DESCOMPLICANDO O VEGANISMO
RECEITAS VEGANAS
Transição para o veganismo


1 agosto, 2016

Sou o tipo de pessoa que adora academia, ficar com as bochechas vermelhas, suar, me cansar. Nunca vi exercício físico como exclusivamente um caminho para o emagrecimento ou ganhar músculos. Esses nunca foram os meus objetivos. Também não enxergo academia como um lugar maçante e repetitivo. Afinal, se exercitar não é castigo, muito pelo contrário, é ganho em qualidade de vida.  

Por que amar exercícios físicos?

Acho que o principal é desconstruir essas ideias. Não se sinta obrigada a ir malhar, não pense que isso é uma punição. Lembre-se que existem muitas academias e diferentes tipos de exercício, e não há por que se restringir à musculação e esteira. Tem gente mais agitada, que se identifica com aeróbicos, gente mais calma, que gosta de yoga ou caminhada. Descubra o exercício que se encaixa no seu perfil, o horário que seu corpo reage melhor (manhã, meio da tarde, noite?) e assim será infinitamente mais fácil, acredite.

 

 Diferença básica: atividade física é qualquer movimento que tenha um gasto de energia maior que o repouso, como, por exemplo, tomar banho, subir escadas, lavar o carro. Já exercício físico é uma atividade planejada que desenvolve resistência e habilidades ❤️

 

Mas, ok, primeiro, você precisa de motivação, certo? Você precisa de motivos. Então, depois de sair de uma aula de pilates incrível, eu decidi fazer esse post para te incentivar a colocar o tênis de corrida. Para te inspirar a vestir um maiô e ir para natação, prender o cabelo e ir pedalar ou respirar e ir para a aula de alongamento. O importante é levantar da cadeira e os porquês que listei abaixo serão mais que o suficiente para isso.

 

Por que, então, começar a amar exercícios físicos?

 

1 – Você se sente viva. No momento em que se coloca o corpo para funcionar, você sente as batidas do seu coração, a intensidade da respiração, os músculos, a transpiração e todos os órgãos trabalhando para que você possa estar ali. Isso é mágico. Isso é vida.

 

2 – Você melhora sua autoestima. Independentemente do seu objetivo, seja tonificar, emagrecer ou se manter, você irá se sentir bem apenas por dedicar um tempo para cuidar de si mesma, influenciando outros aspectos da sua rotina. E, assim, aos pouquinhos, vamos construindo a melhor versão do nosso eu.

 

Sou o tipo de pessoa que adora academia, ficar com as bochechas vermelhas, suar, me cansar. Nunca vi exercício físico como exclusivamente um caminho para o emagrecimento ou ganhar músculos. Esses nunca foram os meus objetivos. Também não enxergo academia como um lugar maçante e repetitivo. Afinal, se exercitar não é castigo, muito pelo contrário, […]

Leia mais



TAGS:






4 julho, 2016

Sou uma defensora, com certas ressalvas, do protetor solar. Há uns quatro anos, eu inclui esse item no meu dia a dia e uso sem dó, até mesmo à noite para proteger minha pele da luz artificial. O meu queridinho era o oil control da ROC com FPS 70. Sim, 70, já repararam como eu sou quase transparente? Para a minha antiga dermatologista, isso até era pouco, mas mais para frente voltamos nessa discussão. Eu acabei com, praticamente, cinco ou seis embalagens da ROC e aí se foram muitos cifrões, porque ô protetor caro!

PROTETOR SOLAR VEGANO PARA PELES OLEOSAS DERMA E

Mas o fato é que esse protetor não é vegano, nem cruelty free e muito menos tem ingredientes naturais. E, como comentei por aqui várias vezes, desde o ano passado eu tenho tentado mudar minha rotina de beleza para um caminho mais, digamos que, natureba. O que não é nada fácil, diga-se de passagem. Os cuidados com a pele e cabelo foram substituídos com sucesso, mas e as maquiagens? Ih, aí a coisa pega…

 

Poucos são os produtos que eu consegui achar veganos ou naturais que valessem a pena. E eu tenho tanta maquiagem linda e maravilhosa, dá aquela dorzinha no coração de passar para frente sabe? Sem contar o investimento financeiro, que é algo que não tenho condições de fazer agora. Por isso, nessa categoria, quando os produtos acabarem, minha meta é comprar outros que se encaixem nos meus requisitos. Um acaba, o certo entra. 

PROTETOR SOLAR VEGANO DERMA E

O protetor solar, no entanto, foi algo que eu consegui encontrar uma alternativa. Uhul! Ok, nem tudo são flores. Minha alternativa está lá no Whole Foods, no Estados Unidos (tem tour por ele aqui!). É pedir muito abrir uma franquia no Brasil? Eu estava procurando por um protetor natureba, sem ingredientes de origem animal e que ainda controlasse a minha oleosidade. Parece irreal, mas, acreditem, eu achei! Além de outras maravilhas, no Whole Foods eu vi vários protetores veganos, mas o da Derma E era um dos únicos oil free. Então, decidi levá-lo para casa.

 

Estou testando há sete meses e os únicos pontos negativos que tenho a colocar aqui são os seguintes: alguns ingredientes duvidosos e FPS, aparentemente, baixo demais. É claro, baixo para mim que sou bem branquinha. Por mais que ele não tenha falhado no sentido não me deixar vermelha em dias de sol, eu o passo com receio, pensando que 30 não é o suficiente. Já li em alguns lugares que esse FPS, quando passado corretamente, oferece quase 100% de proteção para qualquer pele e que a diferença para um 50 ou 70 é mínima. Mas fica a dúvida: será? Ou esse meu pensamento é a sementinha da indústria que quer incentivar o consumo? 

 

Bom, de resto, ele é magnifico. Na embalagem, a Derma E afirma que ele é 100% vegan, sem parabenos, com antioxidante natural, sem ingredientes geneticamente modificados, com embalagem reciclável e hipoalergênico. Vamos mais a fundo. Nos ingredientes, temos 16% de óxido de zinco, comum em alguns protetores, álcool (bleh), 1% de chá verde orgânico, vitamina C e outros ingredientes daqueles se eu não consigo ler, por que vou colocar na pele?

Sou uma defensora, com certas ressalvas, do protetor solar. Há uns quatro anos, eu inclui esse item no meu dia a dia e uso sem dó, até mesmo à noite para proteger minha pele da luz artificial. O meu queridinho era o oil control da ROC com FPS 70. Sim, 70, já repararam como eu […]

Leia mais



TAGS:






30 maio, 2016

Eu ouvi um aleluia? Depois de três meses, eu consigo gravar, editar, postar o vídeo e escrever este post! Ufa. Esse é um assunto que eu quero falar há muito tempo no blog, Low Poo Vegano. Muitas conhecem e são familiarizadas com a ideia, enquanto outras abrem os olhinhos em tom de surpresa quando eu falo sobre a técnica. Para você que conhece, o vídeo pode te ajudar em relação aos produtos que eu usei e os resultados que tive nesse um ano sem sulfato e silicones insolúveis. Já para você que não tinha noção do que é Low Poo, vem cá conhecer e entender por que eu passei a me aventurar na técnica. Quem sabe você não entre nessa também? Porque é puro amor e muito empoderador 💜

 

 

Ok, mas, Luana, que bicho de sete cabeças é isso?  

 

Low Poo traduzindo significa pouco shampoo, enquanto No Poo é nenhum shampoo, onde se faz a lavagem com o co-wash. Ué, como assim? Você usa menos shampoo que o normal? Não, não! Em ambas as vertentes da técnica, você se preocupa sempre com a lista de ingredientes, excluindo alguns itens. Eu faço o Low, sendo assim, continuo com o shampoo, no entanto não uso nenhum sulfato forte, óleo mineral, petrolato e silicones insolúveis. E por quê?

 

Os sulfatos fortes, como o Sodium Laureth Sulfate, são muito agressivos. Eles podem causar ressecamento, descamação do couro cabeludo e perda da oleosidade natural. Além disso, são possíveis poluentes ambientais e há suspeitas de que alguns são contaminados por substâncias tóxicas e cancerígenas. Sulfato, no fim das contas, só faz espuma. E espuma não é sinônimo de limpeza.

 

Os petrolatos, silicones insolúveis, parafina e óleos minerais, por sua vez, são, em sua maioria, poluentes e criam uma maquiagem nos fios. Você tem a impressão de que o cabelo está com brilho e hidratado, mas, na realidade, não está, pois nenhum desses itens penetra no cabelo, atuando em seu interior. Começa, assim, um ciclo: você maquia, o sulfato tira, você maquia, o sulfato tira, até o ponto em que seu cabelo não consegue absorver mais nada e está péssimo, nada saudável, embaixo de todo aquele tratamento superficial. Por isso, os primeiros meses de transição são bem complicados e é preciso ter paciência.

 

💜 CABELO NATURAL 💜

Low Poo Vegano - Cabelo Natural

Eu ouvi um aleluia? Depois de três meses, eu consigo gravar, editar, postar o vídeo e escrever este post! Ufa. Esse é um assunto que eu quero falar há muito tempo no blog, Low Poo Vegano. Muitas conhecem e são familiarizadas com a ideia, enquanto outras abrem os olhinhos em tom de surpresa quando eu […]

Leia mais



TAGS:








NÃO PERCA AS NOVIDADES, CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER!