• Pinceis favoritos para pele da Macrilan – Corretivo, base, blush SLIDE
  • simple-responsive-slide-disney


22 novembro, 2016

Toda vez que eu entro no ônibus para voltar para a minha casa depois de cinco horas de aula e vejo um papel de bala no cantinho do assento, eu penso: por que, POR QUE, não sou um gato? Então, eu lembro: ah é, se eu fosse um gato eu também iria sofrer na mão de pessoas. Ou qualquer animal. Ou qualquer coisa. Se você está nesse planeta, vai ser afetado de alguma maneira pelo egocentrismo humano. Mas, meus amigos, tem gente que força a barra. Muito. Demais. Exageradamente. Parece que gosta de ser babaca.

Como fazer a diferença (e não ser um babaca)

Ultimamente, eu ando vendo tantas coisinhas pequenas que me desanimam em relação a humanidade que eu decidi fazer esse post quase como um apelo: vamos ser mais gentis, vamos pensar no próximo, vamos parar de olhar para o próprio umbigo, vamos amadurecer, vamos ser pessoas melhores. Porque, não, você não precisa doar um monte de dinheiro para caridade, ou ir para igreja (isso é o de menos, com certeza), ou não falar palavrão ou nunca ter feito alguém chorar. Você só precisa olhar para os lados e ver que você não está nesse mundo sozinho. Você precisa lembrar de uma palavra simples: coletividade. E eu te garanto, não é tão difícil assim não ser um babaca no dia a dia. São coisas pequenas que te tornam uma pessoa que poderia facilmente sumir ou alguém que faz as coisas tomarem o rumo certo.

 

Quer ver só? Eu pedi lá no bloginspira exemplos de atitudes que irritam as meninas diariamente e nos fazem querer sumir do planeta. E, aqui, está a minha lista de 30 coisas para fazer a diferença no dia a dia e não ser um babaca:

 

1 ➳ Não jogue lixo na rua. Guarda na sua bolsa se você não ver uma lixeira por perto e espere até chegar em casa.

2 ➳ Não jogue lixo no ônibus. Tem uma lixeira dentro do transporte justamente para isso.

3 ➳ Não jogue lixo em nenhum lugar que não seja o seu devido lugar.

4 ➳ Isso inclui a sua bituca de cigarro.

5 ➳ Tudo bem (mais ou menos) você não gostar de cachorros ou qualquer outro animal. Mas não está nada bem em ameaçá-los na rua ou maltratá-los da maneira que for. Guarde sua raiva para si.

6 ➳ Não mantenha passarinhos em gaiolas.

7 ➳ Se seu cachorro não quer andar, não force a coleira.

8 ➳ Nem o obrigue a andar no sol de 30 ºC. Eles não usam havaianas, lembra?

9 ➳ Use, no máximo, duas folhas para secar as mãos. Você não precisa mais do que isso.

10 ➳ E se, por um acaso, seu xixi espirrou na tampa do vaso no banheiro público, limpe. Outras pessoas vão usar.

11 ➳ Não risque portas ou qualquer outro espaço público que você não irá limpar. Ainda mais com dizeres feministas ou em prol das minorias. Isso é elitista.

12 ➳ Dê descarga.

13 ➳ Economize água. Você não precisa lavar o quintal e a calçada todo dia.

14 ➳ Seja educado com quem te atende. Não dói.

15 ➳ Responda quem te der um “bom dia”. E dê “bom dia” mais vezes.

16 ➳ Economize plástico. Você pode reutilizar sua garrafinha por algum tempo ou comprar uma de vidro. Você também não precisa de canudinhos toda vez que for beber algo. 

17 ➳ Se você não tem intimidade com a pessoa, pergunte se você pode passar aquele batom, comer um pouco do salgadinho ou usar qualquer coisa que seja dela. Pergunte.

18 ➳ Não bata com o carrinho do supermercado na canela das pessoas. Sério.

19 ➳ Não fique bufando na fila. Não é só você que está com pressa.

20 ➳ Não fure filas.

21 ➳ Não seja um one upper

22 ➳ Não seja o grupinho que fica dando risadinhas e comentando sobre alguém “escondido”, fazendo a outra pessoa se sentir totalmente desconfortável.

23 ➳ Mendigos não são fantasmas. Mesmo que seja para falar “não tenho, desculpa” ou dar um sorrisinho sem graça, olhe os nos olhos — é claro, você não precisa fazer isso se ele estiver te humilhando ou assediando.

24 ➳ Se um vegetariano ou vegano levou um prato para uma festa e você viu que aquele é a única coisa que ele tem para comer, guarde a curiosidade e só experimente no final. Você pode comer tudo, ela ou ele não.

25 ➳ Não adianta você querer correr para atravessar e esbarrar em todo mundo se o sinal para os carros está verde.

26 ➳ Nunca subestime a dor ou experiências alheias.

27 ➳ Se o celular de alguém está na tomada carregando, não tire para colocar o seu.

28 ➳ O mesmo vale para mochilas guardando lugares.

29 ➳ Entenda que você não é exceção da “massa”.

30 ➳ Se a situação pede silêncio, fique em silêncio.

 

Que outra atitude tira vocês do sério? Quem sabe, esse post não tenha uma parte II. Porque, convenhamos, está cada vez mais difícil conviver em sociedade… 😪 Mas há esperança, nem tudo está perdido.

 

 💜 Outros posts que você pode gostar 💜

➳ 10 blogs femininos incríveis para conhecer

➳ Armadilha do ego

Ei, se liga, você é só um babaca com boas referências

Desafio Jelly Belly Beans

Aplicativos para compras conscientes

 

💜 Vem passear na categoria Experiências 💜

Vamos falar sobre gentileza nas redes sociais:

Instagram l Facebook l Twitter l Pinterest l Youtube


Toda vez que eu entro no ônibus para voltar para a minha casa depois de cinco horas de aula e vejo um papel de bala no cantinho do assento, eu penso: por que, POR QUE, não sou um gato? Então, eu lembro: ah é, se eu fosse um gato eu também iria sofrer na mão de pessoas. Ou qualquer animal. Ou qualquer coisa. Se você está nesse planeta, vai ser afetado de alguma maneira pelo egocentrismo humano. Mas, meus amigos, tem gente que força a barra. Muito. Demais. Exageradamente. Parece que gosta de ser babaca.

Como fazer a diferença (e não ser um babaca)

Ultimamente, eu ando vendo tantas coisinhas pequenas que me desanimam em relação a humanidade que eu decidi fazer esse post quase como um apelo: vamos ser mais gentis, vamos pensar no próximo, vamos parar de olhar para o próprio umbigo, vamos amadurecer, vamos ser pessoas melhores. Porque, não, você não precisa doar um monte de dinheiro para caridade, ou ir para igreja (isso é o de menos, com certeza), ou não falar palavrão ou nunca ter feito alguém chorar. Você só precisa olhar para os lados e ver que você não está nesse mundo sozinho. Você precisa lembrar de uma palavra simples: coletividade. E eu te garanto, não é tão difícil assim não ser um babaca no dia a dia. São coisas pequenas que te tornam uma pessoa que poderia facilmente sumir ou alguém que faz as coisas tomarem o rumo certo.

 

Quer ver só? Eu pedi lá no bloginspira exemplos de atitudes que irritam as meninas diariamente e nos fazem querer sumir do planeta. E, aqui, está a minha lista de 30 coisas para fazer a diferença no dia a dia e não ser um babaca:

 

1 ➳ Não jogue lixo na rua. Guarda na sua bolsa se você não ver uma lixeira por perto e espere até chegar em casa.

2 ➳ Não jogue lixo no ônibus. Tem uma lixeira dentro do transporte justamente para isso.

3 ➳ Não jogue lixo em nenhum lugar que não seja o seu devido lugar.

4 ➳ Isso inclui a sua bituca de cigarro.

5 ➳ Tudo bem (mais ou menos) você não gostar de cachorros ou qualquer outro animal. Mas não está nada bem em ameaçá-los na rua ou maltratá-los da maneira que for. Guarde sua raiva para si.

6 ➳ Não mantenha passarinhos em gaiolas.

7 ➳ Se seu cachorro não quer andar, não force a coleira.

8 ➳ Nem o obrigue a andar no sol de 30 ºC. Eles não usam havaianas, lembra?

9 ➳ Use, no máximo, duas folhas para secar as mãos. Você não precisa mais do que isso.

10 ➳ E se, por um acaso, seu xixi espirrou na tampa do vaso no banheiro público, limpe. Outras pessoas vão usar.

11 ➳ Não risque portas ou qualquer outro espaço público que você não irá limpar. Ainda mais com dizeres feministas ou em prol das minorias. Isso é elitista.

12 ➳ Dê descarga.

13 ➳ Economize água. Você não precisa lavar o quintal e a calçada todo dia.

14 ➳ Seja educado com quem te atende. Não dói.

15 ➳ Responda quem te der um “bom dia”. E dê “bom dia” mais vezes.

16 ➳ Economize plástico. Você pode reutilizar sua garrafinha por algum tempo ou comprar uma de vidro. Você também não precisa de canudinhos toda vez que for beber algo. 

17 ➳ Se você não tem intimidade com a pessoa, pergunte se você pode passar aquele batom, comer um pouco do salgadinho ou usar qualquer coisa que seja dela. Pergunte.

18 ➳ Não bata com o carrinho do supermercado na canela das pessoas. Sério.

19 ➳ Não fique bufando na fila. Não é só você que está com pressa.

20 ➳ Não fure filas.

21 ➳ Não seja um one upper

22 ➳ Não seja o grupinho que fica dando risadinhas e comentando sobre alguém “escondido”, fazendo a outra pessoa se sentir totalmente desconfortável.

23 ➳ Mendigos não são fantasmas. Mesmo que seja para falar “não tenho, desculpa” ou dar um sorrisinho sem graça, olhe os nos olhos — é claro, você não precisa fazer isso se ele estiver te humilhando ou assediando.

24 ➳ Se um vegetariano ou vegano levou um prato para uma festa e você viu que aquele é a única coisa que ele tem para comer, guarde a curiosidade e só experimente no final. Você pode comer tudo, ela ou ele não.

25 ➳ Não adianta você querer correr para atravessar e esbarrar em todo mundo se o sinal para os carros está verde.

26 ➳ Nunca subestime a dor ou experiências alheias.

27 ➳ Se o celular de alguém está na tomada carregando, não tire para colocar o seu.

28 ➳ O mesmo vale para mochilas guardando lugares.

29 ➳ Entenda que você não é exceção da “massa”.

30 ➳ Se a situação pede silêncio, fique em silêncio.

 

Que outra atitude tira vocês do sério? Quem sabe, esse post não tenha uma parte II. Porque, convenhamos, está cada vez mais difícil conviver em sociedade… 😪 Mas há esperança, nem tudo está perdido.

 

 💜 Outros posts que você pode gostar 💜

➳ 10 blogs femininos incríveis para conhecer

➳ Armadilha do ego

Ei, se liga, você é só um babaca com boas referências

Desafio Jelly Belly Beans

Aplicativos para compras conscientes

 

💜 Vem passear na categoria Experiências 💜

Vamos falar sobre gentileza nas redes sociais:

Instagram l Facebook l Twitter l Pinterest l Youtube


TAGS:




13 Comentários em “Como fazer a diferença (e não ser um babaca)”


Carol Machado

Quase todas as coisas que você listou me irritam profundamente, sério não entendo essa galera que maltrata bichíneos e joga lixo na rua, o pior é que são esses que mais reclamam que a rua ta imunda. Outra coisa que mega me irrita e subestimar a dor e os problemas dos outros “ah mas eu já passei por algo pior” “nossa você faz muito drama” a pessoa já ta mal ai vem um ser sem luz e ainda fala essas coisas, uó.
Concordo com você, ainda há esperança, bem piquititinha mas há.
Beijos! <3
http://www.sweetcarolinee.com/

Samira Oliveira

Não sabia o que era one upper e fui atpe ler, fiquei espantada que existe nome pra essas pessoas. E menina! Eu tinha perdido esse post – dei ideias mas não tinha visto ele antes, desculpe. E aff, esses do banheiro hahaha é o que mais me irrita. Só no caso das pessoas que pedem na rua, eu nunca sei o que fazer pq me sinto mal em não poder ajudar todos – mesmo pq a gente nunca sabe pra que vai ser usado o dienhrio (pra drogas por exemplo ou bebida) e eu fiquei sabendo que – pelo menos aqui no interior – as pessoas que pedem perto dos restaurantes ganham uma marmitinha todo dia – isso me deixou mais aliviada, pq ver essas pessoas precisando de ajuda sempre arrasa meu dia, quando fui morar em sp fiquei uns bons dias mal tentando lidar com isso. Então as vezes é melhor eu passar bem longe antes que comece a chorar junto com a pessoa. E as outras coisas relmente muitos precisam mudar, como dar bom dia pra pessoa e agradecer – eu sempre fico fula quando a pessoa nem fala com o garçom ou algum outro funcionário.
dezoitoemponto.com

Daniele Yui

Muito boa sua lista de coisinhas a se fazer. Precisamos ser menos babacas, mesmo. Eu procuro dar o melhor de mim, não jogar lixo na rua, sendo gentil com as pessoas e etc. Mas claro, sempre aperfeiçoando. Bjo!

http://www.pandapixels.com.br

Ana Mastrochirico

Essa é na verdade um pequena lista de “como ser uma pessoa minimamente descente convivendo em sociedade” rs
Concordo com todo os itens, e acho que TODO mundo deveria ler isso pra se atentar a essas atitudes cotidianas que fazem muita diferença na nossa vida e na vida de quem nos cerca.

Acrescentaria ainda: Se comeu em um lugar público pegue o seu lixo e leve até a lixeira. Gente que deixa lixo em cima da mesa me incomoda DEMAIS.

Sucesso e beijo pra vc Ana :*

Clara Fagundes

Esse é um dos melhores posts que eu li na blogosfera neste ano, sem brincadeirinha. Achei linda essa lista, só discordo do item da mochila guardando lugar. Acho mais babaca gente que chega “cedo” e guarda 2, 3 lugares pra gente que vai chegar tarde do que gente que chega na hora e quer sentar, ué. Na minha época de escola, isso me irritava muito. Você chega cedo e precisa se sentar atrás por causa de gente que chegou tarde? Acho osso. De resto, concordo com tudo, principalmente com as que envolvem jogar lixo nos lugares. Eu fico muito azeda!

Luana

Eu coloquei esse item porque eu chego cedo na faculdade e largo a bolsa lá pra ir passear haha Ai eu volto e minha bolsa tá no chão, amo! *olhos revirando* hahaha

kamii

Eu já tinha lido esse post e não acredito que não tinha comentado! acho que porque eu acabei indo para o post do one upper que eu consegui gostar ainda mais!
Como pessoa formando em urbanismo esse egoismo das pessoas é algo que me irrita muuuuito! Não custa nada não jogar lixo, não custa nada não estragar o espaço público, as pessoas deviam cuidar como se fosse delas :(

liz

lembro de quando você pediu lá no grupo e miga, nao tinha visto o post ainda! sinto assim como voce, as vezes eu só queria ser um animalzinho e aí penso, ah num adianta, né? poxa, é tao simples fazer essas coisas, é tao simples educar as pessoas! entendo que educação começa em casa e tudo mais e que é dificil mudar pensamentos, mas dói nao poder fazer nada (ou pouco)

Paola

Nossa, adorei.. eu concordo com quase tudo..
O que mais me irrita é o desperdício.. de qualquer coisa.. quase choro qnd eu desperdico algo :(
Bjss

Como ter sororidade em 10 passos l Entre Anas

[…] Como fazer a diferença (e não ser um babaca) 9 Meu feminismo não é para agradar homem 3 […]

Resenha Shampoos Phytoervas l Entre Anas

[…] Como fazer a diferença (e não ser um babaca) 10 Meu feminismo não é para agradar homem 7 […]

Júnia Queiroz

Eu concordo muito com as 30 coisinhas que você escreveu.
O que me incomoda demais, é quando algum desconhecido esbarra em mim, mas não pede desculpas, mesmo que seja sem querer, isso pra mim é educação. Outra coisa também é quando vejo as pessoas julgarem e apontarem o dedo pra alguém que não conhecem. Isso me tira muito do sério.
http://juniaqueiroz.blogspot.com.br/

7 vezes que o feminismo me ajudou l Entre Anas

[…] dia em Campos do Jordão 0 Como fazer a diferença (e não ser um babaca) […]


Deixe seu comentário:



Veja o que acontece por aí