22 junho, 2016

HAMBÚRGUER VEGETARIANO DO BIG KAHUNA

Já adianto: não sou fã do Tarantino. Não assisti Pulp Fiction e nem pretendo. Mas preciso admitir que o hambúrguer vegetariano do Big Kahuna, hamburgueria inspirada no diretor, é delicioso. Para mim, toda decoração, apesar de linda, não fez muito sentido. O hambúrguer, porém, ganhou o primeiro lugar dos vegetarianos que provei por aí.

 

Com um hambúrguer feito com mix cogumelos, queijo brie, tomate caqui, alface, maionese da casa e pão australiano, o Jack Rabbits Slim’s conquistou meu coração e paladar. Em hamburguerias assim, eu não costumo comer o lanche inteiro, simplesmente porque não aguento. São grandes demais! Só que esse era tão gostoso que fiz questão de raspar o prato.

HAMBÚRGUER VEGETARIANO DO BIG KAHUNA - COGUMELOS

HAMBÚRGUER VEGETARIANO DO BIG KAHUNA - COGUMELOS

O hambúrguer é molinho, algo que, normalmente, me incomodaria, mas o conjunto fez essa característica ser quase irrelevante. Além disso, ele não derrete na boca, parecendo uma papinha, diferente de alguns que já provei. O pão é o mesmo que o do Outback, sabem? E eu achei isso sensacional. Queijo brie é o meu preferido de todos e a maionese dá o sabor que o lanche precisa. Sem ela, talvez, não fosse tão equilibrado. Eu ainda pedi o meu com cebola crispy, mas de crispy ela não tinha nada! A intenção era melhorar a textura caso o hambúrguer fosse mole demais, mas acabou que a cebola só acrescentou sabor – e óleo. Na próxima arrisco pimenta jalapeño!

 

CONTINUE LENDO ♥

HAMBÚRGUER VEGETARIANO DO BID KAHUNA - COGUMELOS

Já adianto: não sou fã do Tarantino. Não assisti Pulp Fiction e nem pretendo. Mas preciso admitir que o hambúrguer vegetariano do Big Kahuna, hamburgueria inspirada no diretor, é delicioso. Para mim, toda decoração, apesar de linda, não fez muito sentido. O hambúrguer, porém, ganhou o primeiro lugar dos vegetarianos que provei por aí.   […]

Leia mais



TAGS:






15 abril, 2016

Se você pudesse mudar o destino de alguém, você o faria? Se estivesse em suas mãos a escolha de diminuir muito sofrimento, você seguiria em frente? Se existisse a possibilidade de não gastar um centavo para ter ao seu lado alguém que te ame incondicionalmente, você aceitaria? A partir do momento em que você adota um animal, você está respondendo sim para todas essas perguntas.

adote, não compre - caneca personalizada - animal

Basta olhar alguns dados para entender porque adotar, além de um ato de amor, é tão importante. São cerca de 30 milhões de animais abandonados no Brasil. Sim, milhões. Imagine os habitantes das cidades de São Paulo, do Rio de Janeiro, Salvador e Santa Catarina no mesmo lugar. Pois é esse, aproximadamente, o número de animais em abrigos ou na rua. Em cidades grandes, para cada habitante, há um cachorro abandonado (é só olhar para as esquinas enquanto anda!) e em lugares menores essa estatística torna-se ainda mais preocupante. Com tantos casos assustadores de maus tratos e tanto abandono, precisamos nos questionar se está certo olhar para esses animais como uma mercadoria.

 

Vem ver como eu me virei sem comer carne nos EUA! :)

 

Em sites que comercializam animais, me deparei com anúncios semelhantes a esses: compre e ganhe a primeira consulta como cortesia, além de 10% de desconto em toda loja. Nós oferecemos contrato de venda e garantia do produto. Entregamos na sua casa mediante uma taxa e parcelamos em 12x. Não soa estranho? Quando olho para os meus bichinhos, não consigo imaginá-los na OLX com essas chamadas! Isso, porém, é mais comum do que imaginamos. Nós interiorizamos essa cultura de comprar e vender um animal sem enxergar os problemas que podem surgir disto.

 

Cria-se uma Indústria de Filhotes, onde abusos e crueldade ocorrem a toda instante. Pense: o que acontece com animais que nascem com problemas? Para onde vão os cachorrinhos velhos que não podem procriar ou os que cresceram e deixaram de ser filhotes atrativos? Se o animal é um produto de venda, vale tudo para ter lucro. O que nos leva aos abrigos, onde a felicidade dos animais é ilusão. Falta alimento, saúde, bem estar, proteção, carinho, dignidade e direitos – porque, sim, animais têm direitos! E, lá, onde eles não tem valor, a crueldade e negligência triplicam-se.

adote, não compre - animais para adoção

Esses são o Yuri, a Charlotte, a Voss e a Cherie, alguns dos bichinhos para adoção no Adote Um Focinho e no Adote um gatinho!

 

Comprar um animal não é errado, nós vivemos em uma sociedade que legitima e aceita esse comportamento. Você, provavelmente, amará o seu bichinho e dará uma vida boa a ele. Eu não duvido! Também sei que muitas pessoas que compram animais são bem intencionadas e querem realmente um amigo, mas falta informação. Sendo assim, nesse contexto, devemos levantar questionamentos e ter em mente que o que acontece não é o ideal. Só assim criaremos uma consciência coletiva e mudaremos essa realidade.

 

Tem vontade de se tornar vegetariano? Vem que eu te ajudo!

 

A Sofia Sterzi, fundadora da loja CanecaPet, complementa esse pensamento: “entendo que o mundo da cinofilia seja complexo e muitas pessoas querem ter uma determinada raça; isso não é errado! Mas a adoção deveria ao menos ser considerada quando se está prestes a adquirir um animal. Um cachorro sem raça definida, principalmente descendente de cães de rua, no geral, tem a saúde melhor do que um cão de raça, pois seus genes resistiram a muitas intempéries. Além disso, se não se quer uma determinada raça por nenhuma razão específica, por que não adotar? Existem inúmeros cachorros prontos para adoção, castrados, vermifugados, dispostos a dar amor e carinho (para quem tem consciência de onde está se metendo, hehe), basta estendermos a mão”. E, você, vai estender a mão para quem?

 

CONTINUE LENDO PARA CONHECER HISTÓRIAS DE ADOÇÃO E MUITO AMOR (TAMBÉM TEM UMA SURPRESA!) ♥

ANIMAIS PARA ADOÇÃO

Se você pudesse mudar o destino de alguém, você o faria? Se estivesse em suas mãos a escolha de diminuir muito sofrimento, você seguiria em frente? Se existisse a possibilidade de não gastar um centavo para ter ao seu lado alguém que te ame incondicionalmente, você aceitaria? A partir do momento em que você adota […]

Leia mais



TAGS:






1 abril, 2016

Quando assisti Prison Break pela primeira vez em 2012, foi amor ao primeiro play. Devorei os DVD’s das quatro temporadas em menos de um mês e quando os créditos do último episódio apareceram, eu coloquei tudo para rodar outra vez. Exatamente. Eu assisti à série inteira e quando terminei, comecei a ver novamente. Sem pausa. Porque, olha, não há palavras para descrever o meu amor por Prison Break.

Motivos para assistir Prison Break

E adivinhem o que estou fazendo agora? Sim, vendo pela terceira vez. Ah, Luana, mas não cansa? Você sabe toda a história! Acreditem, o suspense, a tensão e todas as emoções que cada minuto da série provocam continuam iguais à primeira vez que eu me deparei com Michael Scofield. 

 

Não vou me ater à fotografia, figurino, cenário e coisas assim para fazer essa lista. Afinal, existem muitos motivos pelos quais eu poderia tentar te convencer a assistir Prison Break (sério!), mas vou listar só alguns por aqui, os quais me fazem toda noite antes de dormir devorar a série pela 3º vez. 

Motivos para assistir Prison Break - Michael

1 – O gênio

Expressão de bad boy, cérebro de gênio, coração de mocinho. E, na vida real, é gay! Ai, homem maravilhoso. O personagem de Wentwhort Miller é sensacional. Muito bem pensado e muito bem executado. Suas ações nunca são previsíveis e ele tem a mesma expressão misteriosa as quatro temporadas exceto quando algo muito ruim acontece ou quando a Sara entra na jogada. Não dá para se cansar de Michael Scofield.

Motivos para assistir Prison Break - Sara e Michael

2 – Sara e Michael, melhor casal

Rita e Dexter que me desculpem, mas Sara e Michael têm o meu coração. O casal funcionou muito, muito mesmo! Não é clichê, não é meloso demais e não é sem sal. É perfeito. Você fica torcendo para que o primeiro beijo aconteça por vários episódios, até que ele acontece e você pensa: agora vai! Não. Você espera outros vários episódios até que eles se encontrem outra vez. Então, acontece e seu coração se derrete. Porque eles funcionam juntos. O romance é construindo, literalmente, aos poucos, mas ganha uma força tão grande até o final da série que torna-se impossível imaginar Michael sem Sara ou vice-versa.

CONTINUE LENDO ♥

Prison break saison 1

Quando assisti Prison Break pela primeira vez em 2012, foi amor ao primeiro play. Devorei os DVD’s das quatro temporadas em menos de um mês e quando os créditos do último episódio apareceram, eu coloquei tudo para rodar outra vez. Exatamente. Eu assisti à série inteira e quando terminei, comecei a ver novamente. Sem pausa. […]

Leia mais



TAGS:










Veja o que acontece por aí