14 novembro, 2016

Há um tempo, contei que estava testando e adorando um desodorante todo natureba: cruelty free, sem alumínio, fragrância artificial, parabeno, entre outras substâncias nada benéficas para o nosso corpo. Lá no post da resenha eu expliquei várias coisinhas mais técnicas sobre o assunto, então, se quiser ler, é só clicar aqui. O problema foi que um belo dia eu deixei esse desodorante aberto umas 12 horas. Inacreditavelmente, ele não secou, mas ficou com um cheiro estranho, meio oxidado, velho. Não consegui mais usar. E fiz o mesma com outro desodorante natural que tinha comprado, o da Desert Essence. Lição do dia: não deixar desodorantes naturebas abertos.

 

Dispensando Rexona, Dove e qualquer outra marca comum (e não cruelty free), decidi optar por fazer meu próprio desodorante natural, caseiro e vegano. Eu sabia que era fácil e não precisaria de ingredientes mirabolantes, como vocês podem ver no vídeo. Só não entendi porque esperei tanto. Então, dá o play e vem aprender como fazer uma alternativa desse cosmético:

 

 

Cada ingrediente tem um porquê para estar ali. Ao contrário de cosméticos convencionais, que, na verdade, visam mais o lucro do que a sua saúde, convenhamos. Começando pelo óleo de coco, o nosso velho amigo com 1001 utilidades. Ele possui ação antibacteriana, é hidratante e fica com consistência ótima em uma temperatura mais fria. Perfeito para nossa base.

 

CONTINUE LENDO ♥

montagem-desodorante-natural

Há um tempo, contei que estava testando e adorando um desodorante todo natureba: cruelty free, sem alumínio, fragrância artificial, parabeno, entre outras substâncias nada benéficas para o nosso corpo. Lá no post da resenha eu expliquei várias coisinhas mais técnicas sobre o assunto, então, se quiser ler, é só clicar aqui. O problema foi que […]

Leia mais



TAGS:






29 outubro, 2016

Inaugurando quadro aqui no blog/canal, uhul *pulinhos de comemoração* ✨ Quando criei o blog, me propus a falar sobre beleza, no entanto, as coisas não saíram exatamente como o planejado e esse assunto acabou ficando um pouco de lado. Agora, com essa minha transição para o veganismo, acho mais do que justo criar um espaço para compartilhar minhas descobertas, testes e opiniões, apresento-lhes, então, o #BelezaVegana. Juro que tentei pensar em um nome mais criativo, mas preferi o autoexplicativo.

produtos veganos da Granado e Phebo

Para começar, eu decidi mandar e-mails para marcas nacionais, grandes, fáceis de encontrar e cruelty-free, entre elas, a Granado/Phebo. Se você quiser saber a lista completa de empresas nacionais que não testam em animais, é só clicar aqui e conferir a publicação da PEA. Eu pedi que me enviassem a relação de produtos sem nada de origem animal, mas, a Granado, ao contrário, me enviou os itens que tem bichinhos. Tudo bem, tudo bem, um outro caminho válido.

 

IMPORTANTE:  a Granado/Phebo, desde outubro de 2016, estão ligadas a Puig, que comprou uma porcentagem das empresas. A Puig é uma multinacional dona  de empresas que vendem na China, onde os testes em animais são obrigatórios. A Granado/Phebo afirmou que não mudará as formulações, não incluirá testes em animais e não pretende vender na China no momento, ainda assim, está vinculada a Puig agora. 

 

Abaixo, a reprodução do e-mail:

produtos_veganos_da_granado_e_phebo_email

Prezada Sra. Luana,
Agradecemos o contato e interesse por nossos produtos. Segue a listagem de todos os produtos que contém ingredientes de origem animal em sua composição.

 

· Linha Antisséptica: Sabonetes em barra Fresh e Sport

· Linha Barbearia: Espuma de Barbear

· Linha Bebê: Condicionador e Creme Protetor de Seios

· Linha Glicerina: Sabonetes em barra e líquido Mel

· Linha Pet: Shampoo & Condicionador Silicone

· Linha Pink: Esmaltes Fortalecedores, Esfoliante de Pedra-pomes, Reparador Calcanhares Danificados e Cera Nutritiva Unhas e Cutículas

· Linha Maquiagem: Base Alta Cobertura, Batom Brilho Natural, Lápis Batom e Máscara Duo Cílios Perfeitos

· Linha Terrapeutics: Todos os Hidratantes (ácido esteárico)

· Linha Tratamento: Sabonete em barra Lanolina

· Todas as Velas Perfumadas Granado | Phebo

· Todos os Condicionadores Granado | Phebo (com exceção do Castanha do Brasil)
Atenciosamente,

 

Equipe Granado | Phebo

 

Vamos ver o que nos restou, então, no site?

produtos_veganos_da_granado_e_phebo_email

Creme para cutículas, óleo fortalecedor de unhas, talco bebê, sabonete coco, sabonete vegetal de glicerina erva-doce, sabonete de glicerina amêndoas, esfoliante corporal chá branco

 

➳ Linha Antisséptica

Sabonete Antisséptico Tradicional

Desodorante Aerossol para Pés Tradicional

Desodorante Aerossol para Pés Sport

Desodorante Aerossol para Pés Fresh

 

CONTINUE LENDO ♥

feauture10

Inaugurando quadro aqui no blog/canal, uhul *pulinhos de comemoração* ✨ Quando criei o blog, me propus a falar sobre beleza, no entanto, as coisas não saíram exatamente como o planejado e esse assunto acabou ficando um pouco de lado. Agora, com essa minha transição para o veganismo, acho mais do que justo criar um espaço para compartilhar […]

Leia mais



TAGS:






21 outubro, 2016

Há, aproximadamente, dois meses eu decidi me tornar vegana. Isso, para mim, de imediato significou basicamente começar uma dieta vegetariana estrita, pois até o momento eu era ovolactovegetariana. Ué, Luana, então você é vegana ou não? Sim. E não. Porque, apesar de não consumir mais nada de origem animal, eu ainda peco em relação às marcas e outros detalhes. O veganismo é um processo. Diversos elementos da minha vida envolviam exploração animal e não é tão simples assim acordar um dia, jogar tudo no lixo e começar do 0. Quem dera se fosse.

transicao-para-o-veganismo-primeiros-meses2

Ser vegana não é só sobre a minha alimentação, sabemos disto. É sobre não financiar a exploração animal e isso não se dá somente na carne, ovos e leite, mas desde o amaciante que eu uso nas roupas até o meu batom. Quem acompanha o blog há um tempo, sabe que, por exemplo, eu faço low poo vegano, ou seja, tudo o que eu uso nos meus fios é cruelty free e sem nada de bichinhos. Por outro lado, quem compra produtos de limpeza aqui em casa é a minha mãe e eu não posso exigir que ela use determinada marca porque minhas convicções dizem que usar OMO é antiético.

 

E, então, eu vou me definir como? Se eu tento incluir o veganismo em tudo o que eu posso na minha vida, mas, ao mesmo tempo, não sou, teoricamente, 100% vegana? Se eu ainda estou aprendendo, evoluindo e descobrindo? Porque, caramba, cada dia que passa é uma surpresa.

 

Eu já passei pela fase de me sentir culpada por acabar comendo algo que tinha sazon vermelho e eu não sabia. Não me aterrorizo mais por coisas que estão fora do meu controle, por deslizes, por atitudes que ocorrem em decorrência da falta de informação. Eu sei que eu me preocupo com o meio ambiente, a minha saúde e quero viver um estilo de vida livre, sem crueldade. Na minha cabeça, a partir do momento em que eu começo a colocar essas coisas em prática, eu sou vegana.

 

Existe uma pressão muito grande dentro da própria comunidade para que se faça tudo da maneira “certa”. Se você é vegetariano, está errado, porque tomar leite e comer ovo também é cruel. Se decide virar vegano, não pode comprar da marca X, porque ela tem produtos de origem animal, mesmo que aquele determinado item não tenha. Tem até uns que falam que comer linguiça de soja é errado, porque é querer imitar um produto que vem da morte de um bicho. Tem gente para criticar tudo. E isso me deixou receosa em falar que sou vegana (ou tentante) aqui no blog.

 

Mas, apesar dos pesares, eu, Luana, a partir daquele dia em que pensei não, agora é pra valer, me autodenomino vegana. Principalmente para os outros. Imagine se eu chegasse em todo lugar novo e falasse que sou vegetariana estrita, vegana em transição? Só ia afastar as pessoas desse estilo de vida, não aproximá-las, que é a ideia, certo? Por esse mesmo motivo, eu me autodenominava vegetariana, não ovolactovegetariana.

 

CLICA AQUI PARA CONTINUAR LENDO E ASSISTIR AO VÍDEO ♥

transicao-para-o-veganismo-primeiros-meses2

Há, aproximadamente, dois meses eu decidi me tornar vegana. Isso, para mim, de imediato significou basicamente começar uma dieta vegetariana estrita, pois até o momento eu era ovolactovegetariana. Ué, Luana, então você é vegana ou não? Sim. E não. Porque, apesar de não consumir mais nada de origem animal, eu ainda peco em relação às […]

Leia mais



TAGS:










Veja o que acontece por aí