20 março, 2017

Páscoa está chegando e os mercados começam a se encher com ovos aéreos, de vários tamanhos e sabores, com brindes para usar, montar ou brincar e preços que variam do muito barato que tem sabor de gordura ao muito caro super gourmetizado trufado com fios de ouro e um pingente da Pandora. Só que tem um porém: todos esses ovos tão gostoso tem tanta crueldade por trás. Tem leite. Tanto leite. Que não podemos esquecer: não vem da caixinha, vem de uma vaca explorada além dos limites. 

ovo de páscoa vegano - coelinhos

Olá, nós somos os coelhinhos da páscoa e pedimos para que nessa páscoa você não nos use como presente ou machuque nossas amigas vaquinhas, beijos de luz e chocolate meio amargo 🐰

 

Então, Kinder Ovo, Diamante Negro, Alpino, da Barbie ou Frozen, foi bom os conhecer, mas até nunca mais. Esse ano é o meu primeiro como 100% vegetariana estrita e na transição completa para o veganismo. Por isso, logo fui no Compro de Quem Faz das Minas para perguntar: ei, quem aí faz ovos deliciosos de páscoa sem nadinha de origem animal? As respostas me renderam esse post e, em breve, um paladar muito feliz.

 

E, vamos falar a real, é muito melhor comprar de quem faz do que apoiar grandes empresas, que, muitas vezes, nem respeitam leis trabalhistas. Encomendando um ovo da sua vizinha ou moça que divulga seu trabalho no facebook, você está ajudando uma mina a comprar uma roupa pra filha, sair do emprego abusivo ou ganhar independência financeira. A produção, dessa forma, é mais sustentável, mais humana.

 

Vamos comprar um ovo de páscoa vegano de quem faz com as mãos e muito amor? Vem ver onde você pode encontrar essas delícias em São Paulo!

 

Avisos: esse post tem fotos que vão te fazer salivar 😅 As donas são respectivamente os nomes abaixo e nem todos da foto são veganos, porque alguns dos lugares não são 100% vegan, as que são tem um coração ao lado! Para ver as fanpages e cardápios completos, só clicar no nome.

 

Se você quer ideias de DIY para a páscoa, clica aqui!

 

➳ Jananas ♥: para quem quer comer sem culpa, o ovo da Jananas tem base de chocolate amargo e biomassa de banana verde. Aí você pode acrescentar no recheio geleia de morango, mousse de maracujá, castanha, entre outras delicinhas saudáveis. 0% soja, 0% gordura fracionada, 0% lactose (e na propaganda, 100% sabor rs), por valores que variam de R$15 a R$75. 

 

➳ What the Cake?: esse eu experimentei ano passado e mostrei nesse vídeo aqui. O meu era com recheio de doce de leite e bolo de chocolate. Bem gostoso, mas o único problema é que o doce de leite era com leite de coco, que não é o meu favorito. Mas a WTC tem outras opções, como churros, twix, ferrero, sensação, melado, banana e bolo de cenoura. Os de colher com 350g custam R$35 e os de 500g, R$50. Você também pode comprar um ovo com a casca saborizada de 600g por R$60 com 5 bombons. O sabor fica por conta da paçoca, castanhas ou flocos de arroz. 

ovo de páscoa vegano - what the cake

➳ Pedacinho de açúcar: na lista de páscoa, a Pedacinho de Açúcar tem ovos especiais com chocolate 70% mais mix de castanhas e frutas secas. O de 150g é R$38, 250g, R$55 e 500g, R$93. Ou, então, para quem quer algo com mais sustância (a páscoa pede, vai!) e pode aumentar os valores, tem os trufados, com recheio ou de colher nos sabores brownie com ganache e morango, creme de amendoim caseiro, brigadeiro de biomassa e beijinho sem leite condensado.

 

CONTINUE LENDO ♥

OVO DE PÁSCOA VEGANo

Páscoa está chegando e os mercados começam a se encher com ovos aéreos, de vários tamanhos e sabores, com brindes para usar, montar ou brincar e preços que variam do muito barato que tem sabor de gordura ao muito caro super gourmetizado trufado com fios de ouro e um pingente da Pandora. Só que tem […]

Leia mais



TAGS:






16 março, 2017

Me sinto uma youtuber crudívora americana fazendo esses vídeos, no melhor estilo Fully Raw Kristina. Exceto que eu não como somente coisas cruas e nem tão saudáveis que você chega a se questionar se é possível alguém ser tão regrado. Só nos encaixamos na parte da alimentação vegana mesmo. Fato é que esses vídeos de o que eu comi hoje me ajudaram muito durante a minha transição (post/vídeo sobre essa fase aqui!), tanto me dando forças quanto inspirações.

O QUE EU COMI HOJE (1)

A primeira brasileira que eu conheci fazendo esse tipo de vídeo foi a Luísa Ferrari, um dos meus canais favoritos atualmente, vale a pena entrar e perder, quer dizer, gastar umas horinhas ali. Decidi, então, me arriscar e gravar o meu primeiríssimo o que eu comi hoje, vegano e no improviso. Porque, acreditem, não tinha quase nada na minha casa neste dia. Por isso, vocês não vão encontrar no vídeo receitas fabulosas, ingredientes exóticos ou pratos complexos e, sim, minha alimentação normal em uma dia qualquer.

 

A ideia é justamente mostrar que o veganismo é possível, que você não precisa gastar horrores e passar horas na cozinha. É mais fácil do que você imagina. Esse bicho de sete cabeças que criaram dentro de um prato vegano é mito, coisa que provo no vídeo. Com as boas e velhas frutas, legumes, verduras, cereais e leguminosas você come bem, saudável e sem crueldade, acredite.

 

 

Viu só? Não comi nada de extraordinário, certo? Banana, couve, feijão, alface, tomate, batata, coisas que, normalmente, todo mundo tem na cozinha. A gente só precisa enxergar esses alimentos com outros olhos ou, na verdade, (re)enxergar toda nossa alimentação.

 

Receitas da Segunda Sem Carne: 
➳ Nacho Supreme Vegano
➳ Creme de castanha
➳ Batatas recheadas com shimeji
Bolo de maça com nozes e receitas natalinas

Risoto de shimeji, tomate e abobrinha + inspirações

Hambúrguer vegano para dar e vender

 

Como comentei no vídeo, este é um dia atípico no sentido da rotina. Normalmente, eu faço seis refeições: café da manhã, lanche da manhã no técnico, almoço, lanche da tarde, lanche na faculdade e jantar. Se quiserem que eu grave um vídeo nesse estilo em um desses dias, me contem nos comentários. O que muda é só que eu passo a fruta para o meio da manhã e como a refeição completa bem mais tarde.

 

Para gatinhos, sereias, feminismo, veganismo, receitas e amor, curta a página do Entre Anas: 

 

Ah, uma coisa importante: eu estou tentando engordar. Sim! Meu metabolismo é super rápido, o que me faz emagrecer com mais facilidade do que eu gostaria. Antes de me tornar vegana, meu peso era entre 49kg e 50kg com 1,68 de altura. Já engordei uns 2 ou 3 quilos, mas a ideia é chegar nos 54, por isso não estranhem a quantidade de comida ou carboidratos.

 

O que acharam? Gostam desse estilo de vídeo? Tem algum hábito parecido com o meu? Também amam feijão com farofa? 😆 Me contem tudo nos comentários!

 

💛 Outros posts que você pode gostar 💛

 

Me apaixonei por uma hamburgueria

➳ Onde encontrar salgadinhos veganos em São Paulo?

Adote, não compre

Vegetariana nos EUA: será que o Cheesecake Factory e o TGI Friday’s passou no teste?

Low Poo Vegano

Tour pelo Whole Foods

 

Também estou aqui: 

Instagram l Facebook l Twitter l Pinterest l Youtube

CAPAS PARA YOUTUBE (2)

Me sinto uma youtuber crudívora americana fazendo esses vídeos, no melhor estilo Fully Raw Kristina. Exceto que eu não como somente coisas cruas e nem tão saudáveis que você chega a se questionar se é possível alguém ser tão regrado. Só nos encaixamos na parte da alimentação vegana mesmo. Fato é que esses vídeos de […]

Leia mais



TAGS:






6 março, 2017

Eu sei, eu pequei. No dia em que fizemos Nachos, eu comentei que toda segunda teria uma receita no Entre Anas. E, bom, faz um tempinho que as receitas não aparecem. Juro que em algumas segundas eu simplesmente esqueci. Quando percebi era terça e, ops, não postei nada comestível para as pessoas testarem e experimentarem. Talvez, eu não devesse me comprometer tanto assim, afinal, não sou uma chef, não sou tão organizada e não invento ou me arrisco em tantas receitas diferentes. Então, combinado que as receitas ainda continuarão firmes e fortes, mas não tão fixas em toda segunda, ok? Ok.

HAMBÚRGUER VEGANO L GRÃO DE BICO

Esse hambúrguer da foto foi feito aqui em casa pelas minhas mãos e, assim, fazer hambúrguer e congelar é a melhor coisa do mundo! Não necessariamente para comer com pão, alface e ketchup, mas se você quer alguma coisa rápida e gostosa basta ir até o congelador, tirar um deles do saquinho e mandar direto para a frigideira. Essa foi minha primeira tentativa de hambúrguer vegano (obrigada Ogros Veganos pelas dicas) e, particularmente, gostei bastante, apesar da consistência ser bem molinha em comparação ao meu hambúrguer favorito da Novos Veganos (já expliquei porque amo tanto esse lugar aqui).

 

A receita é tão, mas tão simples que eu decidi tornar esse post um apunhado de hambúrguer vegano para dar e vender. Vamos começar pelo meu.

 

Ingredientes 🍔

1 xícara de grão de bico; 1/4 de aveia em flocos; farinha de rosca até dar liga; azeite; salsinha; 2 dentes de alho; ½ cebola picada; alho em pó; páprica; orégano; pimenta do reino; tomilho ou qualquer tempero que seu paladar ame.  

 

Primeiro, para melhorar a digestão, é importante fazer o remolho, ou seja, deixar o grão de bico na água durante a noite e dentro da geladeira, nada de deixar no balcão onde tem ar o suficiente e a temperatura perfeita para bactérias. Você também pode optar pelo remolho quente, onde você coloca para cada 1 xícara de grão de bico, 3 de água dentro da panela de pressão. Quando começar a chiar, conte dois minutos, desligue o fogo e deixe o grão de bico ali por mais trinta minutos. Depois, é só desprezar essa água e cozinhar normalmente com um pouquinho de sal.

 

CONTINUE LENDO ♥

hambúrguer vegano l cevada e cogumelos

Eu sei, eu pequei. No dia em que fizemos Nachos, eu comentei que toda segunda teria uma receita no Entre Anas. E, bom, faz um tempinho que as receitas não aparecem. Juro que em algumas segundas eu simplesmente esqueci. Quando percebi era terça e, ops, não postei nada comestível para as pessoas testarem e experimentarem. Talvez, […]

Leia mais



TAGS:










Veja o que acontece por aí