• Pinceis favoritos para pele da Macrilan – Corretivo, base, blush SLIDE
  • simple-responsive-slide-disney


11 maio, 2017

O ato de alimentar-se é muito mais complexo do que se imagina por aí. E muito mais bonito também. Tudo o que colocamos dentro do nosso organismo será recebido de diferentes maneiras e terá uma função, boa ou ruim. A combinação alimentar, nesse universo, é um assunto bem abrangente que quer descobrir os pares perfeitos na alimentação, para que a gente possa aproveitar ao máximo o que o alimento (nada de saquinhos!) tem a nos oferecer.

combinação alimentar - nutrientes

Nós já falamos sobre a combinação alimentar em relação às frutas. Se você quer saber porque maçã não combina com abacate ou mamão com kiwi, clica aqui. Eu fiz uns gráficos bem bonitinhos sobre o assunto para facilitar o entendimento! Hoje, porém, são cinco dicas mais genéricas sobre a combinação alimentar.

 

Lembrando que cada pessoa reage de um jeito distinto. O que funciona para mim pode não funcionar para você. Por isso, teste. Observe seu corpo e, então, aprenda com ele 😊

 

🍞🍍 Não combine amidos com alimentos ácidos

 

A digestão dos carboidratos complexos (batata, aveia, arroz, milho, etc) começa na boca, pela ação da amilase salivar. Essa enzima, porém, é destruída pelo ácido do outro grupo, atrapalhando a digestão do carboidrato — cerca de duas colheres de sopa de vinagre são o suficiente para tal. Pulando uma etapa da digestão, aquele alimento fica por mais tempo no intestino do que o necessário, aumentando a fermentação e, consequentemente, desconfortos abdominais e gases.

 

Eu acho que poucas pessoas combinam propositalmente abacaxi com batata, arroz com limão ou pão com laranja, mas é bom ficar de olho nas saladas, sobremesas e molhos. 

 

🍊🍲 Aposte na dupla vitamina C + ferro

 

Nos alimentos vegetais, encontramos o ferro chamado de não-heme, que tem menor absorção pelo organismo. Entra, então, a vitamina C que, ao se ligar com o ferro aumenta sua biodisponibilidade. Isso significa que você comer feijão no almoço e chupar uma laranja de sobremesa, o ferro no feijão será melhor absorvido.

 

Agora você já sabe, quando comer vegetais verde escuros e leguminosas inclua na mesma refeição uma fonte de vitamina C, como morango, kiwi, goiaba, caju, pimentão e até cranberry.

 

CONTINUE LENDO ♥


TAGS:
combinação alimentar - nutrientes

O ato de alimentar-se é muito mais complexo do que se imagina por aí. E muito mais bonito também. Tudo o que colocamos dentro do nosso organismo será recebido de diferentes maneiras e terá uma função, boa ou ruim. A combinação alimentar, nesse universo, é um assunto bem abrangente que quer descobrir os pares perfeitos […]

Leia mais







5 maio, 2017

Atire a primeira pedra quem nunca definiu organização como uma meta, seja para a semana, para o próximo ano ou para a vida. Eu mesma tento me organizar com listas, agendas, aplicativos, dicas de blogs, livros e, devo admitir, infelizmente, que falhei muitas (e muitas) vezes. Mas se tem uma coisa que eu aprendi escutando a Fran Guarnieri é que organização requer insistência, afinal, precisa virar um hábito para ser realmente eficaz e não somente mais uma tentativa frustrada.

 

Não existem regras. Existem técnicas de organização e dicas que podem te ajudar a encontrar sua própria forma de se organizar. Porque não é que você simplesmente não é uma pessoa organizada, que você não nasceu para ser Marie Kondo, você só não achou a maneira ideal de colocar tudo em ordem. Até porque cada pessoa tem uma rotina, prioridades e objetivos. Não existe fórmula mágica.

 

Inspirada pela minha vontade de (re)organizar a vida, decidi fazer esse post com 10 técnicas de organização, em quatro categorias, para que a gente se inspire, adapte e coloque em prática. Ainda não estou no nível Fran Guarnieri, mas posso tentar!  

técnicas de organização - planner, GTD, evernote, bullet journal

PARA O DIA A DIA…

 

❤ PLANNER

 

Tem planner de todo tipo, para todos os gostos. Com mil categorias, para blogueiras (já viu esse lindo do blog DeClara?), divididos por mês, dia, semana, para controlar sua saúde mental ou quantos copos de água tomou por dia, com diário astral, mapa lunar, adesivos, enfim.

 

Normalmente, planners significam um investimento alto, já que não são baratinhos como uma agenda na papelaria da esquina. Mas com um em mãos você consegue organizar diversos setores da sua vida em um único lugar. Me  problema é que eles são grandes demais para andar na bolsa para lá e para cá ☹

 

Leia mais: Meu planner 2017 l Como usar um planner?

 

❤ EVERNOTE

 

O mais legal dessa plataforma é que você consegue moldá-la da maneira que achar melhor. Além de ser instalado no computador, o Evernote tem sua versão em aplicativo — o que resolve meu problema com o planner, pena que eu também tenho problemas com a relação entre tecnologia e organização, me mantendo fiel ao time da papelaria, quem mais está comigo?

 

Você precisa ter paciência para aprender a mexer nos cadernos, notas, etiquetas e possibilidades que a plataforma oferece, mas se você acha mais prático usar aplicativos e não lidar com papel, o Evernote é um bom lugar para gerenciar várias áreas da sua vida.

 

Leia maisComo eu uso o Evernote? l Organize toda sua vida com o Evernote

 

❤ BULLET JOURNAL

 

Queria tanto saber fazer desenhos fofos e linhas retas para montar um bullet journal lindinho. Desde o vídeo do designer Ryder Carrol, o pinterest (e o mundo) vem caindo nas graças desse diário.

 

Ao invés de uma tela como no Evernote, nessa técnica de organização você tem páginas em branco prontas para serem exploradas pela sua criatividade, categorias básicas, ícones (como a flechinha de adiado e asteriscos para prioridades) e vontade de sistematizar presente, passado e futuro.

 

Leia mais: Como adotar o método do Bullet? l Tudo o que você precisa saber sobre o Bullet Journal

 

❤ GTD – GETTING THINGS DONE 

 

Essa é uma das técnicas de organização que me interessam muito. Já tentei outras vezes me aprofundar e acabei deixando de lado. Quem sabe dessa vez.

 

A metodologia se baseia em cinco passos: capturar, esclarecer, organizar, refletir e engajar. Diferente do que listei acima, o GTD te dá, na verdade, o caminho para usar a plataforma. Ele é a base. Ainda muito abstrato? Dá uma olhada nesse fluxograma. O GTD, porém, é bem mais complexo e vale a pena uma pesquisa rápida — que pode te levar a um buraco na internet e o rápida se transformará em horas e horas lendo.

 

Leia mais: GTD – a melhor metodologia de produtividade que existe

técnicas de organização - konmari, flylady

PARA SUA CASA…

 

❤ KONMARI

 

Desapega. Essa uma das ideias principais do método KonMari. Não tem uma função? Descarte. Te traz alegria? Guarde. Isso para criar ambientes úteis e agradáveis, sem excessos e com propósito.

 

Pense nas suas canetas. Quantas você consegue recolher pela casa? Eu aposto que muitas, sendo que sempre que você precisa de uma se vê perdida abrindo gavetas, acertei? Então, por que não organizar as coisas por categorias, nos pergunta Marie? Coloque todas as canetas no mesmo potinho, em um único cômodo e você perceberá que muitas não pegam e não precisará de tantas já que sempre saberá onde encontrá-las.

 

Apesar de ser considerado radical, o método tem ensinamentos bem importantes sobre o porquê somos tão acumuladores sem ao menos perceber.

 

Leia mais: Vamos falar sobre o método KonMari l  Análise: A Mágica da Arrumação

 

CONTINUE LENDO ♥


TAGS:
técnicas de organização - planner, GTD, evernote, bullet journal

Atire a primeira pedra quem nunca definiu organização como uma meta, seja para a semana, para o próximo ano ou para a vida. Eu mesma tento me organizar com listas, agendas, aplicativos, dicas de blogs, livros e, devo admitir, infelizmente, que falhei muitas (e muitas) vezes. Mas se tem uma coisa que eu aprendi escutando […]

Leia mais







9 abril, 2017

Como já falei por aqui, a Páscoa não é exatamente o meu feriado favorito (oi, natal, sinto sua falta!), mas eu entendo toda a animação que se cria em torno desse dia. Não, eu não sou religiosa. Não, eu não tenho crianças na família. Não, eu não como mais chocolate ao leite. Mas, sim, eu comemoro, à minha maneira, a Páscoa.

Por que não gostar da páscoa? Lado ruim, escravidão, crueldade, vegan

Pena que esse post não fala sobre comemorações. Calma, nós vamos ter a parte dois, mais positiva, com coelhinhos pulantes. Só que hoje eu quero conversar com vocês um pouco a respeito do porquê da páscoa não ser tão feliz assim. 

 

Açúcar everywhere e sua saúde de lado

 

Ai, lá vem a pseudo-nutricionista querer controlar tudo o que os outros comem. Não é bem por aí. Acontece que na páscoa a gente esquece que açúcar e gordura demais (não ache que seu ovo é cacau puro, ok?) tem consequências demais. Não estamos falando sobre peso, ninguém é fiscal da balança alheia. Eu estou falando sobre coisas como dor de cabeça, cansaço, mal estar, sintomas de hipoglicemia. E, é claro, o açúcar tem consequências ainda piores a longo prazo.

 

Eu acho péssimo não ter controle, principalmente, sobre o que as crianças comem apenas porque é feriado. É ótimo saborear um chocolate, mas é além do limite comer um ovo em um dia ou, então, vários em uma semana. Vamos pensar um pouquinho no nosso corpo. Será que ele vai lidar bem com essa chuva de ovo de páscoa? Bom, tenho certeza que não.

 

Sabor amargo da escravidão  

 

Vidas. Ovos, muitas vezes, custam vidas. Não é de hoje que a Nestlé ou a Hershey’s estão envolvidas em escândalos de trabalho escravo e exploração infantil. O chocolate não sai da máquina e vai para o supermercado. Existe um processo de produção muito sujo por trás. Florestas tropicais destruídas (quem lembra do óleo de palma?), animais colocados em riscos e pessoas desumanizadas — seja por ignorar as leis trabalhistas ou, literalmente, escravizá-las. Vale a pena por um prazer momentâneo?

 

CONTINUE LENDO ♥


TAGS:
2o1ACe

Como já falei por aqui, a Páscoa não é exatamente o meu feriado favorito (oi, natal, sinto sua falta!), mas eu entendo toda a animação que se cria em torno desse dia. Não, eu não sou religiosa. Não, eu não tenho crianças na família. Não, eu não como mais chocolate ao leite. Mas, sim, eu […]

Leia mais











Veja o que acontece por aí