• Pinceis favoritos para pele da Macrilan – Corretivo, base, blush SLIDE
  • simple-responsive-slide-disney


10 janeiro, 2016

Há um ano, comecei a testar a linha Tea Tree da The Body Shop. Quando comprei, criei expectativas altíssimas em cima dos produtos que além de, supostamente, naturais, combatem à oleosidade e imperfeições causadas pela acne. A descrição me conquistou e, ainda por cima, o kit vinha com uma necessaire ótima que, por sinal, é minha companheira até hoje.

Resenha Linha Tea Tree da The Body Shop

Eu testei cinco produtos: o gel de limpeza facial, gel hidratante noturno, loção hidratante, tônico de limpeza e o óleo de tea tree. Na época, não havia nada da linha disponível no Brasil, mas, hoje, você a encontra facilmente na The Body Shop e o preço é bom – nem barato demais, nem um exagero, visto a durabilidade e qualidade dos itens. As minhas embalagens são na versão em miniatura e duraram muito tempo!

 

Então, ele cumpre o que promete? É, não exatamente. Eu, particularmente, não obtive, como prometido, uma pele visivelmente mais uniforme depois da primeira semana. Por uns dois meses, eu usava religiosamente os produtos pela manhã e à noite. Quando não obtive o resultado esperado, recorri à uma dermatologista e, enquanto fazia o tratamento que ela indicou à noite, permaneci com o gel de limpeza e a loção pela manhã.

 

Desodorante natural e cruelty free: minha experiência!

 

Ué, quer dizer que a linha é ruim? Também não! Ela não sumiu com a minha acne, mas, por outro lado, o óleo de tea tree é maravilhoso para secar espinhas. Eu tenho a péssima mania de cutucar a minha cara (horrível, eu sei) e um belo dia me empolguei e acabei com uma marca gigantesca no queixo. O que eu fiz? Joguei óleo de tea tree em cima e alguns dias foram o suficiente para o machucado sumir. Tenho certeza que esse produto me ajuda muito na hora de evitar cicatrizes de espinhas ou marcas pela minha teimosia em estourá-las.

 

Óleo Tea Tree da The Body Shop

Já o gel de limpeza é bem refrescante. Sinto que ele limpa, mas sem aquela sensação de ressecamento, sabe? Por isso, gosto de usá-lo pela manhã junto com a loção hidratante, que não é nada oleosa. Posso passar tranquilamente e sei que meu rosto não ficará pronto para fritar batatas pelas próximas 4/5 horas. É um hidratante bom para peles oleosas.

 

Para gatinhos, sereias, feminismo, Disney, dicas de beleza e amor, curta a página do Entre Anas: 


 

 

Usei o gel de limpeza e o hidratante até o final e continuo pingando o óleo de tea tree quando sinto necessidade. Em relação ao tônico, fiquei um pouco receosa, pois voltei a usá-lo recentemente e minha pele não pareceu reagir muito bem, bem diferente da primeira vez que testei. No entanto, tenho quase certeza que, nesse caso, a culpada é a TPM. Darei outra chance ao tônico da linha, afinal, ele é o único que eu tenho aqui em casa.

 

E o hidratante noturno? Definitivamente, não me cativou. Ele é mais pesado, como dá para ver na foto e, para mim, fez o mesmo trabalho que o normal, só que não seca tão rápido quanto.

Hidratante Linha Tea Tree da The Body Shop

Loção hidratante à direita e gel hidratante noturno à esquerda!

Vamos, então, dar uma olhada na composição. Os dois hidratantes têm alumínio, um ingrediente que, de acordo com estudos, além de associado a danos no sistema nervoso, possivelmente, está relacionado ao câncer de mama graças a sua presença em antitranspirantes. A loção para o dia também tem Dimethicone, um derivado do silicone poluente e que pode obstruir os poros.

 

Meus pincéis favoritos para pele da Macrilan!

 

O gel de limpeza, por sua vez, tem em sua composição o polêmico Sodium Laureth Sulfate que eu já excluí dos meus shampoos faz tempo. Esse agente de limpeza é prejudicial para o meio ambiente e a nossa saúde, já que é capaz de modificar o funcionamento das proteínas da pele e especula-se sobre sua possível contaminação por agentes cancerígenos e tóxicos.

 

De resto, analisando pelo que sei e com uma pesquisa rápida (Lookaholic ajuda muito!), os ingredientes estão oks. Mas o óleo de Tea Tree, por exemplo, traduzido como Malaleuca, não é o óleo em sua forma mais pura, claro. Ele é um cosmético e tem apenas 15% do óleo realmente. Vale ressaltar que a The Body Shop é cruelty free (um ponto muito positivo, apesar da polêmica e os boicotes por pertencer, agora, à L’Oréal) e, comparada a outras marcas, tem, sim, uma forma de produção mais consciente. Agora, se você quiser uma marca com opções veganas, que tal conferir os produtos da Granado e Phebo sem nadinha de origem animal nesse post ou, então, esse outro com marcas que são 100% veganas?

Resenha Linha Tea Tree da The Body Shop

Meus preferidos <3

Voltando aos resultados, eu compraria novamente o gel de limpeza e a loção hidratante. Apesar de não ter diminuído a acne, eu sinto que esses dois produtos deixaram o meu rosto mais vivo e com cara de saudável. A pele ficou mais macia, com aquela sensação gostosa de refrescância e sem muitas manchas avermelhadas. Não é um tratamento pesado, por isso, talvez, funcione melhor com quem deseja cuidar da pele e evitar a oleosidade, sem pretensões maiores.

 

Lembrando que essa foi a minha experiência pessoal e que os produtos não vão funcionar da mesma maneira com todos. Eu gostei da linha, mas não a achei milagrosa. Tem seus pontos positivos negativos, assim como todo cosmético.

 

Alguém por aí já usou os produtos com Tea Tree? Atualmente, eu uso outro sabonete vegano da Alba, que já ganhou uma resenha bem detalhada no blog. E se você também está procurando um post com dicas de produtos para usar no cabelo, vem cá!

 

 

 💜 Outros posts que você pode gostar 💜

 

Low Poo Vegano: transição, produtos e resultados!

➳ O que aprendemos em Forks Over Knifes (Troque a Faca pelo Garfo)

Protetor solar vegano para pele oleosa

Desapegando: limpeza no guardar-roupa

➳ 5 maquiagens baratinhas e boas da Vult

 

💜 Para ler outros posts da categoria beleza, clique aqui! 💜

 

E vamos espalhar mais amor nas redes sociais ♥

Instagram l Facebook l Twitter l Pinterest l Youtube


Há um ano, comecei a testar a linha Tea Tree da The Body Shop. Quando comprei, criei expectativas altíssimas em cima dos produtos que além de, supostamente, naturais, combatem à oleosidade e imperfeições causadas pela acne. A descrição me conquistou e, ainda por cima, o kit vinha com uma necessaire ótima que, por sinal, é minha companheira até hoje.

Resenha Linha Tea Tree da The Body Shop

Eu testei cinco produtos: o gel de limpeza facial, gel hidratante noturno, loção hidratante, tônico de limpeza e o óleo de tea tree. Na época, não havia nada da linha disponível no Brasil, mas, hoje, você a encontra facilmente na The Body Shop e o preço é bom – nem barato demais, nem um exagero, visto a durabilidade e qualidade dos itens. As minhas embalagens são na versão em miniatura e duraram muito tempo!

 

Então, ele cumpre o que promete? É, não exatamente. Eu, particularmente, não obtive, como prometido, uma pele visivelmente mais uniforme depois da primeira semana. Por uns dois meses, eu usava religiosamente os produtos pela manhã e à noite. Quando não obtive o resultado esperado, recorri à uma dermatologista e, enquanto fazia o tratamento que ela indicou à noite, permaneci com o gel de limpeza e a loção pela manhã.

 

Desodorante natural e cruelty free: minha experiência!

 

Ué, quer dizer que a linha é ruim? Também não! Ela não sumiu com a minha acne, mas, por outro lado, o óleo de tea tree é maravilhoso para secar espinhas. Eu tenho a péssima mania de cutucar a minha cara (horrível, eu sei) e um belo dia me empolguei e acabei com uma marca gigantesca no queixo. O que eu fiz? Joguei óleo de tea tree em cima e alguns dias foram o suficiente para o machucado sumir. Tenho certeza que esse produto me ajuda muito na hora de evitar cicatrizes de espinhas ou marcas pela minha teimosia em estourá-las.

 

Óleo Tea Tree da The Body Shop

Já o gel de limpeza é bem refrescante. Sinto que ele limpa, mas sem aquela sensação de ressecamento, sabe? Por isso, gosto de usá-lo pela manhã junto com a loção hidratante, que não é nada oleosa. Posso passar tranquilamente e sei que meu rosto não ficará pronto para fritar batatas pelas próximas 4/5 horas. É um hidratante bom para peles oleosas.

 

Para gatinhos, sereias, feminismo, Disney, dicas de beleza e amor, curta a página do Entre Anas: 


 

 

Usei o gel de limpeza e o hidratante até o final e continuo pingando o óleo de tea tree quando sinto necessidade. Em relação ao tônico, fiquei um pouco receosa, pois voltei a usá-lo recentemente e minha pele não pareceu reagir muito bem, bem diferente da primeira vez que testei. No entanto, tenho quase certeza que, nesse caso, a culpada é a TPM. Darei outra chance ao tônico da linha, afinal, ele é o único que eu tenho aqui em casa.

 

E o hidratante noturno? Definitivamente, não me cativou. Ele é mais pesado, como dá para ver na foto e, para mim, fez o mesmo trabalho que o normal, só que não seca tão rápido quanto.

Hidratante Linha Tea Tree da The Body Shop

Loção hidratante à direita e gel hidratante noturno à esquerda!

Vamos, então, dar uma olhada na composição. Os dois hidratantes têm alumínio, um ingrediente que, de acordo com estudos, além de associado a danos no sistema nervoso, possivelmente, está relacionado ao câncer de mama graças a sua presença em antitranspirantes. A loção para o dia também tem Dimethicone, um derivado do silicone poluente e que pode obstruir os poros.

 

Meus pincéis favoritos para pele da Macrilan!

 

O gel de limpeza, por sua vez, tem em sua composição o polêmico Sodium Laureth Sulfate que eu já excluí dos meus shampoos faz tempo. Esse agente de limpeza é prejudicial para o meio ambiente e a nossa saúde, já que é capaz de modificar o funcionamento das proteínas da pele e especula-se sobre sua possível contaminação por agentes cancerígenos e tóxicos.

 

De resto, analisando pelo que sei e com uma pesquisa rápida (Lookaholic ajuda muito!), os ingredientes estão oks. Mas o óleo de Tea Tree, por exemplo, traduzido como Malaleuca, não é o óleo em sua forma mais pura, claro. Ele é um cosmético e tem apenas 15% do óleo realmente. Vale ressaltar que a The Body Shop é cruelty free (um ponto muito positivo, apesar da polêmica e os boicotes por pertencer, agora, à L’Oréal) e, comparada a outras marcas, tem, sim, uma forma de produção mais consciente. Agora, se você quiser uma marca com opções veganas, que tal conferir os produtos da Granado e Phebo sem nadinha de origem animal nesse post ou, então, esse outro com marcas que são 100% veganas?

Resenha Linha Tea Tree da The Body Shop

Meus preferidos <3

Voltando aos resultados, eu compraria novamente o gel de limpeza e a loção hidratante. Apesar de não ter diminuído a acne, eu sinto que esses dois produtos deixaram o meu rosto mais vivo e com cara de saudável. A pele ficou mais macia, com aquela sensação gostosa de refrescância e sem muitas manchas avermelhadas. Não é um tratamento pesado, por isso, talvez, funcione melhor com quem deseja cuidar da pele e evitar a oleosidade, sem pretensões maiores.

 

Lembrando que essa foi a minha experiência pessoal e que os produtos não vão funcionar da mesma maneira com todos. Eu gostei da linha, mas não a achei milagrosa. Tem seus pontos positivos negativos, assim como todo cosmético.

 

Alguém por aí já usou os produtos com Tea Tree? Atualmente, eu uso outro sabonete vegano da Alba, que já ganhou uma resenha bem detalhada no blog. E se você também está procurando um post com dicas de produtos para usar no cabelo, vem cá!

 

 

 💜 Outros posts que você pode gostar 💜

 

Low Poo Vegano: transição, produtos e resultados!

➳ O que aprendemos em Forks Over Knifes (Troque a Faca pelo Garfo)

Protetor solar vegano para pele oleosa

Desapegando: limpeza no guardar-roupa

➳ 5 maquiagens baratinhas e boas da Vult

 

💜 Para ler outros posts da categoria beleza, clique aqui! 💜

 

E vamos espalhar mais amor nas redes sociais ♥

Instagram l Facebook l Twitter l Pinterest l Youtube


TAGS:




4 Comentários em “Testei: linha Tea Tree da The Body Shop”


Monique

Oi, tudo bem? Nunca usei os produtos da Tea Tree, mas gostei bastante da sua resenha. Também tenho problemas com relação à oleosidade da pele e vivo à procura de produtos que reduzam esse meu problema. Ainda estou na busca… rs

Luana

Eba, que bom, obrigada <3
Se o seu problema é só oleosidade, talvez, essa linha funcione bem! :)
Beijinhos

Cintia Masa

Cheguei aqui buscando no google sobre essa linha da The body shop, post bem escrito e explicadinho. Adorei seu blog. Já estou seguindo em tudo já. Você transmite uma energia muito boa. Ganhou mais uma seguidora! <3

Cintia Masa
felicidadecomsimplicidade.com

Luana

Obaaaa, que amor, obrigada Cintia!


Deixe seu comentário:



Veja o que acontece por aí