DESCOMPLICANDO O VEGANISMO
RECEITAS VEGANAS
Transição para o veganismo


14 fevereiro, 2018

Há um tempo, fiz um post com 10 verdades que ninguém te conta sobre o feminismo. Decidi, então, estender a ideia para o veganismo. Um assunto que, igualmente, é repleto de mitos. Algumas verdades, é claro, doem. Mas antes ter tudo esclarecido e com os devidos pingos nos is que ficar pregando o senso comum por puro comodismo e ignorância.

 

10 verdades sobre o veganismo 🌱

VERDADES SOBRE O VEGANISMO 2

1 ➳ O veganismo não é caro, ele é elitista. Comentei um pouco sobre isso em um post com o vídeo de compras veganas, mas se você quiser entender mais sobre o assunto recomendo fortemente o texto como é ser vegana e favelada.

 

Basicamente, precisamos entender que o veganismo está associado a privilégios sociais e o principal deles é o acesso à informação de qualidade. Agrião, beterraba, pepino e cenoura não são alimentos caros. Mas olhe ao seu redor: famosos vegetarianos, pratos à base de plantas com preços exorbitantes, instagrans de veganos hipsters, hambúrgueres industrializados vegetarianos pelo dobro do preço… Qual é a imagem que se tem do veganismo? É frescura, coisa de gente rica. O veganismo é vendido para elite, mesmo que não seja algo caro em si. 

 

2 ➳ E desse conceito pulamos para a verdade nº 2, nem toda vegana é saudável, magra, esbelta e malhada. É comum pensar que muitos veganos mudam seus hábitos pensando, principalmente, na saúde. E isso inclui acrescentar ao seu armário nutricional yeast, spirulina, maca peruana e outros suplementos verdes e, aparentemente, mágicos. Ah, e acordar às 5h da manhã para correr e fazer yoga. Pena que não é assim que funciona.

 

Tem muito vegano que só come carboidrato (haja batata!), fritura e industrializados. Não bebe nenhum copinho de água por dia e passa longe de salada crua. E nem venha me dizer que um pedaço de bife resolveria o problema, viu? Porque tem muito carnista por aí que acha que está abalando com um prato de arroz, feijão e carne, mas, na real, você está fazendo as escolhas erradas da mesma maneira.

 

Nem toda vegana vai à academia, faz poses de yoga na praia ou bebe suco verde todos os dias. Nem toda vegana é Yasmin Brunet.

 

3 ➳ Assim como nem todo vegana é saudável, se você é vegana apenas por saúde, deixa eu te contar um segredo: você não é vegana. Você só não come alimentos de origem animal, ou seja, é vegetariana estrita. Ponto.

 

O termo veganismo, em primeiro lugar, parte da preocupação com os animais. Depois, vem o meio ambiente, a saúde, o slow fashion, o pequeno empreendedor, o que você quiser. O abate de animais e seu sofrimento foram o ponto de partida para a criação da The Vegan Society, não a preocupação com o câncer. O veganismo está intrinsecamente ligado à causa animal.

VERDADES SOBRE O VEGANISMO

4 ➳ Não é porque você aderiu a essa filosofia de vida que você, automaticamente, passa a odiar queijo, picanha e doce de leite. O gosto das coisas não muda. O que muda é a sua visão sobre aquele alimento.

 

Poucos veganos não gostam de alimentos de origem animal. O veganismo é uma escolha. Você abre mão de convenções sociais por um bem maior. Infelizmente, isso não significa que o pudim ou o hod dog deixarão de ser gostosos, mas, sim, que um minuto de prazer na boca não valerá a pena diante de tanta morte e sofrimento. O fim, nesse caso, jamais justificará os meios.

 

Mas eu te garanto uma coisa: com o passar do tempo, você acaba esquecendo o gosto das coisas e se abre diante de tantos novos sabores.

 

Há um tempo, fiz um post com 10 verdades que ninguém te conta sobre o feminismo. Decidi, então, estender a ideia para o veganismo. Um assunto que, igualmente, é repleto de mitos. Algumas verdades, é claro, doem. Mas antes ter tudo esclarecido e com os devidos pingos nos is que ficar pregando o senso comum […]

Leia mais



TAGS:






26 maio, 2017

Eu sou uma pessoa que gosta de me exercitar. Suar, sentir as pernas tremendo, as bochechas vermelhas, o coração acelerado e a endorfina sendo liberada. Nós conversamos sobre os meus motivos para amar exercícios físicos neste post aqui. Lá, você encontra boas razões para levantar do sofá e começar a mexer esse corpinho, que foi feito para melhorar a cada dia, não retroceder.

 

No entanto, eu sei que nem todo mundo pode ir à academia. Seja pela falta de tempo, dinheiro ou disposição — às vezes, é longe de casa, os instrutores são chatos e aguentar os ómi é complicado. Mas para tudo se há uma solução. E, nesses casos, se exercitar em casa é uma delas.

Exercícios de pernas e glúteos para fazer em casa

Vira e mexe eu me vejo no tapete da sala, reproduzindo exercícios de vídeos do Youtube. Decidi, então, compartilhar os vídeos que mais gosto com exercícios de pernas e glúteos (meus favoritos!). Todos rapidinhos, sem empecilhos para fazer em qualquer cômodo da casa, mas que botam essas coxas para queimar. Dá-lhe agachamentos!

 

Eu descobri esse mundo graças à Annie Jaffrey, uma youtuber lindíssima, com uma alimentação impecável e vídeos muito bem feitos. Então, se alongue, respire fundo, encha a garrafinha com água e vamos começar nossa lista por ela:

 

Observação: para o post carregar melhor, os vídeos estão linkados nos respectivos títulos! Além disso, eu não sou uma profissional da área, então, as informações estão baseadas na minha experiência. Consulte sempre alguém que entende do assunto para tirar todas as suas dúvidas 😊

 

WORKOUT WITH ME ♥ (Cardio, Abs, Legs, Butt & Yoga)

 

Essa é uma daquelas sequências de exercícios que vai fazer seu abdômen doer até quando você rir no dia seguinte. Pelo menos, nos primeiros dias, já que seu corpo não está acostumado com esse tipo de esforço. Mesmo sendo em inglês, a Annie explica direitinho os movimentos e dá para copiar em casa só olhando a imagem.

 

Aula de Ginástica Aeróbica para Glúteos e Coxas #1

 

Se você gosta de algo mais agitado, a ginástica aeróbica pode ser a sua melhor amiga. No final desses exercícios, mesmo que em 15 minutos, eu estou sempre suando, sentindo que o negócio valeu a pena. É agachamento, dança, joelho para cima, estica, volta, braços para o lado, tudo no ritmo da música e sem parar. Ufa.

 

Aliás, esse é um canal bem legal. Tem vários tipos de exercícios e em diferentes níveis de dificuldade. Vale a pena dar uma olhada.

 

Ultimate Workout Challenge ♥ Abs, Legs, & Butt

 

Com esse vídeo, dá vontade de ir para um parque, praia ou até a pracinha da sua casa estender o tapete de yoga, sentir o ar puro e alongar todos os músculos. Esses são exercícios um pouquinho mais puxados, mas você pode adaptar de acordo com a sua condição física. Não adianta querer abraçar o mundo ou, no caso, querer pernas definidas em 15 minutos, indo além dos seus limites.

 

Exercícios de pernas e glúteos para fazer em casa

Eu sou uma pessoa que gosta de me exercitar. Suar, sentir as pernas tremendo, as bochechas vermelhas, o coração acelerado e a endorfina sendo liberada. Nós conversamos sobre os meus motivos para amar exercícios físicos neste post aqui. Lá, você encontra boas razões para levantar do sofá e começar a mexer esse corpinho, que foi […]

Leia mais



TAGS:






20 fevereiro, 2017

Tomar certos cuidados com as lentes de contato não é brincadeira e, depois de alguns problemas, eu, finalmente, aprendi!

Obrigada Otto Wichterle pela criação das lentes de contato! E obrigada Wikipédia por me mostrar que um químico as criou, não um oftalmologista. Eu uso essas belezuras há, aproximadamente, uns seis anos e não abro mão. Simplesmente, não consigo me sentir confortável com óculos, além de que o meu grau de miopia é muito alto e as lentes me proporcionam uma visão bem melhor.

CUIDADOS COM AS LENTES DE CONTATO

Acontece que nos últimos dois anos eu tive uns problemas com as minhas lentes. Em dezembro de 2015 e 2016, pelo acaso e, em partes, por descuido, a lente machucou minha córnea e eu precisei usar colírios com antibióticos e tomar uma série de cuidados por um tempo, até que meus olhos se recuperassem. Isso me alertou para o quanto eu me tornei descuidada com essa parte do meu dia a dia. Às vezes, eu nem sequer lavava as lentes antes e depois de tirá-las ou, então, deixava resquícios de maquiagem no soro. No começo, eu era tão regrada que até colocava o paninho no ralo da pia para evitar que a lente caísse, três anos depois eu já estava usando lente rasgada e fora da validade. Eu sei, eu sei, péssimo exemplo. E, acreditem, eu vi algumas das consequências.

 

Mas eu também aprendi algumas coisinhas e cumpri-las é uma das minhas metas de 2017 (falei sobre algumas aqui!). Então, se você usa lentes de contato ou pensa em usar, essas dicas podem te ajudar a não ter nenhum problema. E eu espero que em dezembro de 2017 eu não precise passar pelo mesmo incômodo e repetir as consultas e colírios.

 

Uma observação importante: eu uso a lente gelatinosa anual e sempre consulte um oftalmologista de confiança antes de tomar a decisão de usar uma lente, seja ela colorida, de grau, não importa. Seu olho pode ser resistente, talvez você não se acostume com a anual e prefira as mensais, enfim, consulte um especialista. Ele sabe o que é melhor.

 

O que você pode fazer para cuidar bem das suas lentes de contato? 

 

➳ Descubra qual solução para lente é a melhor para você. Sim, faz diferença. Para mim, por exemplo, a melhor é a Opti-Free.

➳ Lave as mãos com um sabonete anti bactericida antes de colocar e tirar as lentes.

➳ O ideal é que o estojinho seja trocado mensalmente ou, então, esterilizado em água fervente por 30 minutos.

➳ Nunca deixe a solução destampada.

➳ E o estojinho deve ficar de cabeça para baixo sob uma superfície ou pano limpo.

➳ Lave uma vez ao dia seu olho com sabonete neutro, esfregando delicadamente.

➳ Também tenha cuidado ao lavar as lentes com algumas gotinhas da solução, não pese a mão.

➳ Compressa de água gelada pode te ajudar muito quando seu olho estiver irritado.

➳ Cuidado com a maquiagem! Tente não passar rímel nas lentes.

➳ Use e abuse dos colírios. Eu gosto do Hylo-Comod ou Optive UD. Esse último é mais confortável e prático de carregar para os lugares. Mas consulte um oftalmo antes, ok?

➳ Se você notar qualquer desgaste na lente ou manchinhas, troque. Não arrisque.

➳ Tenha um padrão para tirar as lentes, assim você não troca a direita pela esquerda ou vice versa. Comece sempre pelo mesmo olho. É horrível passar o dia incomodado porque você trocou as lentes.

➳ Tente não coçar o olho ou esfregá-lo, com ou sem as lentes.

➳ Cuidado com o horário. Se está em casa, prefira os óculos.

➳ Não durma de lente de contato. Além de aumentar o risco de lesões e infecções, é horrível de tirar depois, sério.

 

Bom, esses são alguns dos cuidados que os oftalmologistas me passaram depois que tive problemas com as minhas lentes. Simples, não? A dificuldade é colocá-los em prática quando você chega cansado em casa ou está com pressa pela manhã. Só que olhos e lentes de contato não são brincadeira, não é só uma questão de estética. 

 

Você usa lente de contato? Tem vontade? Alguma outra dica? Me conta nos comentários!

 

 💚 Outros posts que você pode gostar 💚

 

Final de semana cheio de amor

➳ Desapegando das minhas maquiagens

Sabonete vegano para o rosto

Não seja um one upper

➳ Desodorante natural e caseiro

 

💚 Vem ler mais na tag experiências ou beleza 💚

Também estou aqui: 

Instagram l Facebook l Twitter l Pinterest l Youtube

Tomar certos cuidados com as lentes de contato não é brincadeira e, depois de alguns problemas, eu, finalmente, aprendi! Obrigada Otto Wichterle pela criação das lentes de contato! E obrigada Wikipédia por me mostrar que um químico as criou, não um oftalmologista. Eu uso essas belezuras há, aproximadamente, uns seis anos e não abro mão. […]

Leia mais



TAGS:








NÃO PERCA AS NOVIDADES, CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER!