9 abril, 2017

Como já falei por aqui, a Páscoa não é exatamente o meu feriado favorito (oi, natal, sinto sua falta!), mas eu entendo toda a animação que se cria em torno desse dia. Não, eu não sou religiosa. Não, eu não tenho crianças na família. Não, eu não como mais chocolate ao leite. Mas, sim, eu comemoro, à minha maneira, a Páscoa.

Por que não gostar da páscoa? Lado ruim, escravidão, crueldade, vegan

Pena que esse post não fala sobre comemorações. Calma, nós vamos ter a parte dois, mais positiva, com coelhinhos pulantes. Só que hoje eu quero conversar com vocês um pouco a respeito do porquê da páscoa não ser tão feliz assim. 

 

Açúcar everywhere e sua saúde de lado

 

Ai, lá vem a pseudo-nutricionista querer controlar tudo o que os outros comem. Não é bem por aí. Acontece que na páscoa a gente esquece que açúcar e gordura demais (não ache que seu ovo é cacau puro, ok?) tem consequências demais. Não estamos falando sobre peso, ninguém é fiscal da balança alheia. Eu estou falando sobre coisas como dor de cabeça, cansaço, mal estar, sintomas de hipoglicemia. E, é claro, o açúcar tem consequências ainda piores a longo prazo.

 

Eu acho péssimo não ter controle, principalmente, sobre o que as crianças comem apenas porque é feriado. É ótimo saborear um chocolate, mas é além do limite comer um ovo em um dia ou, então, vários em uma semana. Vamos pensar um pouquinho no nosso corpo. Será que ele vai lidar bem com essa chuva de ovo de páscoa? Bom, tenho certeza que não.

 

Sabor amargo da escravidão  

 

Vidas. Ovos, muitas vezes, custam vidas. Não é de hoje que a Nestlé ou a Hershey’s estão envolvidas em escândalos de trabalho escravo e exploração infantil. O chocolate não sai da máquina e vai para o supermercado. Existe um processo de produção muito sujo por trás. Florestas tropicais destruídas (quem lembra do óleo de palma?), animais colocados em riscos e pessoas desumanizadas — seja por ignorar as leis trabalhistas ou, literalmente, escravizá-las. Vale a pena por um prazer momentâneo?

 

CONTINUE LENDO ♥

2o1ACe

Como já falei por aqui, a Páscoa não é exatamente o meu feriado favorito (oi, natal, sinto sua falta!), mas eu entendo toda a animação que se cria em torno desse dia. Não, eu não sou religiosa. Não, eu não tenho crianças na família. Não, eu não como mais chocolate ao leite. Mas, sim, eu […]

Leia mais



TAGS:






20 março, 2017

Páscoa está chegando e os mercados começam a se encher com ovos aéreos, de vários tamanhos e sabores, com brindes para usar, montar ou brincar e preços que variam do muito barato que tem sabor de gordura ao muito caro super gourmetizado trufado com fios de ouro e um pingente da Pandora. Só que tem um porém: todos esses ovos tão gostoso tem tanta crueldade por trás. Tem leite. Tanto leite. Que não podemos esquecer: não vem da caixinha, vem de uma vaca explorada além dos limites. 

ovo de páscoa vegano - coelinhos

Olá, nós somos os coelhinhos da páscoa e pedimos para que nessa páscoa você não nos use como presente ou machuque nossas amigas vaquinhas, beijos de luz e chocolate meio amargo 🐰

 

Então, Kinder Ovo, Diamante Negro, Alpino, da Barbie ou Frozen, foi bom os conhecer, mas até nunca mais. Esse ano é o meu primeiro como 100% vegetariana estrita e na transição completa para o veganismo. Por isso, logo fui no Compro de Quem Faz das Minas para perguntar: ei, quem aí faz ovos deliciosos de páscoa sem nadinha de origem animal? As respostas me renderam esse post e, em breve, um paladar muito feliz.

 

E, vamos falar a real, é muito melhor comprar de quem faz do que apoiar grandes empresas, que, muitas vezes, nem respeitam leis trabalhistas. Encomendando um ovo da sua vizinha ou moça que divulga seu trabalho no facebook, você está ajudando uma mina a comprar uma roupa pra filha, sair do emprego abusivo ou ganhar independência financeira. A produção, dessa forma, é mais sustentável, mais humana.

 

Vamos comprar um ovo de páscoa vegano de quem faz com as mãos e muito amor? Vem ver onde você pode encontrar essas delícias em São Paulo!

 

Avisos: esse post tem fotos que vão te fazer salivar 😅 As donas são respectivamente os nomes abaixo e nem todos da foto são veganos, porque alguns dos lugares não são 100% vegan, as que são tem um coração ao lado! Para ver as fanpages e cardápios completos, só clicar no nome.

 

Se você quer ideias de DIY para a páscoa, clica aqui!

 

➳ Jananas ♥: para quem quer comer sem culpa, o ovo da Jananas tem base de chocolate amargo e biomassa de banana verde. Aí você pode acrescentar no recheio geleia de morango, mousse de maracujá, castanha, entre outras delicinhas saudáveis. 0% soja, 0% gordura fracionada, 0% lactose (e na propaganda, 100% sabor rs), por valores que variam de R$15 a R$75. 

 

➳ What the Cake?: esse eu experimentei ano passado e mostrei nesse vídeo aqui. O meu era com recheio de doce de leite e bolo de chocolate. Bem gostoso, mas o único problema é que o doce de leite era com leite de coco, que não é o meu favorito. Mas a WTC tem outras opções, como churros, twix, ferrero, sensação, melado, banana e bolo de cenoura. Os de colher com 350g custam R$35 e os de 500g, R$50. Você também pode comprar um ovo com a casca saborizada de 600g por R$60 com 5 bombons. O sabor fica por conta da paçoca, castanhas ou flocos de arroz. 

ovo de páscoa vegano - what the cake

➳ Pedacinho de açúcar: na lista de páscoa, a Pedacinho de Açúcar tem ovos especiais com chocolate 70% mais mix de castanhas e frutas secas. O de 150g é R$38, 250g, R$55 e 500g, R$93. Ou, então, para quem quer algo com mais sustância (a páscoa pede, vai!) e pode aumentar os valores, tem os trufados, com recheio ou de colher nos sabores brownie com ganache e morango, creme de amendoim caseiro, brigadeiro de biomassa e beijinho sem leite condensado.

 

CONTINUE LENDO ♥

OVO DE PÁSCOA VEGANo

Páscoa está chegando e os mercados começam a se encher com ovos aéreos, de vários tamanhos e sabores, com brindes para usar, montar ou brincar e preços que variam do muito barato que tem sabor de gordura ao muito caro super gourmetizado trufado com fios de ouro e um pingente da Pandora. Só que tem […]

Leia mais



TAGS:










Veja o que acontece por aí