DESCOMPLICANDO O VEGANISMO
RECEITAS VEGANAS
Transição para o veganismo


12 janeiro, 2018

2017 não foi o ano dos livros, eu diria. Com foco 100% em dois TCCs (e ser aprovada em todas as matérias), fiquei distante das leituras por prazer. Minha estante ganhou algumas aquisições, mas nada comparada às minhas metas de 2012 ou 2013, quando eu lia entre 12 e 20 livros por ano.

 

2018 será diferente, eu espero. Sigo uma amante dos bons livros e, agora, mais do que nunca, interessada em outros gêneros, como sobre desenvolvimento pessoal, alimentação e espiritualidade. Esse post, então, é a minha wishlist literária para este novo ano, com alguns títulos que eu espero que também entrem na listinha de vocês ❤📚

 

Dividi a wishlist literária em três: desenvolvimento pessoal, veganismo e alimentação e histórias para 2018. São livros que eu namoro há um tempo ou descobri recentemente e despertaram meu interesse. Não esqueçam de me contar se vocês já leram algum desses!

 

Wishlist literária para 2018 📚

Fique Rica Sem Culpa, Justine Trueman: indicação da Fran Guarnieri, imagino que esse livro será o meu começo nesse universo de finanças. Ele está fora de linha, infelizmente, mas você pode encontrá-lo em sebos e na Estante Virtual.

 

O livro divide-se em duas partes – ‘O dinheiro e a mente’ e ‘Assumindo o controle’. Nele, a autora ajudará a leitora a aperfeiçoar seu relacionamento com o dinheiro, para que – fique menos estressada; melhore sua qualidade de vida; sinta-se no controle de suas finanças; pare de discutir sobre dinheiro com seu companheiro(a); reconheça os obstáculos psicológicos que a estão impedindo de alcançar suas metas financeiras; entenda os princípios-chave envolvidos na construção de um patrimônio.

 

O Poder do Hábito, Charles Duhigg: esse é um livro que namoro há um tempo, mas o preço sempre me fez procurar outras opções (aliás, está em promoção na Saraiva!). Conheço pessoas que afirmam que ele é incrível para quem deseja se livrar dos hábitos velhos e negativos, criando novos mais saudáveis.

 

Este livro é um verdadeiro e profundo estudo dos hábitos. Porém, além de mostrar como eles funcionam, o autor também consegue explicar como eles podem ser transformados. E cá entre nós, ter o controle total das ações, sejam costumes ou não, facilita diversos aspectos da vida.

Conseguir mudar o hábito de pegar o elevador pelo hábito de subir lances de escada e fazer mais exercícios, pode influenciar a sua saúde futura. Fora a saúde, com pequenas mudanças de hábito, esse livro mostra que é possível ter resultados positivos na sua produtividade, na estabilidade financeira e até mesmo na sua felicidade.

 

Morando Sozinha, Fran Guarnieri: o livro da Fran está na minha wishlist desde que foi lançado, mas decidi economizar esse dinheiro até o momento em que de fato fosse pensar em morar sozinha. Chegou a hora!

 

“No dia em que eu saí de casa o meu pai me disse: ‘Filha, você tem dinheiro?'” Morar sozinha pode ser incrível. Mas para ter uma vida independente é preciso se planejar também. Em Morando Sozinha, a blogueira Fran Guarnieri ensina o passo a passo para ser feliz e não depender mais de ninguém, contando suas histórias engraçadas e inusitadas desde que decidiu sair de casa, aos dezoito anos. Saiba aqui como desde escolher o melhor lugar para morar até a como resolver problemas do cotidiano. Trocar o botijão de gás a cada século ou ir à padaria para comprar só um pãozinho pode ser divertido e inesquecível!

 

O Poder do Agora, Eckhart Tolle: indicação da maravilhosa Juliana Goes, esse livro parte mais para o lado da espiritualidade, ponto que quero trabalhar mais em 2018 para estar sempre presente, em contato com a minha essência e propósito 💫

 

Combinando conceitos do cristianismo, do budismo, do hinduísmo, do taoismo e de outras tradições espirituais, Tolle elaborou um guia de grande eficiência para a descoberta do nosso potencial interior. Este livro é um manual prático que nos ensina a tomar consciência dos pensamentos e emoções que nos impedem de vivenciar plenamente a alegria e a paz que estão dentro de nós mesmos.

 

Solução Gradual, Carl Honoré: Carl foi um dos meus entrevistados para o TCC de Jornalismo e, desde então, fiquei encantada pelas suas ideias. De novo, o preço foi uma barreira na hora de levar um de seus livros para casa, mas desse ano não passa!

 

A busca por soluções rápidas tornou-se o padrão da nossa cultura apressada de hoje. Quando o assunto é “resolver problemas”, em qualquer esfera de nossas vidas, todos queremos obter vitórias épicas de uma tacada só, e cada resultado instantâneo nos sussurra sempre a mesma promessa sedutora: retorno máximo, esforço mínimo. Mas será que as soluções rápidas estão nos fazendo mais felizes, saudáveis e produtivos? Estão ajudando a resolver os desafios enfrentados pela humanidade atualmente? Em Solução Gradual, oferece um modelo eficaz para lidar com todos os tipos de problema – de negócio e política a saúde e relacionamentos – e fornece ideias brilhantes sobre como podemos resolvê-los, trabalhar melhor e viver bem.

 

O Dilema do Onívoro, Michael Pollan: já li outro livro do Pollan, mas adoraria incluir sua obra mais conhecida na minha estante.

 

As prateleiras de um supermercado são o ponto de partida escolhido pelo escritor e jornalista americano Michael Pollan para a viagem de investigação empreendida em ‘O dilema do onívoro’. O leitor é convidado a perfazer o caminho inverso – reconstituindo o trajeto dos alimentos, desde o prato à nossa mesa até a sua origem derradeira – o solo. Quanto mais longo e intrincado é o percurso que liga as duas pontas dessa cadeia altamente industrializada, argumenta o autor, mais ignorantes nós nos tornamos a respeito do que, em última análise, estamos comendo. Afinal, que mistérios estão por trás de um simples item de um cardápio de fast-food?

 

50 Doces Veganos, Katia Cardoso: preciso dizer alguma coisa? Queria saber fazer mais do que apenas um bolo de maçã e pavê de amendoim.

 

São barrinhas e smoothies para o café da manhã, biscoitinhos e cookies para o lanche da tarde, pavês e sorvetes para a sobremesa do dia a dia, além de lindos bolos para ocasiões especiais. Inspirada em suas memórias de infância e nos doces que a vida lhe foi servindo, Katia adaptou receitas tradicionais e contemporâneas para criar delícias sem ingredientes de origem animal. Assim, suas receitas são também ideais para quem precisa retirar a lactose e o ovo do cardápio. Para agradar todas as tribos, há também diversas receitas sem glúten, tudo sem abrir mão do sabor e da textura. Bom apetite!

 

A Política Sexual da Carne, Carol J. Adams: um livro que discute a relação entre feminismo e veganismo, é impossível não querer devorar. Também está fora de linha, mas conseguimos encontrá-lo na Estante Virtual e outros sites por aí. Porque a dominância masculina e o carnivorismo tem muito a ver, sim.

 

Este livro traz o texto de uma das referências teóricas para a compreensão e o estudo das influências de uma sociedade patriarcal nos hábitos alimentares e na relação de seus membros com as mulheres e os animais. A tese defende que a matança de animais e a violência contra a mulher estão intrinsecamente ligadas.

 

WISHLIST LITERÁRIA - EVOLUÇÃO E DESENVOLVIMENTO PESSOAL

2017 não foi o ano dos livros, eu diria. Com foco 100% em dois TCCs (e ser aprovada em todas as matérias), fiquei distante das leituras por prazer. Minha estante ganhou algumas aquisições, mas nada comparada às minhas metas de 2012 ou 2013, quando eu lia entre 12 e 20 livros por ano.   2018 […]

Leia mais



TAGS:






25 dezembro, 2017

Post de hoje tardou, mas não falhou – se é que eu posso usar esse ditado no passado. Natal chegou ao fim, mas cá estou eu com uma receita para honrar o Segunda Sem Carne, quadro – e movimento – que ficou abandonado por um tempo. Vocês acreditam que faltam 5 dias para acabar 2017? Eu não. Mas para adoçar esses minutos finais, vem ver como fazer um pavê de amendoim com chocolate vegano, a sobremesa do meu prato de natal sem peru, sem porco, sem exploração e crueldade ❤

 

Quem assistiu ao último o que eu comi hoje me viu comentando sobre precisar de uma receita com pasta de amendoim, afinal, eu tinha comprado um pote de 425g e não sabia muito bem o que fazer com tudo aquilo. Acontece que eu pesquisei receitas veganas e a maioria era copiando aquele chocolate reese’s que eu, por um acaso, não gosto. Decidi, então, me arriscar em um pavê. A receita mais gostosa que achei foi do Presunto Vegetariano, como sempre, mas eles faziam o creme com amendoim sem usar a pasta, logo, não serviu para os meus propósitos.

 

Fui, então, na intuição. Um pouquinho de leite vegetal aqui, açúcar demerara lá, suco de maçã acolá e voilá, temos um pavê de amendoim com chocolate e nozes caramelizadas veganinho de tudo e delicioso, sério. Agora, além do melhor bolo de maçã do mundo, eu tenho essa receita de pavê de amendoim na manga. Ficou cremoso, doce na medida certa – o chocolate amargo ajuda a equilibrar –, com uma crocância e um gostinho de maçã no fundo.

 

Se você quer aprender como fazer esse pavê de amendoim, é só continuar lendo! 😋❤

 

Ingredientes para o pavê de amendoim vegano

PAVÊ DE AMENDOIM VEGANO COM CHOCOLATE E NOZES

➳ 150 ml de leite de vegetal (eu usei de amêndoa com arroz);

➳ 3 colheres de sopa de pasta de amendoim (de preferência com pouco açúcar);

➳ 3 colheres de sopa de açúcar demerara;

➳ 1 colher de chá de amido de milho;

➳ Bolacha maisena (fica de olho nos ingredientes!);

➳ Suco de 1 maça;

➳ 1 colher de café de essência de baunilha;

➳ Chocolate meio amargo;

➳ Três colheres de sopa de nozes picadinhas.

 

Post de hoje tardou, mas não falhou – se é que eu posso usar esse ditado no passado. Natal chegou ao fim, mas cá estou eu com uma receita para honrar o Segunda Sem Carne, quadro – e movimento – que ficou abandonado por um tempo. Vocês acreditam que faltam 5 dias para acabar 2017? Eu não. Mas […]

Leia mais



TAGS:






18 dezembro, 2017

Lembram daquele post em que choramingava o quanto é difícil ser vegana e amar sorvete? Bom, eu ainda não tenho sorveterias de massa na praia ou perto da minha casa que atendam aos meus desejos de um sorvete cremosinho com bastante calda, mas é só pegar o metrô que, agora, eu encontro várias opções. Várias, não. Algumas. O suficiente para me fazer bem feliz 🍦

DONA NUVEM AUGUSTA SORVETE VEGANO NATALINO

Uma delas abriu recentemente na Augusta, alguns quarteirões acima da Soroko, na galeria do Pastel Augusta, a Dona Nuvem. Mas, calma, não é qualquer sorvete. É um sorvete mágico, nostálgico, temático, com glitter e algodão doce. Sim! Um sorvete de casquinha enrolado em uma nuvem de algodão doce com muitos topping para deixá-lo mais colorido e delicioso.

 

Mas tem sabor vegano? Tem, sim! Toda semana é um diferente. Quando fui, era a vez do sabor maçã verde, mas já rolou pistache e melancia, por exemplo. O sorvete da Dona Nuvem é bem cremosinho, não parece um sorbet. E é d-e-l-i-c-i-o-s-o. Sério, o de maçã verde é um especial natalino para imitar uma arvorezinha e é simplesmente surpreendente na boca. É bem doce, ainda mais com algodão, dã, doce do lado, mas tem gosto de infância, daquelas balinhas grudentas que ficavam horas na boca, amo!

 

Quero um sorvete vegano da Dona Nuvem 🍦

DONA NUVEM AUGUSTA SORVETE VEGANO NA NUVEM

No Dona Nuvem, funciona assim: primeiro, você chega e fica encantada com a decoração fofinha e vintage. Depois, pega um giz de cera e marca o que você quer em um papel. Se é o sorvete na nuvem ou só na casquinha, os sabores, os toppings e as caldas.

DONA NUVEM AUGUSTA SORVETE VEGANO LUGAR

DONA NUVEM AUGUSTA SORVETE VEGANO

Para os que passam longe dos ingredientes de origem animal, nós podemos pedir o sabor vegano da semana, é claro, mais todas as caldas, exceto a de leite condensado, e todos os toppings, menos o biscoito e o ovomaltine. Um dos toppings é Froot Loops, um cereal de bolinha que eu gostava muito e que, para mim, não era vegano, por ter vitamina D na composição. Sites americanos falam que a vitamina usada é a D3, logo, não é vegano,  porém já vi sites brasileiros indicando o Froot Loops como um produto sem ingredientes de origem animal. Prefiro não arriscar e perguntar em breve para a própria empresa.

 

As caldas são chocolate, caramelo, brigadeiro e morango. Já os outros toppings são corações, estrelas, castanha, granulado gourmet, bolinhas de chocolate, granulado colorido, confete, pipoca caramelada, flocos crocantes e amendoim.

 

Lembram daquele post em que choramingava o quanto é difícil ser vegana e amar sorvete? Bom, eu ainda não tenho sorveterias de massa na praia ou perto da minha casa que atendam aos meus desejos de um sorvete cremosinho com bastante calda, mas é só pegar o metrô que, agora, eu encontro várias opções. Várias, […]

Leia mais



TAGS:








NÃO PERCA AS NOVIDADES, CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER!