2 março, 2017

Não sou uma pessoa do carnaval. Não gosto de multidões bêbadas, gritando e poluindo o ar, a rua, o mar com seus quilos de glitter. Até aprecio uma boa fantasia, mas longe de mim ser amassada, assediada e passar calor em bloquinhos em que mal consigo ouvir as músicas. Tudo isso para dizer que, na semana do carnaval, eu tento ao máximo me afastar das concentrações de folia. Como uma das minhas metas para 2017 é viajar o máximo que der, eu e minha namorada decidimos passar um dia em Campos do Jordão, nada a ver com carnaval, São Paulo, calor, bloquinhos, amém. E, sim, muito chocolate (que me frustrou, mas daqui a pouco explico o porquê), casas fofinhas e flores.

UM DIA EM CAMPOS DO JORDÃO - ENTRADA

Nós fomos com a Alternativo, uma agência de viagem independente. Não pesquisei outras, porque uma das minhas amigas do técnico (já contei como é ser vegana cursando nutrição aqui!) foi na mesma mini viagem e adorou. Confiei na experiência dela e fechei para o dia 25 de fevereiro. O valor total foi 125 para cada, com ida e volta, passeios e almoço. Mas pelo que olhei por cima, os valores são todos parecidos nesses bate e volta para Campos.

 

Gostei muito da Alternativo, eles são super pontuais e atenciosos. Chegamos atrasados graças ao carnaval (pois é), mas o restante deu tudo certo. Eles combinaram de sair 6h30 da Barra Funda e 6h31 nós estávamos saindo. Teve sorteios no decorrer do dia, o Nathan, nosso guia, era ótimo, eles tentaram resolver os problemas que apareceram prontamente e não tiravam o sorriso do rosto. Ah, uma coisa  importante é que eu me senti bem segura no ônibus, algo que, normalmente, não acontece, já que tenho pavor de estrada. O motorista contratado, porém, era cuidadoso, não correu, não fez coisas loucas e eu consegui dormir 80% do caminho, de quase 3h30. Recomendo.

 

Manhã na Suíça Brasileira

 

Nossa primeira parada foi na Ducha de Prata, um dos pontos turísticos mais conhecidos. São algumas duchas artificiais no meio da natureza, com águas do represamento Ribeirão das Perdizes. Normalmente, se pode tomar um banho nas plataformas de madeira, mas no dia em que fomos essa parte estava em reforma, além do frio, vamos combinar. É um lugar bem gostoso para ouvir o barulhinho da água, sentir o cheiro da natureza e tirar uma fotos.

UM DIA EM CAMPOS DO JORDÃO - DUCHA DE PRATA 3 UM DIA EM CAMPOS DO JORDÃO - DUCHA DE PRATA 4 UM DIA EM CAMPOS DO JORDÃO - DUCHA DE PRATA 2 UM DIA EM CAMPOS DO JORDÃO - DUCHA DE PRATA

Dica: o banheiro do estacionamento é pago, enquanto um atrás das lojinhas é gratuito. Essas lojinhas também costumam ser mais caras que as do centro, pois isso espere um pouquinho antes de levar um souvenir para casa.

 

Subindo e descendo da Ducha de Prata, passamos pelo Alto das Mansões, bairros distantes e cheios de casas luxuosas. Tem casa de 10 milhões de reais, da Christiane Torloni com uma mini mansão para o cachorro e até do Bispo Edir Macedo. É lindo de ser, assustador de se pensar o quando algumas pessoas tem muito, mas muito dinheiro.

 

CONTINUE LENDO ♥

UM DIA EM CAMPOS DO JORDÃO - TRILHOS

Não sou uma pessoa do carnaval. Não gosto de multidões bêbadas, gritando e poluindo o ar, a rua, o mar com seus quilos de glitter. Até aprecio uma boa fantasia, mas longe de mim ser amassada, assediada e passar calor em bloquinhos em que mal consigo ouvir as músicas. Tudo isso para dizer que, na […]

Leia mais



TAGS:






9 novembro, 2016

Clarinha, eu te amo, mas eu também amo o verão e vou defendê-lo! 🌻☀️ Lá no DeClara, ela fez um post com 15 “ótimas” (entre aspas mesmo!) razões para odiar o verão e, por mais que, todas sejam de certa forma legítimas, essa estação tem mais, bem mais, pontos positivos do que negativos. Então, cá estou eu, para participar da blogagem coletiva do Blogueiras – Inspiração & Interação, contrapor a Clarinha e trazer mais gente para o time do calor. Como diria Toy Bolton: What time is it? Summertime! (eu sei que você continuou cantando!)

motivos_para_amar_o_verão

1 – Manhãs mais bem humoradas.

Ninguém merece acordar e ter que sair debaixo das cobertas quando se está um frio de 8 ºC. No calor, isso não acontece! Você quer levantar da cama e ser produtivo, porque o dia está lindo, os passarinhos estão cantando e não parece que é 18h o dia inteiro. O banho é uma delícia, não um sofrimento. A privada não está gelada, você consegue fazer seu ritual de beleza sem congelar as mãos e abrir a janela é algo prazeroso. E não me venha com mas dormir é muito difícil no calor! É só você abrir mão desse seu edredom, comprar um ventiladorzinho pequeno e dormir de calcinha, olha que liberdade.

 

2 – Vestidos, muitos vestidos.

Eu poderia usar vestidos o ano inteiro, ter um guarda roupa só com vestidos de vários tipos. Sem meias calças que rasgam depois de duas horas, casacos que eu preciso tirar cada vez que entro em um lugar fechado e botas que me deixam com chulé. Amo a sensação de perninhas de fora e rasteirinha nos dedos. E isso vale para saias também!

motivos_para_amar_o_verão

3 – Sobremesas e bebidas geladas.

Tem coisa mais gostosa do que sorvete no verão? Ou água de coco? Ou só um copo de água beeeem geladinho, suando? Até o café fica incrível gelado!

 

4 – Natureza.

Parque, praia, pracinhas, andar de bicicleta, qualquer coisa ao ar livre. O verde combina muito mais com o verão, sorry! Antes estar rodeada de árvores do que lojas.

 

5 – Férias.

Verão normalmente significa: férias! E tem coisa mais feliz do que isso?

 

6 – O céu.

Sério, quando você estiver reclamando dos quase 30 ºC pare um pouquinho e olhe para cima. O céu fica mais azul e as nuvens parecem dançar, é lindo.

 

CONTINUE LENDO ♥

25523

Clarinha, eu te amo, mas eu também amo o verão e vou defendê-lo! 🌻☀️ Lá no DeClara, ela fez um post com 15 “ótimas” (entre aspas mesmo!) razões para odiar o verão e, por mais que, todas sejam de certa forma legítimas, essa estação tem mais, bem mais, pontos positivos do que negativos. Então, cá estou eu, […]

Leia mais



TAGS:






4 novembro, 2016

Devo admitir que não sou a maior fã de São Paulo, mas ô cidade boa para quem é vegano! É claro, não é como se toda esquina tivesse pão de beijo (versão fofa do pão de queijo com mandioquinha), só que em comparação a outros lugares, São Paulo dá um show um opções vegan friendly. É só descer a Rua Augusta que você irá encontrar: pastel, hot dog, hambúrguer, comida árabe, brigadeiro, bolo, tudo em sua versão sem crueldade. E, agora, ainda em 2016, São Paulo abrigará o primeiro parque vegano do mundo! ✨

parque vegano em São Paulo

A iniciativa foi feita pelo SEBRAE em conjunto com uma arquiteta vegana. O espaço, chamado Vegan Park (dã!), será próximo a uma estação de metrô em uma área “conhecida” da cidade (quais as chances de ser na Zona Leste? 🙏), com mais de 1.400 m² para lojas e cerca de 500 m² para estacionamento próprio. Mas engana-se quem pensou que esse seria como um parque cheio de Food Trucks, nâ na ni na não. O Vegan Park, além das comidinhas e natureza, terá lojas de calçados, vestuário, presentes, cabeleireiros e até um estúdio de tatuagem deve fazer parte do empreendimento.

 

Os idealizadores afirmaram que a ideia é que o local seja mais que um centro comercial, mas, sim, um centro de convivência, de cultura e um ponto de encontro. Ok, definitivamente, esse será o meu ponto de encontro. Para melhorar, o Vegan Park ainda promoverá eventos para propagar a palavra do veganismo (amém) e sessões de cinema ao ar livre. Ai, que amor, mal vejo a hora 💚🌲

 

Ah, e se você é um empreendedor e quer ter um espaço no Vegan Park, é só mandar um e-mail para esse endereço: parkvegan@gmail.com. Nos vemos na abertura?

 

 💚 Outros posts que você pode gostar 💚

 

Desapegando: limpeza no guarda-roupa

Onde encontrar salgadinhos veganos em São Paulo?

Vegetariana nos EUA: avião, café da manhã, Olive Garden e mais

O que aprendemos em Forks Over Knifes

Tour pelo Whole Foods

 

💚 Vem ler sobre veganismo e vegetarianismo ou passear na tag Vida Verde 💚

Vamos falar sobre libertação animal nas redes sociais:

Instagram l Facebook l Twitter l Pinterest l Youtube

1-62

Devo admitir que não sou a maior fã de São Paulo, mas ô cidade boa para quem é vegano! É claro, não é como se toda esquina tivesse pão de beijo (versão fofa do pão de queijo com mandioquinha), só que em comparação a outros lugares, São Paulo dá um show um opções vegan friendly. É […]

Leia mais



TAGS:










Veja o que acontece por aí