28 dezembro, 2017

Lembram quando eu fiz um post em busca de um corretivo vegano? Pois bem. Eu acabei comprando o corretivo Dona Orgânica e, após cerca de três meses de uso, estou aqui para contar as minhas impressões. Decidi fazer em vídeo já que a maioria das resenhas que temos por aqui são em texto – como, por exemplo, sobre shampoos da phytoervas, um sabonete vegano para o rostodesodorante sem alumínio. Me contem se gostaram desse formato, sim?

 

No vídeo, eu comento sobre a embalagem, cobertura, textura, duração, benefícios e mostro a aplicação. Por aqui, vou me ater a uma análise dos ingredientes, algumas fotos da aplicação e esquematizar os pontos positivos e negativos.

 

Ah, antes de dar o play, quero lembrar que está rolando sorteio na fanpage em parceria com uma marca de acessórios conscientes. Para participar, clica aqui! Pronto, agora, vamos ao vídeo.

 

 

Corretivo Dona Orgânica: análise dos ingredientes

 

Ingredientes: Salvia Sclarea (clary) flower/leaf/stem water, Titanium Dioxide, Glyceryl Oleate Citrate, Propanediol, Silica, Coco-Caprylate/caprate, Olive oil Decyl Esters, Cetearyl Alcohol, Glyceryl Stearate, Lauryl Olivate, Iron Oxides, Potassium Palmitoyl Hydrolyzed Wheat Protein, Caprylic/Capric Triglyceride, Tocopherol, Galactoarabinan, Benzyl Alcohol, Squalene, Microcrystalline Cellulose, Cellulose Gum, Cocos Nucifera (coconut) oil, Orbignya Oleifera (babassu) seed oil, Dehydroacetic acid, Limonene, Cellulose, Citronellol, Geraniol. 

 

Lembrando que eu não sou especialista em ingredientes de cosméticos. Minha análise é superficial, de alguém preocupada em saber o que está colocando na pele. Quem vai me ajudar nessa é o site EWG, Environmental Working Group.

 

➵ Ingredientes seguros: Salvia Sclarea, Glyceryl Oleate Citrate, Propanediol, Silica, Coco-Caprylate/caprate, Olive oil Decyl Esters, Cetearyl Alcohol, Glyceryl Stearate, Iron Oxides, Potassium Palmitoyl Hydrolyzed Wheat Protein, Caprylic/Capric Triglyceride, Tocopherol, Galactoarabinan, Squalene, Microcrystalline Cellulose, Cellulose Gum, Cocos Nucifera (coconut) oil, Orbignya Oleifera (babassu) seed oil, Cellulose.

➵ Ingredientes com risco moderado: Titanium Dioxide, Benzyl Alcohol, Limonene, Citronellol.

➵ Ingredientes com alto risco: Geraniol. 

➵ Ingredientes não encontrados: Lauryl Olivate. 

➵ TOTAL: 19 ingredientes seguros (76%), 4 com risco moderado (16%) e 1 com risco alto (4%). É uma boa média, certo?

 

CONTINUE LENDO ♥

CORRETIVO DONA ORGÂNICA

Lembram quando eu fiz um post em busca de um corretivo vegano? Pois bem. Eu acabei comprando o corretivo Dona Orgânica e, após cerca de três meses de uso, estou aqui para contar as minhas impressões. Decidi fazer em vídeo já que a maioria das resenhas que temos por aqui são em texto – como, por […]

Leia mais



TAGS:






26 julho, 2017

Se você olhar as fotos desse post, não vai acreditar quando eu te disser que tenho o cabelo bem ondulado, quase cacheado dependendo do dia, da finalização, da minha boa vontade. Nem eu acreditei nos cachinhos que apareceram depois de cortar o cabelo recentemente.

PRODUTOS VEGANOS PARA CABELOS - LOW POO

Quando eu cheguei ao cabeleireiro em uma quarta, após uma decisão impulsiva com o desejo de mudar, eu pedi por um corte que fizesse meu ondulado aparecer. Mal eu sabia que tirando aquele peso das pontas e restinho de progressiva eu teria todo esse toin oin oin na cabeça. E quer saber? Que bom que tomei essa decisão, porque estou curtindo muito ter meu cabelo super onduladinho!

 

Mas mudando o corte, mudaram-se também os cuidados. Desde que filmei aquele primeiro vídeo de Low Poo, vários produtos foram substituídos e outros diferentes deram o ar da graça. Decidi, então, gravar uma atualização com os cosméticos que tenho usado nos fios que, além de liberados para low poo, são veganos. Sem sulfatos, sem óleo mineral, sem petrolato, sem silicones insolúveis, sem sofrimento dos bichinhos, só amor! 

 

Usar cosméticos livres de crueldade animal não é algo impossível, como se pensa por aí. Existem marcas acessíveis e fáceis de encontrar com opções veganas, como algumas que eu mostrei no vídeo. Lembre-se de procurar pelo selo que garante que aquele produto é cruelty-free ou sem ingredientes de origem animal.

 

Sem falar que existem lojinhas online e confiáveis, como a Natue e a Terráquea para fuçar e encontrar marcas ainda mais naturais, preocupadas com o meio ambiente e os animais. O Low Poo entra nessa para nos ajudar a realçar nossa beleza natural e verdadeira, agredindo o mínimo possível nossos queridos fios.

 

Chega de reprimir nossas ondas e cachos, baby! 

 

Uma observação pequena (ou nem tanto assim): sei que sou muito privilegiada por poder parar para pensar em qual shampoo quero comprar, sendo que não é necessariamente o mais barato, mas, sim, o que condiz com meus ideais. Sei também que não é todo mundo que tem dez farmácias e cinco mercados pertinho de casa para procurar por produtos diferentes. Mas o pouquinho que se pode fazer para se empoderar e ajudar o planeta está valendo. Fazer escolhas conscientes parte do princípio de, justamente, parar para pensar: Será que essa marca é bacana para o meio ambiente? Eles têm projetos sociais? E se eu comprar a opção com refil? Testa em animais? Vai me ajudar a fazer transição capilar, a me sentir bem e bonita? Enfim, aquilo que é a sua prioridade!

 

Se você quer entender o que é o Low Poo, porque eu decidi aderir à técnica e como foram os primeiros meses, corre lá no primeiro post! Vamos, então, ao que eu tenho usado ultimamente? 

 

 

Produtos citados 💇

Shampoos:

➳ Salon Line – Tô de Cacho, Shampoo de Coco Para Conquistar (~R$12)**

➳ Eico – Cachos Extraordinários (~R$30)

 

CONTINUE LENDO ♥

Se você olhar as fotos desse post, não vai acreditar quando eu te disser que tenho o cabelo bem ondulado, quase cacheado – dependendo do dia, da finalização, da minha boa vontade. Nem eu acreditei nos cachinhos que apareceram depois de cortar o cabelo recentemente. Quando eu cheguei ao cabeleireiro em uma quarta, após uma […]

Leia mais



TAGS:










Veja o que acontece por aí