21 agosto, 2017

Já faz mais de um ano que eu prometi a mim mesma ficar 365 dias sem comprar qualquer peça de roupa. Afinal, eu não precisava. Não preciso. Eu tinha nos cabides mais do que o suficiente para sobreviver e viver – em meio a formalidades, festas, aulas práticas, frio, calor e qualquer ocasião que a vida ou São Paulo me trouxesse.

 

No post em que tomei essa decisão, comentei sobre o ato de desapegar e o quanto isso pode nos deixar mais leves. Sobre consciência, consumo e equilíbrio. Sobre como abrir espaço para o novo é reconfortante. Ou como tirar aquilo o que não é necessário, paradoxalmente, preenche ao invés de criar espaços em branco.

DESAFIO DE NÃO COMPRAR ROUPAS POR UM ANO - PIXABAY

Mal eu sabia que 365 dias depois eu conseguiria cumprir o desafio. Com alguns poréns, mas todos justificáveis. Contei no post de atualização sete meses depois, que um cropped branco e duas blusinhas tinham saído das araras direto para o meu guarda-roupa. Depois disso, se eu não me engano, ganhei duas blusas e comprei uma calça por necessidade – sério, eu tenho três calças e uma delas furou no joelho de tanto usar.

 

Para quem não conseguia resistir a uma blusinha, uma saia ou uma promoção de vestido quando entrava em uma loja, quatro peças em um ano é um progresso e tanto. E, aqui, nesse post, decidi reunir o que eu aprendi nesses meses entrando em lojas e pensando quero, mas não preciso ou tentando diferenciar necessidade de consumismo. Para que assim eu não esqueça dessas lições e continue as aplicando no dia a dia.

 

A primeira é que esse discurso de que não precisamos de tantas coisas assim é real. Você não precisa de mais de dez calças ou quarenta blusinhas. Você acha que precisa. Você coloca uma máscara de necessidade no desejo, se esquecendo de que querer e precisar são verbos diferentes.

 

Eu aprendi a diferenciar essas duas coisas com maior facilidade. Eu quero ou eu preciso? É pela minha satisfação ou bem estar? É claro que nesse precisar está escondido uma série de letras miudinhas sobre classe e privilégios. Mas isso deixamos para outro post.

 

O ato de comprar está diretamente ligado ao prazer. Nos sentimos realizados saindo da loja com uma sacolinha e sair do estacionamento de mãos atadas soa estranho. Comprar é sinônimo de status e poder – eu posso comprar. E está tudo bem em gostar de gastar parte do seu salário uma blusinha nova, nós somos seres sociais, precisamos ser aceitos e reconhecidos. O problema é quando isso sai do seu controle. Quando comprar vira terapia e você passa a encontrar satisfação apenas em coisas, não em momentos, pessoas ou experiências.

 

CONTINUE LENDO ♥

DESAFIO DE NÃO COMPRAR ROUPAS POR UM ANO - PIXABAY

Já faz mais de um ano que eu prometi a mim mesma ficar 365 dias sem comprar qualquer peça de roupa. Afinal, eu não precisava. Não preciso. Eu tinha nos cabides mais do que o suficiente para sobreviver e viver – em meio a formalidades, festas, aulas práticas, frio, calor e qualquer ocasião que a vida […]

Leia mais



TAGS:






26 janeiro, 2017

2016 acabou, assim como o 40 coisas em 100 dias, projeto do blog Declara que entrei no fim do ano passado (vem ver os resultados da primeira parte aqui!). Eu adorei a ideia e acho que ela funcionou bem para mim, libriana indecisa e idealizadora de plantão. Por isso, decidi fazer a versão 2017, com um pouco mais de motivação para riscar a maioria dos itens. Vamos nessa?

40 coisas em 100 dias

Começo 26/01/2017 l Término: 06/05/2017

 

💚 ENTRE ANAS 💚

 

➳ Fazer uma semana de vídeo todos os dias.

➳ Postar um vídeo a cada 15 dias (3/8).

➳ Publicar dois posts por semana (de qualquer categoria) (13/34).

➳ Fazer um sorteio.

Deixar os posts prontos com quatro dias de antecedência(consegui isso nos primeiros meses!)

➳ Criar quatro vídeos especiais para a fanpage (0/4).

➳ Gravar três receitas (0/3).

 

💚 ESTUDOS & CULTURA 💚

 

➳ Assistir a um espetáculo de dança.

➳ Ir ao teatro.

➳ Terminar Heir.

Assistir dois documentários no Netflix (2/2) (Living on one dollar e Cidade de Deus – 10 anos depois) 

➳ Assistir a 20 filmes (16/20). (O Chamado, O Chamado III, Contágio, Animais Noturnos, A Teoria de Tudo, Lion, Capitão Fantástico, Gone Girl, Monstros S.A, Universidade Monstros, Vida de Inseto, Ratatouile, Personal Shopper, Her, A Bela e a Fera, Devil

➳ Não deixar tudo na faculdade e técnico para última hora (esse vai ser difícil!)

➳ Conseguir 200 horas complementares.

Ler O Milagre da Manhã.

 

CONTINUE LENDO ♥

DSC01663

2016 acabou, assim como o 40 coisas em 100 dias, projeto do blog Declara que entrei no fim do ano passado (vem ver os resultados da primeira parte aqui!). Eu adorei a ideia e acho que ela funcionou bem para mim, libriana indecisa e idealizadora de plantão. Por isso, decidi fazer a versão 2017, com […]

Leia mais



TAGS:






10 outubro, 2016

Eu amo metas, amo listas, amo planejar – mesmo que, às vezes, os planos fiquem somente no papel. E eu também amo aniversários. Não por querer ser o centro das atenções, bolo e presentes, mas por sentir que um novo ciclo começa, com novas oportunidades. Eu sei, eu sei, ninguém precisa do ano novo ou do aniversário para tomar iniciativas. Quem sabe, a história de paraíso astral tenha algum sentido, porque eu de fato me sinto mais motivada e ansiosa por mudanças nos meses que se seguem ao meu aniversário, que, no caso, é amanhã, dia 11 de outubro.

40 coisas em 100 dias l Entre Anas

Pensei em seguir os passos da Flávia Calina e fazer um “21 antes dos 21”, mas acho que a minha instabilidade não me permite seguir esse caminho, afinal, o que eu quero e penso muda com muita (muita!) frequência. Talvez, eu faça isso alguns meses antes do meu próximo aniversário, não 365 dias antes. 

 

Nesse devaneio de vontades e metas, lembrei do projeto da Clara, do DeClara, o 40 coisas em 100 dias e estes me pareceram bons números. Aproveitando o clima de aniversário, decidi aderir ao projeto começando amanhã, no dia em que completo 20 primaveras 🌻 Peguei as categorias da Clara para me ajudar e tentei construir essa lista pensando sempre em coisas que dependam única e exclusivamente de mim. Sem sonhar alto demais e criar expectativas irreais. Aqui a gente trabalha com coisas concretas! 😋 – ou, às vezes nem tanto. Além disso, na minha agendinha eu já me programei para colocar várias dessas coisas em prática. Vamos nessa?

 

Começo: 11 de outubro l Termina: 23 de janeiro

 

💜 ENTRE ANAS 💜

 

1 ➳ Postar um vídeo a cada 15 dias (ou em menos tempo!). (5/8)

2 ➳ Criar um quadro quinzenal ou mensal. (#BelezaVegana e de receitas! 😊)

3 ➳ Publicar dois posts por semana (de qualquer categoria). (24/34)

4 ➳ Postar quatro fotos no instagram do blog por semana.

5 ➳ Criar quatro vídeos especiais para a fanpage. (2/4)

6 ➳ Fazer um sorteio.

 

💜 ESTUDOS & CULTURA 💜

 

7 ➳ Fazer o curso da Anvisa de boas práticas de manipulação em serviços de alimentação.

8 ➳ Não pegar nenhum exame na faculdade.

9 ➳ Assistir a um espetáculo de dança.

10 ➳ Ir ao teatro.

11 ➳ Começar a ler O Segundo Sexo.

12 ➳ Ler mais um livro do Michael Polan.

13 ➳ Terminar a quarta temporada de Bates Motel (Thays, essa é por você!)

14 ➳ Ir ao cinema sozinha.

15 ➳ Assistir 10 filmes. (10/10) 

16 ➳ Começar um livro de colorir.

17 ➳ Assistir três palestras do Star Academy (ou outras online). (assisti uma do Gary Yourofsky que queria há tempos!) 

18 ➳ Ler um livro em inglês. (ao menos eu comecei!)

 

CONTINUE LENDO ♥

dsc08308

Eu amo metas, amo listas, amo planejar – mesmo que, às vezes, os planos fiquem somente no papel. E eu também amo aniversários. Não por querer ser o centro das atenções, bolo e presentes, mas por sentir que um novo ciclo começa, com novas oportunidades. Eu sei, eu sei, ninguém precisa do ano novo ou do […]

Leia mais



TAGS:










Veja o que acontece por aí