DESCOMPLICANDO O VEGANISMO
RECEITAS VEGANAS
Transição para o veganismo


29 dezembro, 2017

Não, eu não vou fazer as pazes o ovo. Eu não preciso dele, nem você. O ovo não foi feito para ser fruto de exploração e depois virar omelete, ele faz parte do ciclo de vida da galinha, que, olha só, não nos pertence. Nesse post, vamos conversar sobre como substituir o ovo em uma dieta vegana, tanto em relação aos nutrientes quanto a sua função nas receitas.

 

Por que eu não como ovo? 🍳

COMO SUBSTITUIR O OVO

Você pode se perguntar: o que há de errado em comer ovos? A própria indústria de ovos, eu te respondo. Indústria que mói pintinhos machos vivos, privam as galinhas de alimento e cortam seus bicos, as mantendo em espaços menores do que uma folha de papel. Indústria que expõe esse animal a doenças e reduz sua vida para depois transformá-lo em comida processada e enlatada.

 

Galinha feliz é galinha livre. E ela não será livre enquanto você desejar ovos mexidos no café da manhã e ovo frito no almoço. 

 

Tanto pelo aspecto nutricional quanto culinário, ovos são totalmente substituíveis. Então, por que eu vou financiar uma indústria de violência, injustiça e morte?

 

Como substituir o ovo nutricionalmente?

COMO SUBSTITUIR O OVO NUTRICIONALMENTE

Nós vamos analisar os principais nutrientes dos ovos e encontrar substitutos vegetais para cada, tudo bem? Lembrando que todos os valores referem-se a 100 gramas do alimento e são da Tabela de Composição de Alimentos, da Sônia Tucunduva. Vamos lá.

 

Proteína (12,5g) ➵ Tem um post todinho dedicado às proteínas vegetais no blog, mas um grãomelete com grão de bico (8,87g) ou tofu (6,6g) mexido vai muito bem.

 

Lipídio (10g) ➵ Você pode substituir o ovo por gorduras boas sem colesterol, como óleo de coco, abacate e azeite de oliva. Beeeem mais saudável! 

 

Carboidrato (1,23g) ➵ Ovo não é fonte de carboidrato, então seu pãozinho francês, sua batatinha assada e seu macarrão integral bastam, viu?

 

Vitamina A (191RE) ➵ A cenoura crua ganha de lavada com 2813RE, assim como o espinafre cozido com 819RE.

 

Vitamina D (1,3gmcg) Bota a cara no sol, mana! ☀

 

Ácido Fólico (B9) (47mcg) ➵ Que tal umas lentilhas cozidas (181mcg) ou beterraba cozida (80mcg)?

 

Vitamina E (0,84mg) ➵ Coloque umas sementes de abóbora sem sal (3,91mg) na sua salada de agrião (1mg) e repolho branco (1,67mg).

 

Vitamina B1 (0,06mg) ➵ Substitua por amendoim com pele cru (0,68mg) e seu arrozinho branco cozido (0,183mg) de todo dia.

 

Vitamina B12 (1mcg) ➵ Opte por alimentos veganos enriquecidos, como leite de amêndoas da Silk e So Delicious ou 1 colher de sobremesa de nutricional yeast que tem 2,4mcg.

 

Vitamina B2 (0,51mg) ➵ Melhor incluir farelo de trigo (0,58mg) ou tomate seco (0,49mg).

 

Vitamina B6 (0,14mg) ➵ Abençoada seja a banana nanica (0,58mg), melancia (0,14mg) e a batata doce cozida (0,24mg).  

 

Cálcio (49mg) ➵ Também tem um post dedicado inteirinho ao cálcio, mas alguns dicas: semente de linhaça e amêndoas torradas.

 

Magnésio (10mg) ➵ Se você não é do time da uva passa (33mg), pode optar por vagem cozida (25mg).

 

Potássio (121mg) ➵ Almoce um prato com abóbora moranga cozida (231,069mg) e coma de sobremesa uma pera (125mg).

 

Fósforo (178mg) ➵ Prefira soja cozida (245mg) e os grãos de feijão cozidos (114mg).

 

Selênio (30,8mcg) ➵ Ovinho, você não está com nada quando a gente fala sobre selêinio, porque 100g de castanha do pará sem sal têm 2960mcg.

 

Zinco (1,11mg) ➵ Você pode incluir umas amêndoas (2,93mg) e ervilhas frescas (1,25).

 

Ferro (1,44mg) ➵ Olha só, mais um post completinho dedicado ao ferro, mas vale incluir os talos do brócolis e melaço de cana na sua alimentação.

 

Como substituir o ovo nas receitas?

COMO SUBSTITUIR O OVO NAS RECEITAS

Nessa parte, conto com a ajuda de alguns posts como esse guia do Wikihow, o blog da Dani Noce e o AtletaVeg. As substituições listadas abaixo equivalem a um ovo:

 

Não, eu não vou fazer as pazes o ovo. Eu não preciso dele, nem você. O ovo não foi feito para ser fruto de exploração e depois virar omelete, ele faz parte do ciclo de vida da galinha, que, olha só, não nos pertence. Nesse post, vamos conversar sobre como substituir o ovo em uma […]

Leia mais



TAGS:






20 dezembro, 2017

Chegou a vez das tão polêmicas proteínas. É automático, quando você fala que é vegetariano ou vegano, uma das primeiras perguntas no questionário alheio é: de onde você tira proteína? Mas a proteína da carne em comparação à proteína vegetal não é melhor? Eu não sei porque as pessoas colocam a carne nesse pedestal irreal. Carne não nasce em árvore, não vem da terra, carne não é um alimento vivo, natural, é um cadáver, fim.

PROTEÍNA VEGETAL

Na realidade, as pessoas consomem mais proteínas do que deveriam. A recomendação da OMS de 2003 diz que as proteínas devem corresponder de 10% a 15% do seu VET, Valor Energético Total. Sendo assim, pensando em uma pessoa que consome 2000 calorias por dia, o ideal é que 250 (12,5%) de suas calorias venham das proteínas, ou seja, 62,5g.

 

Pense, agora, que essa pessoa consome um carne bovina no almoço e carne branca no jantar. Digamos que no almoço foram cerca de 80 gramas de contra filé sem gordura grelhado, que apresenta 28,72 gramas de proteína e no jantar 70g de peito de frango sem pele cozido que tem 22,05 gramas de proteína. Somando, temos 50,77 gramas de proteína.

 

Ué, Luana, esse valor se adequa ao recomendado. Sim, se você consumisse só isso de proteína. Mas, normalmente, quem consome carne também tem leite e derivados na geladeira. Um copo de leite desnatado com 100ml tem mais 2,9g de proteína, aí você acrescenta um queijinho, um iogurte, um bolo e por aí vai. Sem contar as leguminosas, que são fontes de proteína vegetal e a porcentagem pequena, mas que ainda conta, de outros alimentos consumidos durante o dia.

 

Vale lembrar que o recomendado é apenas uma porção de carne por dia. Normalmente, se faz duas e isso aumenta em grande quantidade o valor diário consumido de proteína. Mas qual o problema de tanta proteína, Luana? É um nutriente essencial. Sim, com certeza, é muito importante consumir proteína, mas em excesso ela pode sobrecarregar os seus rins.

 

Antes antes que você venha dizer que a proteína vegetal é de baixo valor biológico, logo, não são tão boas, vou transcrever abaixo parte do vídeo de 8 mitos da proteína vegetal comentados pelo Dr. Eric Slywitch a partir artigo de um de referência da OMS.

 

8 mitos sobre a proteína vegetal 🍄🍛

PROTEÍNA VEGETAL - FEIJÕES

MITO: As proteínas vegetais são incompletas.

VERDADE: Alguns alimentos específicos podem apresentar teores baixos de um ou mais aminoácidos específicos. A combinação de alimentos diferentes fornece todos aminoácidos em ótimas quantidades.

 

MITO: As proteínas provenientes de fontes vegetais não são tão boas quanto as provenientes de fontes animais.

VERDADE: A qualidade depende da fonte da proteína vegetal ou da sua combinação. As proteínas vegetais podem ser iguais ou melhores que as proteínas animais.

 

Chegou a vez das tão polêmicas proteínas. É automático, quando você fala que é vegetariano ou vegano, uma das primeiras perguntas no questionário alheio é: de onde você tira proteína? Mas a proteína da carne em comparação à proteína vegetal não é melhor? Eu não sei porque as pessoas colocam a carne nesse pedestal irreal. […]

Leia mais



TAGS:






10 dezembro, 2017

Nós começamos essa série de substituições veganas falando sobre os alimentos de origem vegetal ricos em cálcio para substituir o leite de vaca. Para continuar desmistificando as ideias erradas em torno do veganismo, chegou a vez de falar sobre fontes de ferro vegetal. Porque, fala sério, como alguém consegue comer o rim, fígado ou coração de um bichinho? 

FONTES DE FERRO VEGETAL - substituições veganas

O ferro é responsável por ajudar no transporte de oxigênio para todo o corpo, além de desempenhar um papel importante em processos metabólicos de DNA, RNA e neurotransmissores. Não é à toa que a sua deficiência ocasiona consequências como palidez, fadiga, falta de ar, dor de cabeça, queda de cabelo e até mesmo dificuldade de aprendizagem.

 

Ferro heme e não-heme

 

Se construiu essa ideia de que o ferro da carne é “melhor”, pois ele é composto de 40% do tipo heme (que vem das células de sangue e músculos) e 60% do tipo não-heme, enquanto os alimentos de origem vegetal em sua totalidade são formados pelo ferro do tipo não-heme (já que não tem sangue, porque não é um cadáver, ué 🤔). Ok, mas e eu com isso?

 

Acontece que o corpo absorve melhor o ferro heme em comparação ao não-heme, mesmo que ambos desempenhem a mesma função no organismo. Isso não significa, porém, que por um ser melhor absorvido o outro não seja absorvido de maneira o suficiente. O fato de um alimento ter uma quantidade mais significativa de ferro não torna os outros inferiores ou inadequados.

 

A verdade é que a anemia ferropriva (falta de ferro) não é exclusividade dos vegetarianos e veganos. Essa é uma das deficiências nutricionais mais comuns no mundo. De uma maneira geral, precisamos escolher boas fontes do mineral e se atentar aos truques que melhoram sua absorção. Falo um pouquinho sobre eles no final do post! 

 

Com a ajuda novamente da Tabela de Composição de Alimentos da Sonia Tucunduva e a Tabela Brasileira de Composição de Alimentos (TACO) da UNICAMP, olha só quais fontes de ferro vegetal você deve incluir na sua dieta vegana ou vegetariana! Lembrando que os números se referem a uma porção de 100 gramas dos alimentos.

 

Você pode substituir…

FONTES DE FERRO VEGETAL

Carne bovina assada (2,863mg) ➳ Por brócolis cozido (0,84mg) com os talos (3,2mg) e as folhas (2,49mg).

 

Carne moída refogada (2,453mg) ➳ Por feijão branco cozido, só os grãos (2,85mg).

 

Fígado bovino cozido (6,082mg) ➳ Por uma salada com semente de girassol (6,78mg), rúcula (3,14) e tomate seco (5,05mg).

 

Rim bovino cru (5,7mg) ➳ Por soja cozida (5,15mg).

 

Nós começamos essa série de substituições veganas falando sobre os alimentos de origem vegetal ricos em cálcio para substituir o leite de vaca. Para continuar desmistificando as ideias erradas em torno do veganismo, chegou a vez de falar sobre fontes de ferro vegetal. Porque, fala sério, como alguém consegue comer o rim, fígado ou coração […]

Leia mais



TAGS:








NÃO PERCA AS NOVIDADES, CADASTRE-SE NA NOSSA NEWSLETTER!