a Pugliesi - Feminismo - Padrões de Beleza

Tudo bem admirar a Pugliesi. Mas você não tem que querer ser igual a ela. Você não precisa ter o corpo da Pugliesi para se sentir bem. Você não precisa parecer com a Pugliesi para ser bonita. Você precisa se amar por quem você é. Você precisa se conhecer, se desprender de padrões e entender o que é o melhor para você. O corpo ideal não é o dela. O corpo ideal é aquele em que você se sente confortável. E para saber que corpo é esse, o primeiro passo é esquecer que mulheres como a Pugliesi são um modelo de perfeição a ser seguido.

 

Tudo bem admirar a Pugliesi, desde que você não fique paranoica. Desde que você filtre o que ela fala. Desde que você a admire pelos motivos certos. Desde que essa admiração não afete o seu amor próprio. Garota, a Pugliesi pode ser bonita, mas você também é incrível. Quando você começa a fazer coisas para agradar a si mesma e não aos outros, percebe que é a deusa de si mesma, linda e livre. Eles querem nos fazer acreditar que temos que ser como esses padrões, porque a partir do momento em que amamos o nosso corpo e tomamos consciência da nossa força, é aí que começamos uma revolução.

 

Vamos conversar mais sobre feminismo?


Há alguns dias, passeando pelo instagram, me deparei com uma blogueira postando uma foto da Gabriela Pugliesi, contando como a sua meta era ter o corpo daquela mulher. Caso você esteja se perguntando Pugliesi who?, a baiana, que, agora, mora em São Paulo, é dona de um instagram fitness com mais de 2 milhões de seguidores, um canal no youtube com dicas de exercícios e entrevistas, uma tapiocaria e um Snapchat digno de um reality show. Ela é loira, alta, com tudo em cima, toda good vibes e com um namorado modelete. Feita as apresentações, fiquei me perguntando depois de ver aquele post no instagram: é saudável admirar a Pugliesi?

Gabriela Pugliesi - Feminismo

Eu me considero feminista, logo, assim como todo ser humano deveria, sou contra a imposição de padrões de beleza na sociedade. Sou contra gordofobia, apologia a distúrbios alimentares e qualquer regra que queiram ditar em relação ao nosso corpo. Mas admito que, por mais que eu considere toda a exaltação em torno da Pugliesi errada, eu me rendi à sua simpatia. Acabei encontrando seu canal no youtube, o Vendi Meu Sofá, por um acaso e fiquei horas assistindo às entrevistas – com a Fernanda Souza é sensacional! Ela é muito positiva, engraçada e fala sobre um estilo de alimentação que eu, de certa maneira, gosto.

 

É claro, peguei um receio depois dela falar no Snapchat que você deveria pedir para sua amiga vazar seus nudes caso saia da dieta. Realmente, foi uma fala muito infeliz, machista e que demonstra uma série de pensamentos errados no nosso cotidiano. Apesar disto, não podemos negar que a Pugliesi é, sim, linda. O problema é que as suas fotos na praia de bíquini não estão incentivando meninas a serem saudáveis e amarem a si mesmas, estão incentivando meninas a odiarem a sua imagem no espelho por não serem iguais.

 

A culpa disso também não é da Pugliesi. Longe disso. Ela é uma vítima dessa cultura que nos aprisiona. Vivemos em uma ditadura do corpo perfeito, que cultua as dietas restritivas e ela, infelizmente, com sua ascensão, acabou se tornando parte disso. Não sou contra instagrans fitness ou blogueiras que falam sobre emagrecimento. O que eu acho errado é a forma como esses assuntos são trabalhados e divulgados.

 

Dois exemplos bacanas de pessoas que falam sobre alimentação é a Jéssica, do Canal das Bee, com o Gorda de Boa e a Rawvana. Sem imposições, mas com informação. Elas são dois extremos: a Jéssica está tentando emagrecer a Rawvana segue uma dieta vegana, praticamente crudívora. Uma está se livrando dos hábitos ruins e a outra segue um estilo de vida mais saudável o possível.

 

Com a Pugliesi poderia ser assim também. Mas ela se tornou o que não deveria: um padrão a ser seguido. É claro, a sua fisionomia, seus discursos e seu estilo colaboram para isso, mas o principal culpado é esse sistema machista que cria modelos irreais, exaltados pela mídia e nos enfiados goela abaixo. Ela se tornou outra mulher presa ao sistema que acaba com a nossa autoestima.

Gabriela Pugliesi - Admirar a Pugliesi - Feminismo - Padrões de Beleza

Tudo bem admirar a Pugliesi. Mas você não tem que querer ser igual a ela. Você não precisa ter o corpo da Pugliesi para se sentir bem. Você não precisa parecer com a Pugliesi para ser bonita. Você precisa se amar por quem você é. Você precisa se conhecer, se desprender de padrões e entender o que é o melhor para você. O corpo ideal não é o dela. O corpo ideal é aquele em que você se sente confortável. E para saber que corpo é esse, o primeiro passo é esquecer que mulheres como a Pugliesi são um modelo de perfeição a ser seguido.

 

Tudo bem admirar a Pugliesi, desde que você não fique paranoica. Desde que você filtre o que ela fala. Desde que você a admire pelos motivos certos. Desde que essa admiração não afete o seu amor próprio. Garota, a Pugliesi pode ser bonita, mas você também é incrível. Quando você começa a fazer coisas para agradar a si mesma e não aos outros, percebe que é a deusa de si mesma, linda e livre. Eles querem nos fazer acreditar que temos que ser como esses padrões, porque a partir do momento em que amamos o nosso corpo e tomamos consciência da nossa força, é aí que começamos uma revolução.

 

Vamos conversar mais sobre feminismo?


TAGS:




34 Comentários em “Admirar a Pugliesi ou não?”


Luana

Eba, fico feliz! :)

Rafaela Arnoldi

Eu tenho uma relação bipolar com ela; tem horas que a amo, tem horas que quero manda-la calar a boca! rs.

Amei sua postagem e ela faz todo sentido. Precisamos obter, novamente, nosso senso crítico e saber o que funciona ou não para nós. Não é a imagem do outro que nos fará feliz, mas, sim, melhorar nossa imagem conosco, sem distorcer o real e o que realmente importa: seus valores!

Amei aqui, você escreve muito bem e seu layout é lindo, clean, nos deixa confortável <3

Luana

É exatamente assim que eu me sinto! Adoro, mas ao mesmo tempo, não quero gostar dela haha
Sim! Temos que entender que nós somos lindas muito além dos outros e daquilo o que querem nos impor!
Eba, obrigada, de ♥, Rafa, fico muito, muito feliz! <3

Karol Caldas

Eu acredito que, a partir do momento que tu usa a tua fama pra te favorecer em algo que não ajuda ninguém é errado. Não gostei do que ela falou, poderia ser como a Kéfera por exemplo, que está saudável mas vive brincando disso e jamais falaria isso também.

Luana

Kéfera não é um exemplo não viu? Pelo menos, não para mim. Já falou muitas coisas machistas e racistas, além de pregar um tipo de dieta que eu não me identifico.
Pugli não usa a fama para coisas ruins, ela só não está usando exatamente do jeito certo! :)

Luciana Andrade - Ciana Andrade

Eu sou tão fora desse mundo, que nem sei quem é Gabriela Pugliesi.rsrs Não tenho costume de seguir famosas, posso até admirar mas não a esse ponto de querer seguir o padrão sabe. Achei muito interessante o seu post, e o seu ponto de vista. bjs
http://www.pilateandosonhos.com

Luana

hahaha você não é a única, apesar de ela ser bem conhecida!

Thabatta Pereira

Eu acredito que tu-do, ate quem fala sobre a queda dos padrões, tem que ser filtrado. Nada pode ser tao radical!
Eu amo a Pugli, acho que o que ela mostra é mais um reality, como você disse, do que propriamente “dicas fitness”, e não quero nem de longe ter o corpo dela! Gosto pelo astral, pelo jeito real, sei la… Se você acompanhar, ela mostra que come bem, come bobeira, passeia, namora… Como todo mundo! (Num padrão de vida diferente da maioria? Sim, inegável), mas essa influencia toda parte de quem assiste e da maneira que leva isso pra vida pessoal :) é o mesmo que alguém aparecer gordinho, dizendo que MC é maravilhoso e faz bem! Você sabe que não faz, mas come se quiser! Alguns padrões realmente estão enraizados e é preciso muda-los (como você disse, corpo bonito é aquele que você se sente bem), e a Pugli ou qualquer outra pessoa ter um corpo que alguém deseja não a faz culpada das besteiras que fazem pra alcança-lo!
E alguém “se sentir bem” em um corpo diferente do que tem não é nada de errado, como estão pregando atualmente. É só achar a maneira certa de mudar o que incomoda 😉

Luana

Também gosto muito da Pugli justamente pela energia dela! Acho mara, como ela diz haha
Mas, às vezes, não é pessoal não essa história de se influenciar. A gente vive em uma sociedade que nos impõem diariamente padrões a serem seguidos e acaba virando meio automático. Nós definimos o que é um coro bonito e tudo ao nosso redor nos leva a querer tê-lo. Não é assim tão fácil.
E foi o que eu comentei: Pugli também é vítima. Ela não é a culpada. Em nenhum momento falei isso, só a usei como exemplo pela sua influência.
Precisamos analisar até que ponto essa admiração é saudável! :)

Esther B.

nossa, que legal ter achado esse post! eu acho que o ‘fenomeno pugliesi’ é um bom assunto pra se debater sim. concordo com todas as tuas palavras do post! sério! eu acho que ela poderia incentivar melhor à todas essas meninas que admiram o lifestyle saudável ms de um jeito que não faça ninguém se sentir inferior à ela por n ser assim sabe? acho que falta essa cosciencia/humildade nela às vezes :/ pessoal que ganha influência assim devia pensar mais no seu público sim

Luana

Que bom que concorda! ♥
Exato! Como eu disse, eu não tenho nada contra o assunto que ela aborda, mas acho que é feito da maneira errada. Ela acaba influênciando muita gente de uma maneira não positiva. Mas ela também é só mais outra vítima. Imagina, agora o trabalho dela é ser “perfeita”, tem muita pressão em cima dela!

Lillian Cruz

Oi! Tudo bem?
Eu realmente nem sei o que dizer sobre o seu post de tão bom que ele ficou e de tanto que eu me identifico com cada palavra do texto. Aqui onde moro, por ser uma cidade de praia, vejo muitas meninas que não admiram, mas idolatram a Pugliesi e acham que só estarão bem quando estiverem com o corpo que ela tem. A cada dia que passa eu tento aprender mais e mais a me aceitar, pois já tive problemas de auto-estima quando era mais nova, e vejo que muita gente (ao invés de tentar ter uma vida mais saudável e tentar se amar acima de tudo) fica tentando ter o corpo da Pugliesi, da modelo X ou da modelo Y.
Espero que seu post seja lido por muita mais gente e possa conscientizar outras pessoas!

Parabéns!
Beijinhos e boa noite,
Lilly

Luana

Que bom que gostou! ♥♥
Lilly, você é linda! Lembre-se sempre disso. Do jeitinho que é.
É como você disse, ninguém precisa ser igual a ninguém, foco no que te faz bem ♥

Jéssica

Nunca tinha ouvido falar dessa moça, então acho que não sei muito sobre essa tal de admiração que sentem por ela. Porém, concordo com você na parte que disse que o corpo dela não é o ideal e que também somos incríveis.
Acho que se estivermos bem com nosso próprio corpo está ótimo, porém, se você quer ter um corpo igual da Gabriela, corra atrás! Eu sinceramente acho maravilhoso corpos iguais ao dela, mas não me vejo com um, sem falar que tenho preguiça pra essas coisas. Uma parte que super discordo de você é essa “O problema é que as suas fotos na praia de biquíni não estão incentivando meninas a serem saudáveis e amarem a si mesmas”, mas porque ela deveria incentivar alguém a ter amor próprio? Ela simplesmente postou uma foto do corpo dela, acho que isso não tem nada ver. Não é porque uma moça postou foto do seu próprio corpo que ela quer que todas sejam iguais ou que ela está menosprezando corpos alheios. As pessoas deveriam se amar mais e pararem de se rebaixar por causa de uma foto! Todos nós temos beleza, por mais difícil que possa acreditar, é a pura verdade, como você mesma disse: “…Você também é incrível”.
Me desculpe se pareceu que fui grossa, apenas quis expor minha opinião.

Prazer, Jéssica

Luana

Bom, justamente por não ter ouvido falar da Pugli, talvez você não tenha ideia do quando ela influencia milhares de meninas e mulheres. E que, hoje, corpo dela é o trabalho dela. Ela não só posta fotos de bíquini, ela vive para falar sobre isso, a vida dela é um reality.
E a questão é: você quer ter o corpo da Pugliesi por quê? Você tem que pensar nos motivos. Por que quer ser mais saudável? Então, ok, isso, no entanto, não signifca ser toda sarada. Por que você acha bonito? Ok, por que você acha bonito? Por que você não está feliz na sua pele? Nós não podemos ficar nessa busca incessável pelo perfeito, entende?
E é claro que ela tem que incentivar amor próprio! Ela é formadora de opinião. Ela pode ajudar muitas meninas a terem autoestima, ao invés de deixá-las se sentindo mal consigo mesmas.
Mas o que eu insisti no texto e quero deixar claro: Pugliesi também é vítima. Ela não é culpada. A sociedade te oprime para ser como ela e ela é oprimida para ser sempre assim!
Não foi grossa não! Obrigada por compartilhar sua opinião ♥

Dani Jardim

Muito bom seu texto, concordo com tudo que você falou
Adorei seu blog, muito fofo <3

Luana

Eba, fico feliz que tenha gostado! ♥

Anna Kcau

Eu não a conhecia e confesso que fiquei meio perdida no assunto. Não sou muito ligada nessas coisas fitness e padrões de beleza. Sem dúvida, a sociedade é culpada por a maior parte das meninas quererem ser magrinhas, mas com certeza não é culpa dessa garota, que também segue os padrões impostos pela sociedade. Fazer o que? Passou da hora das pessoas se amarem mais e sentirem menos a obrigação de serem iguais àquelas que estão na “mídia”.
Ótimo assunto, muito interessante!

Luana

Foi o que tentei reforçar: Pugliesi também é vítima. Fico feliz que pense assim! Porque, às vezes, ela é super crucificada. Só usei ela como exemplo para debater pressão estética! :)

Larissa Santana

Adorei o texto e concordo. Sei que é difícil pra muitas meninas se aceitarem como são. Foi difícil pra mim, e até hoje tem dias que me odeio. Não acompanho, na verdade, mal conheço essa Pugliesi, mas acompanho várias garotas que servem de inspiração pra mim, mas as vezes é difícil seguir tantas meninas lindas, e não se sentir um pouco pra baixo. É importante espalhar mensagens como esse post que você fez! Beijos!

Luana

Se inspirar de uma maneira saudável é diferente de querer alcançar um padrão irreal né?
Não se odeia não, você é linda! ♥

Jana Santos

Olha, gostei bastante do seu texto e do assunto abordado, mas assim, eu não julgo mal a Pugliesi a culpa não é dela, a culpa é dessa sociedade que quer nos empurrar quela a baixo que pra ser bonita tem que ser magra, e eu não enxergo a Gabi como instrumento disso, com ela eu aprendi a me amar mais, a cuidar mais de mim. È um assunto muito complexo, onde os dois lados da moeda tem que ser visto. Mas do mais, amo seu blog, serio. Beijosss, sucesso

Luana

Foi o que eu reforcei no texto: Pugli também é vítima!
Fico feliz que com você as dicas dela tiveram esse efeito, mas vejo muitas meninas com a autoestima baixa por não serem como ela :(
Obrigada pelo carinho! ♥♥

Nathália

Infelizmente esse é o nosso mundo, esses padrões de beleza, ela é apenas vitima como você disse.

Luana

Infelizmente! :(

Gabriel

Ainda não sabia nada sobre o assunto e achei interessante o que você abordou.

Luana

Que bom! :)

Larissa Dutra

Olá! Não conhecia essa mulher/garota, mas achei muito bom tudo o que você disse. Acho que todas somos bonitas de alguma forma, e não precisamos ter o corpo da tal da Pugliesi para sermos lindas ou maravilhosas. Ela é linda sim, mas temos que admirá-la, e não querer se igualar a ela.

Beijos,
Duas Livreiras

Luana

Exatamente! Admiração saudável é diferente de fazer loucuras para ser igual :)

Esther Lopes

Não a conhecia, mas admito que o corpo dela é lindo e já vou seguir! Bjs

Luana

Só não fique louca para ser como ela! haha 😉

Mayara lopes

Não conhecia ela, mas sou contra essas pessoas acharem que tem um padrão ideal de beleza, acho que o corpo perfeito é aquele com o qual voce se sente bem. Sou magra e alta e queria ser mais gordinha, assim como vejo meninas com um corpo lindo que preferem ser magras. Concordo com voce, padrão de beleza ideal é algo sem sentido ! Amei o post.

Super Beijo

http://www.blogmayaralopes.blogspot.com.br

Luana

Sim! Padrões deveriam estar extintos há tempo!!
Que bom que gostou ♥


Deixe seu comentário:



Veja o que acontece por aí