Arquivos maquiagem natural – Entre Anas


5 Janeiro, 2018

Mais um post do quadro Beleza Vegana com um guia para comprar ou substituir um cosmético ou maquiagem. O primeiro foi o em busca de um corretivo vegano, o que me rendeu experimentar o corretivo da Dona Orgânica e contar tudo para vocês em um vídeo e post bem explicadinho. Chegou a vez do rímel vegano, um item de maquiagem tão essencial para mim.

rímel vegano - marcas e valores

O rímel que eu uso já é vegano, é o Super Lashes da Vult, que custa cerca de R$35 e tem 12 gramas. Atenção: é o rímel da embalagem azul, pois o rosa não é vegano. Ele durou uns seis meses e eu adorei. É aquela velha história do rímel que no começo não tem muita graça, mas conforme você vai usando e ele envelhecendo, o negócio fica potente. Ele não é exatamente à prova d’água, mas, no geral, tem uma boa duração.

 

Infelizmente, como tudo que é bom tem um fim, chegou a voz de substitui-lo. Para me guiar, listei nesse post 15 opções de rímel vegano para escolher o meu próximo queridinho. Se você usou algum desses, não esquece de compartilhar a sua experiência nos comentários.

 

Em busca de um rímel vegano, 15 opções

Na foto são 14, porque o da UneVie não tinha fundo branco, então, por questões estéticas, ficou fora da foto 😜

 

Vynama – Rímel Preto – R$53,25 – 9g

Preço por grama: R$5,92

 

e.l.fWaterproof Lengthening & Volumizing Mascara – US$3 – 8g

Preço por grama: US$0,38

 

Herbia – Rímel Preto – R$69 – 7g

Preço por grama: R$9,86

 

Baims – Máscara All In One – R$79 – 7ml

Preço por grama: R$11,29

 

Cativa – Rímel Preto – R$51 – 8ml

Preço por grama: R$6,38

 

Bioart – Máscara de Cílios Bionutritiva – R$48,80 – 4g

Preço por grama: R$12,2

 

Pelo que vi por aí, esse rímel não é para quem gosta de cílios volumosos, bem pretos e chamativos – no caso, euzinha. Ele entrou na lista por ter uma proposta diferente de tratamento. É pra quem gosta de um efeito bem natural.

 

CONTINUE LENDO ♥

RÍMEL VEGANO - MARCAS E PREÇOS

Mais um post do quadro Beleza Vegana com um guia para comprar ou substituir um cosmético ou maquiagem. O primeiro foi o em busca de um corretivo vegano, o que me rendeu experimentar o corretivo da Dona Orgânica e contar tudo para vocês em um vídeo e post bem explicadinho. Chegou a vez do rímel […]

Leia mais



TAGS:






28 dezembro, 2017

Lembram quando eu fiz um post em busca de um corretivo vegano? Pois bem. Eu acabei comprando o corretivo Dona Orgânica e, após cerca de três meses de uso, estou aqui para contar as minhas impressões. Decidi fazer em vídeo já que a maioria das resenhas que temos por aqui são em texto – como, por exemplo, sobre shampoos da phytoervas, um sabonete vegano para o rostodesodorante sem alumínio. Me contem se gostaram desse formato, sim?

 

No vídeo, eu comento sobre a embalagem, cobertura, textura, duração, benefícios e mostro a aplicação. Por aqui, vou me ater a uma análise dos ingredientes, algumas fotos da aplicação e esquematizar os pontos positivos e negativos.

 

Ah, antes de dar o play, quero lembrar que está rolando sorteio na fanpage em parceria com uma marca de acessórios conscientes. Para participar, clica aqui! Pronto, agora, vamos ao vídeo.

 

 

Corretivo Dona Orgânica: análise dos ingredientes

 

Ingredientes: Salvia Sclarea (clary) flower/leaf/stem water, Titanium Dioxide, Glyceryl Oleate Citrate, Propanediol, Silica, Coco-Caprylate/caprate, Olive oil Decyl Esters, Cetearyl Alcohol, Glyceryl Stearate, Lauryl Olivate, Iron Oxides, Potassium Palmitoyl Hydrolyzed Wheat Protein, Caprylic/Capric Triglyceride, Tocopherol, Galactoarabinan, Benzyl Alcohol, Squalene, Microcrystalline Cellulose, Cellulose Gum, Cocos Nucifera (coconut) oil, Orbignya Oleifera (babassu) seed oil, Dehydroacetic acid, Limonene, Cellulose, Citronellol, Geraniol. 

 

Lembrando que eu não sou especialista em ingredientes de cosméticos. Minha análise é superficial, de alguém preocupada em saber o que está colocando na pele. Quem vai me ajudar nessa é o site EWG, Environmental Working Group.

 

➵ Ingredientes seguros: Salvia Sclarea, Glyceryl Oleate Citrate, Propanediol, Silica, Coco-Caprylate/caprate, Olive oil Decyl Esters, Cetearyl Alcohol, Glyceryl Stearate, Iron Oxides, Potassium Palmitoyl Hydrolyzed Wheat Protein, Caprylic/Capric Triglyceride, Tocopherol, Galactoarabinan, Squalene, Microcrystalline Cellulose, Cellulose Gum, Cocos Nucifera (coconut) oil, Orbignya Oleifera (babassu) seed oil, Cellulose.

➵ Ingredientes com risco moderado: Titanium Dioxide, Benzyl Alcohol, Limonene, Citronellol.

➵ Ingredientes com alto risco: Geraniol. 

➵ Ingredientes não encontrados: Lauryl Olivate. 

➵ TOTAL: 19 ingredientes seguros (76%), 4 com risco moderado (16%) e 1 com risco alto (4%). É uma boa média, certo?

 

CONTINUE LENDO ♥

CORRETIVO DONA ORGÂNICA

Lembram quando eu fiz um post em busca de um corretivo vegano? Pois bem. Eu acabei comprando o corretivo Dona Orgânica e, após cerca de três meses de uso, estou aqui para contar as minhas impressões. Decidi fazer em vídeo já que a maioria das resenhas que temos por aqui são em texto – como, por […]

Leia mais



TAGS:






28 agosto, 2017

Nessa transição para o veganismo, eu estou substituindo minhas maquiagens aos poucos. Um produto antigo acaba, eu tento ao máximo substituí-lo por um novo que seja vegano ou, ao menos, cruelty free. E assim foi com o meu corretivo. Disse adeus ao Studio Finish da M.A.C. e olá para o corretivo Maracuja Creaseless da Tarte há um tempo atrás. 

 

A marca se diz eco-friendly, usa ativos naturais e tem vários produtos que são livres de ingredientes de origem animal. Eu uso bem pouquinho desse corretivo porque ele rende bastante e tem uma cobertura boa, eu diria predominantemente média sem construir camadas. Não é como um Studio Fix, mas consegue dar um jeito nas olheiras de cansaço.

CORRETIVO VEGANO - TARTE

Ele é bem hidratante, por isso pode acumular para quem tem as linhas finas marcadas abaixo dos olhos. Comigo, dependia do dia. Se eu aplicava com bastante carinho e fixava com o pó, ele ficava quietinho. Se eu passava correndo às 6h da manhã e pincelava o pó por cima, ele tendia a acumular. Sempre apliquei com os dedos, pois com essa característica hidratante ele costumava a grudar muito no pincel. 

 

Usei ele por mais de um ano e, agora, está chegando o momento de, com dor no coração, encontrar um substituto. Pena que aqui no Brasil você só o encontra no mercado livre por mais de R$150, sendo que eu paguei nem metade disso na época. É incabível para mim pagar mais de R$100 em um corretivo, sorry.

 

Mas, calma aí, esse post não é uma resenha. Caso você queria um post mais detalhado, com análise dos ingredientes, textura, aplicação, entre outros detalhes, me diga nos comentários, tudo bem? Aqui, nós estamos em busca de um novo corretivo vegano.

 

Eu ainda tenho muitos problemas com marcas. Não sei ler a lista de ingredientes, quais são cruelty free de cabeça, se já houve alguma polêmica ou em quem posso confiar. Isso é um problema para os fiscais da militância alheia, porque vira e mexe eu compro algo pensando que, sim, é vegano, mas, na verdade, a marca foi comprada por outra que faz tal coisa e não respondeu tal e-mail e por aí vai a novela.

 

Por isso, decidi fazer esses posts para me guiar na hora de comprar algo novo. Assim, eu tenho um meio de pesquisar com calma os produtos e posso ajudar quem está no mesmo barco. Dessa forma, todo mundo faz escolhas mais conscientes.

 

Provavelmente, alguns dos corretivos citados serão de empresas que já comentei por aqui no Entre Anas, como no post em que listei marcas 100% veganas de maquiagem. Se você estiver procurando um outro produto, pode ir lá conferir também!

 

Vamos, então, a lista dos candidatos a próximo corretivo da Luana e, quem sabe, o seu?  

 

CONTINUE LENDO ♥

Nessa transição para o veganismo, eu estou substituindo minhas maquiagens aos poucos. Um produto antigo acaba, eu tento ao máximo substituí-lo por um novo que seja vegano ou, ao menos, cruelty free. E assim foi com o meu corretivo. Disse adeus ao Studio Finish da M.A.C. e olá para o corretivo Maracuja Creaseless da Tarte […]

Leia mais



TAGS:








Veja o que acontece por aí