9 Fevereiro, 2018

Carnaval não é para mim. A ideia de milhares de pessoas no mesmo lugar, suando, bêbadas, gritando e homens se achando ainda mais donos dos nossos corpos me dá calafrios. Sem contar o metrô ainda mais lotado que o normal. Amo glitter, Pablo Vittar, pessoas animadas, fantasias e babys carnavalescos, mas prefiro o conforto da minha cama, minha lista no netflix ou lugares como os que eu listarei aqui para quem deseja saber onde passar o carnaval tranquilo em SP.

 

A ideia, então, é ficar longe de locais como Vila Madalena e Avenida Paulista. Tentei fugir dos clássicos ficar em casa, comer pipoca e ver 5 filmes por dia. Afinal, também existem espaços para você que, assim como eu, quer aproveitar o feriado, mas em um ritmo diferente dos bloquinhos.

 

Onde passar o carnaval tranquilo?

Bate e volta em cidades próximas a São Paulo

Pinhalzinho, Amparo, Holambra, Itu, Embu das Artes, Monte Alegre do Sul ou Campos do Jordão. Escolha um destino nos arredores da cidade de São Paulo, pegue o carro e fuja do casa comigo, sereianos ou minhoqueens. 

 

Cada cidadezinha tem o seu encanto, bons restaurantes e o ar de tranquilidade que queremos. Dá para entrar em contato com a natureza ou apenas conhecer mais da história com as simpáticas construções e museus.

 

Se você não tem um carro, veja se agências de turismo não estão organizando um bate e volta nas datas do carnaval. Jogue o nome da cidade na procura dos eventos no facebook! 

 

Olha só esse post com dicas do que fazer em um dia em Campos do Jordão!

 

Confira a programação do Sesc

 

O Sesc sempre tem várias palestras, cursos e workshops legais. Dê uma olhada no que estará rolando no Sesc mais próximo da sua casa. E, o melhor, na maioria dos casos, as atrações são gratuitas. Tem teatro, música, dança, circo, atividades envolvendo alimentação, meio ambiente, saúde, entre outros temas.

 

CONTINUE LENDO ♥

Carnaval não é para mim. A ideia de milhares de pessoas no mesmo lugar, suando, bêbadas, gritando e homens se achando ainda mais donos dos nossos corpos me dá calafrios. Sem contar o metrô ainda mais lotado que o normal. Amo glitter, Pablo Vittar, pessoas animadas, fantasias e babys carnavalescos, mas prefiro o conforto da […]

Leia mais



TAGS:






2 Março, 2017

Não sou uma pessoa do carnaval. Não gosto de multidões bêbadas, gritando e poluindo o ar, a rua, o mar com seus quilos de glitter. Até aprecio uma boa fantasia, mas longe de mim ser amassada, assediada e passar calor em bloquinhos em que mal consigo ouvir as músicas. Tudo isso para dizer que, na semana do carnaval, eu tento ao máximo me afastar das concentrações de folia. Como uma das minhas metas para 2017 é viajar o máximo que der, eu e minha namorada decidimos passar um dia em Campos do Jordão, nada a ver com carnaval, São Paulo, calor, bloquinhos, amém. E, sim, muito chocolate (que me frustrou, mas daqui a pouco explico o porquê), casas fofinhas e flores.

UM DIA EM CAMPOS DO JORDÃO - ENTRADA

Nós fomos com a Alternativo, uma agência de viagem independente. Não pesquisei outras, porque uma das minhas amigas do técnico (já contei como é ser vegana cursando nutrição aqui!) foi na mesma mini viagem e adorou. Confiei na experiência dela e fechei para o dia 25 de fevereiro. O valor total foi 125 para cada, com ida e volta, passeios e almoço. Mas pelo que olhei por cima, os valores são todos parecidos nesses bate e volta para Campos.

 

Gostei muito da Alternativo, eles são super pontuais e atenciosos. Chegamos atrasados graças ao carnaval (pois é), mas o restante deu tudo certo. Eles combinaram de sair 6h30 da Barra Funda e 6h31 nós estávamos saindo. Teve sorteios no decorrer do dia, o Nathan, nosso guia, era ótimo, eles tentaram resolver os problemas que apareceram prontamente e não tiravam o sorriso do rosto. Ah, uma coisa  importante é que eu me senti bem segura no ônibus, algo que, normalmente, não acontece, já que tenho pavor de estrada. O motorista contratado, porém, era cuidadoso, não correu, não fez coisas loucas e eu consegui dormir 80% do caminho, de quase 3h30. Recomendo.

 

Manhã na Suíça Brasileira

 

Nossa primeira parada foi na Ducha de Prata, um dos pontos turísticos mais conhecidos. São algumas duchas artificiais no meio da natureza, com águas do represamento Ribeirão das Perdizes. Normalmente, se pode tomar um banho nas plataformas de madeira, mas no dia em que fomos essa parte estava em reforma, além do frio, vamos combinar. É um lugar bem gostoso para ouvir o barulhinho da água, sentir o cheiro da natureza e tirar uma fotos.

UM DIA EM CAMPOS DO JORDÃO - DUCHA DE PRATA 3 UM DIA EM CAMPOS DO JORDÃO - DUCHA DE PRATA 4 UM DIA EM CAMPOS DO JORDÃO - DUCHA DE PRATA 2 UM DIA EM CAMPOS DO JORDÃO - DUCHA DE PRATA

Dica: o banheiro do estacionamento é pago, enquanto um atrás das lojinhas é gratuito. Essas lojinhas também costumam ser mais caras que as do centro, pois isso espere um pouquinho antes de levar um souvenir para casa.

 

Subindo e descendo da Ducha de Prata, passamos pelo Alto das Mansões, bairros distantes e cheios de casas luxuosas. Tem casa de 10 milhões de reais, da Christiane Torloni com uma mini mansão para o cachorro e até do Bispo Edir Macedo. É lindo de ser, assustador de se pensar o quando algumas pessoas tem muito, mas muito dinheiro.

 

CONTINUE LENDO ♥

Não sou uma pessoa do carnaval. Não gosto de multidões bêbadas, gritando e poluindo o ar, a rua, o mar com seus quilos de glitter. Até aprecio uma boa fantasia, mas longe de mim ser amassada, assediada e passar calor em bloquinhos em que mal consigo ouvir as músicas. Tudo isso para dizer que, na […]

Leia mais



TAGS:








Veja o que acontece por aí