12 Janeiro, 2018

2017 não foi o ano dos livros, eu diria. Com foco 100% em dois TCCs (e ser aprovada em todas as matérias), fiquei distante das leituras por prazer. Minha estante ganhou algumas aquisições, mas nada comparada às minhas metas de 2012 ou 2013, quando eu lia entre 12 e 20 livros por ano.

 

2018 será diferente, eu espero. Sigo uma amante dos bons livros e, agora, mais do que nunca, interessada em outros gêneros, como sobre desenvolvimento pessoal, alimentação e espiritualidade. Esse post, então, é a minha wishlist literária para este novo ano, com alguns títulos que eu espero que também entrem na listinha de vocês ❤📚

 

Dividi a wishlist literária em três: desenvolvimento pessoal, veganismo e alimentação e histórias para 2018. São livros que eu namoro há um tempo ou descobri recentemente e despertaram meu interesse. Não esqueçam de me contar se vocês já leram algum desses!

 

Wishlist literária para 2018 📚

Fique Rica Sem Culpa, Justine Trueman: indicação da Fran Guarnieri, imagino que esse livro será o meu começo nesse universo de finanças. Ele está fora de linha, infelizmente, mas você pode encontrá-lo em sebos e na Estante Virtual.

 

O livro divide-se em duas partes – ‘O dinheiro e a mente’ e ‘Assumindo o controle’. Nele, a autora ajudará a leitora a aperfeiçoar seu relacionamento com o dinheiro, para que – fique menos estressada; melhore sua qualidade de vida; sinta-se no controle de suas finanças; pare de discutir sobre dinheiro com seu companheiro(a); reconheça os obstáculos psicológicos que a estão impedindo de alcançar suas metas financeiras; entenda os princípios-chave envolvidos na construção de um patrimônio.

 

O Poder do Hábito, Charles Duhigg: esse é um livro que namoro há um tempo, mas o preço sempre me fez procurar outras opções (aliás, está em promoção na Saraiva!). Conheço pessoas que afirmam que ele é incrível para quem deseja se livrar dos hábitos velhos e negativos, criando novos mais saudáveis.

 

Este livro é um verdadeiro e profundo estudo dos hábitos. Porém, além de mostrar como eles funcionam, o autor também consegue explicar como eles podem ser transformados. E cá entre nós, ter o controle total das ações, sejam costumes ou não, facilita diversos aspectos da vida.

Conseguir mudar o hábito de pegar o elevador pelo hábito de subir lances de escada e fazer mais exercícios, pode influenciar a sua saúde futura. Fora a saúde, com pequenas mudanças de hábito, esse livro mostra que é possível ter resultados positivos na sua produtividade, na estabilidade financeira e até mesmo na sua felicidade.

 

Morando Sozinha, Fran Guarnieri: o livro da Fran está na minha wishlist desde que foi lançado, mas decidi economizar esse dinheiro até o momento em que de fato fosse pensar em morar sozinha. Chegou a hora!

 

“No dia em que eu saí de casa o meu pai me disse: ‘Filha, você tem dinheiro?'” Morar sozinha pode ser incrível. Mas para ter uma vida independente é preciso se planejar também. Em Morando Sozinha, a blogueira Fran Guarnieri ensina o passo a passo para ser feliz e não depender mais de ninguém, contando suas histórias engraçadas e inusitadas desde que decidiu sair de casa, aos dezoito anos. Saiba aqui como desde escolher o melhor lugar para morar até a como resolver problemas do cotidiano. Trocar o botijão de gás a cada século ou ir à padaria para comprar só um pãozinho pode ser divertido e inesquecível!

 

O Poder do Agora, Eckhart Tolle: indicação da maravilhosa Juliana Goes, esse livro parte mais para o lado da espiritualidade, ponto que quero trabalhar mais em 2018 para estar sempre presente, em contato com a minha essência e propósito 💫

 

Combinando conceitos do cristianismo, do budismo, do hinduísmo, do taoismo e de outras tradições espirituais, Tolle elaborou um guia de grande eficiência para a descoberta do nosso potencial interior. Este livro é um manual prático que nos ensina a tomar consciência dos pensamentos e emoções que nos impedem de vivenciar plenamente a alegria e a paz que estão dentro de nós mesmos.

 

Solução Gradual, Carl Honoré: Carl foi um dos meus entrevistados para o TCC de Jornalismo e, desde então, fiquei encantada pelas suas ideias. De novo, o preço foi uma barreira na hora de levar um de seus livros para casa, mas desse ano não passa!

 

A busca por soluções rápidas tornou-se o padrão da nossa cultura apressada de hoje. Quando o assunto é “resolver problemas”, em qualquer esfera de nossas vidas, todos queremos obter vitórias épicas de uma tacada só, e cada resultado instantâneo nos sussurra sempre a mesma promessa sedutora: retorno máximo, esforço mínimo. Mas será que as soluções rápidas estão nos fazendo mais felizes, saudáveis e produtivos? Estão ajudando a resolver os desafios enfrentados pela humanidade atualmente? Em Solução Gradual, oferece um modelo eficaz para lidar com todos os tipos de problema – de negócio e política a saúde e relacionamentos – e fornece ideias brilhantes sobre como podemos resolvê-los, trabalhar melhor e viver bem.

 

O Dilema do Onívoro, Michael Pollan: já li outro livro do Pollan, mas adoraria incluir sua obra mais conhecida na minha estante.

 

As prateleiras de um supermercado são o ponto de partida escolhido pelo escritor e jornalista americano Michael Pollan para a viagem de investigação empreendida em ‘O dilema do onívoro’. O leitor é convidado a perfazer o caminho inverso – reconstituindo o trajeto dos alimentos, desde o prato à nossa mesa até a sua origem derradeira – o solo. Quanto mais longo e intrincado é o percurso que liga as duas pontas dessa cadeia altamente industrializada, argumenta o autor, mais ignorantes nós nos tornamos a respeito do que, em última análise, estamos comendo. Afinal, que mistérios estão por trás de um simples item de um cardápio de fast-food?

 

50 Doces Veganos, Katia Cardoso: preciso dizer alguma coisa? Queria saber fazer mais do que apenas um bolo de maçã e pavê de amendoim.

 

São barrinhas e smoothies para o café da manhã, biscoitinhos e cookies para o lanche da tarde, pavês e sorvetes para a sobremesa do dia a dia, além de lindos bolos para ocasiões especiais. Inspirada em suas memórias de infância e nos doces que a vida lhe foi servindo, Katia adaptou receitas tradicionais e contemporâneas para criar delícias sem ingredientes de origem animal. Assim, suas receitas são também ideais para quem precisa retirar a lactose e o ovo do cardápio. Para agradar todas as tribos, há também diversas receitas sem glúten, tudo sem abrir mão do sabor e da textura. Bom apetite!

 

A Política Sexual da Carne, Carol J. Adams: um livro que discute a relação entre feminismo e veganismo, é impossível não querer devorar. Também está fora de linha, mas conseguimos encontrá-lo na Estante Virtual e outros sites por aí. Porque a dominância masculina e o carnivorismo tem muito a ver, sim.

 

Este livro traz o texto de uma das referências teóricas para a compreensão e o estudo das influências de uma sociedade patriarcal nos hábitos alimentares e na relação de seus membros com as mulheres e os animais. A tese defende que a matança de animais e a violência contra a mulher estão intrinsecamente ligadas.

 

CONTINUE LENDO ♥

WISHLIST LITERÁRIA - EVOLUÇÃO E DESENVOLVIMENTO PESSOAL

2017 não foi o ano dos livros, eu diria. Com foco 100% em dois TCCs (e ser aprovada em todas as matérias), fiquei distante das leituras por prazer. Minha estante ganhou algumas aquisições, mas nada comparada às minhas metas de 2012 ou 2013, quando eu lia entre 12 e 20 livros por ano.   2018 […]

Leia mais



TAGS:






30 dezembro, 2017

2017 não foi um ano fácil. Academicamente, amorosamente, profissionalmente, pessoalmente e todas as outras áreas que terminam com mente. E, na verdade, quando é? De qualquer maneira, assim como ao fim de 2016, quando reuni 50 momentos incríveis que fizeram aquele ano ter o seu valor, decidi listar, desta vez, acontecimentos sobre o veganismo em 2017 que nos deixaram um pouco mais esperançosos.

VEGANISMO EM 2017

Desde que fiz a transição, lá em julho de 2016, muita coisa mudou. Eu compreendi como o meu propósito tem a ver com essa compaixão pelos animais. Afinal, não é à toa que marquei meu corpo com um until all are free. O veganismo me fez enxergar tudo por uma perspectiva diferente e me (re)descobrir uma pessoa capaz de mudar hábitos, impactar positivamente e lutar pelos meus ideais – e pelos direitos daqueles que não têm voz.

 

Por isso, por mais que às vezes seja doloroso olhar ao seu redor e enxergar tanta crueldade ou perceber que aqueles que você ama simplesmente não ligam para essa injustiça, alguns momentos são gloriosos. O veganismo em 2017 teve pequenas e grandes conquistas, que valem ser relembradas e comemoradas.

 

Seguimos juntos até que todos sejam livres 🐷🐝🐑🐰🐔🐴🐄🐘

 

O veganismo em 2017 ❤

VEGANISMO EM 2017 - NOTÍCIAS BOAS

Não está em ordem cronológica, mas eu espero que essas notícias aqueçam seu ❤ nesse fim de ano, que te ajudem a enxergar os animais com outros olhos ou te mostrem que ainda há razões para acreditar.

 

Deputados de SP tornam lei a Segunda Sem Carne e, se sancionada pelo Alckmin, escolas da rede pública e estabelecimentos que fornecem refeições aos órgãos públicos ficam proibidos de fornecer carnes e derivados às segundas feiras.

 

Rio de Janeiro proíbe testes em animais para cosméticos e produtos de higiene pessoal. Falta o Brasil todo agora, viu!

 

➳ A Suíça também promulgou uma lei semelhante, mas que proíbe a venda de cosméticos testados em animais em todo o país, uhul.

 

A Croácia fechou as suas fazendas de pele.

 

Uma fazenda de cabras nos EUA vira santuário, pois proprietária percebeu que não havia nenhuma maneira correta de fazer uma coisa errada. 

 

➳ Outro fazendeiro, na Inglaterra, abandonou a pecuária e doou seu rebanho para um santuário animal.

 

➳ Taiwan foi o primeiro país asiático a sancionar lei que proíbe o consumo de cães e gatos 🐶

 

➳ Gleice, conhecida por conquistar seu público aos gritos, só vende pastel de soja em Salvador. A gritadeira ainda diz: quer comer carne, vá comer na sua casa. Mandou bem!

 

➳ Empresa de ovos Cal-Maine Foods registrou pior crise de vendas em dez anos. O suposto motivo? As alternativas veganas. Então, que tal parar de explorar as galinhas e investir nesse mercado, benzinho?

 

➳ Tilikum, orca do Sea World, faleceu este ano, mas, por outro lado, a Rússia proibiu a exploração de golfinhos em zoos e shows itinerantes.

 

➳ O Rock In Rio anunciou que teria comida vegana durante todo festival.

 

➳ E, agora, temos um site que é como um guia vegano na Disney.

 

Vancouver proibiu a venda de cachorros, gatos e coelhos em lojas de animais locais. Porque adotar (e salvar) uma vida é bem melhor do que comprar, convenhamos.

 

➳ As pessoas estão começando a entender que animais não são entretenimento e um museu em Nova York retirou as obras de uma exposição que foram realizadas através de maus tratos.

 

➳ Cerca de 60% dos brasileiros diminuíram o consumo de carne após a Operação Carne Fraca!

 

O veganismo cresceu 600% em três anos nos EUA.

 

➳ Trinta mil pessoas foram às ruas em Tel Aviv e fizeram a maior marcha pelos direitos dos animais da história.

 

➳ No Brasil, em celebração ao Dia Internacional dos Direitos Animais, a Animal Equality realizou uma manifestação linda em São Paulo.

 

➳ Leite de amêndoas, além de delicioso, tem reduzido o número de vacas exploradas na Califórnia.

 

➳ Nós ganhamos Okja e What The Health para mandar para os amiguinhos abrirem os olhos.

 

➳ Em Natal, a câmara aprovou uma lei que proíbe circulação de veículos de tração animal.

 

Coisas ruins aconteceram também, mas acho que não cabe listá-las aqui. Vamos focar um pouquinho nas partes boas e esperar que, em 2018, o veganismo continue se espalhando e colecionando notícias maravilhosas sobre libertação animal ❤

 

❤ Outros posts que você pode gostar ❤

 

Doar sangue pela primeira vez, como funciona?

➳ O que eu comi hoje? (Vegano)

#BelezaVegana: marcas de maquiagem veganas (100%)

Famílias veganas para acompanhar

Sorvete vegano em uma nuvem de algodão doce

Como saber se um produto é vegano?

➳ Lugares veganos para visitar em SP

➳ Consumo consciente de acessórios + sorteio

 

Vem passear na categoria vida verde ou na tag alimentação vegana 🐷

Também estou aqui: 

Instagram l Facebook l Twitter l Pinterest l Youtube

2017 não foi um ano fácil. Academicamente, amorosamente, profissionalmente, pessoalmente e todas as outras áreas que terminam com mente. E, na verdade, quando é? De qualquer maneira, assim como ao fim de 2016, quando reuni 50 momentos incríveis que fizeram aquele ano ter o seu valor, decidi listar, desta vez, acontecimentos sobre o veganismo em 2017 que […]

Leia mais



TAGS:










Veja o que acontece por aí